28 dezembro, 2015

As 7 virtudes imortais do meu FCPorto

Preferia ver estes sorrisos no fim da época

Antes de mais, reitero aos amigos e leitores do Renovar o Porto os meus votos de boas festas e de um Bom Ano 2016, esperando que o Natal tenha sido bem passado e em óptima companhia.

Ainda 2015 não terminou e o FCPorto decidiu dar uma excelente prenda à comunidade portista e a Pinto da Costa (que fez ontem 78 felizes anos), com o anúncio de um contrato de direitos televisivos com a PT/Altice no valor de 457,5 milhões de euros. É sem dúvida uma boa notícia, levando em conta a actual situação do país e a necessidade de angariar verbas para os desafios e compromissos assumidos pelo FCPorto para um período de 12 anos. 

Há no entanto uma dúvida, que devia ser esclarecida quanto antes, que é saber se  a partir de Janeiro do próximo ano, os clientes da NOS deixarão de ter acesso ao Porto Canal e aos conteúdos desportivos. Sinceramente, não sei se isto vai ser assim e se é legalmente aceitável do ponto de vista contratual entre operador e cliente, mas se não é, então pode ter-se aberto aqui um precedente. No meu caso, por exemplo, sempre preferi a oferta da NOS, por conter um pequeno leque de canais mais interessantes que a MEO, não obstante a maioria serem praticamentes iguais. "Obrigarem" os portistas a mudar de operadora para verem o canal, é tudo, menos correcto. Veremos,  entretanto o que vai acontecer.

Sendo o negócio importante para o clube, não deixo contudo de manter alguma apreensão com a realidade que são os resultados desportivos. Chegamos ao primeiro lugar da Liga mesmo no fim da primeira volta (vale mais tarde que nunca, já sei) a um ponto de avanço do 2º classificado, o Sporting, com quem jogaremos, por ironia, no início da segunda fase fora de casa. A questão que me coloco, e coloco também aos leitores, é a seguinte: estamos confiantes, ou temos de estar confiantes?

A resposta que a mim me cabe dar e que apresentarei a seguir, é ao mesmo tempo um desafio às dúvidas que certamente nos invadem, a resposta dos leitores, caberá naturalmente a cada um.

Uma coisa vos garanto, se o FCPorto fôr a Alvalade e sair de lá com os 3 pontos, ficarei muito contente, mesmo que a exibição não convença, mas pessoalmente preferia que saísse com uma victória convincente. Para que tal possa acontecer, será preciso estarem reunidas certas condições. Vamos a elas:
  1. Concentração do 1º ao último segundo de jogo, e tempo de descontos
  2. Força física e psicológica (preferencialmente)
  3. Assertividade e concentração nos passes, remates e desmarcações
  4. Marcação alta com tempos de pressão correctos (*)
  5. Velocidade de execução
  6. Lateralizar ou atrasar o jogo q.b., só e apenas para reorganizar os ataques
  7. Ter calma, sem nunca a confundir com lentidão 
(*) Chegar à bola antes de o adversário a controlar

Eis aqui uma sinopse de itens capazes de fazer a diferença entre estar confiante e ter de estar confiante. A primeira, implicará cumprir restritamente as 7 virtudes acima citadas, para a segunda, é simples, é como jogar no Euromilhões e confiar que a sorte nos proteja.

Teremos nós equipa para num só jogo reunir essas virtudes?

1 comentário:

Anónimo disse...

Esta fotografia é bonita para a prosperidade, para mim não me diz muito, gosto mais das vitorias do FCP...

Abílio Costa.