23 fevereiro, 2020

SOMBRAS NEGRAS DA JUSTIÇA

Domingos de Andrade
Domingos de Andrade
Director JN

Há duas formas de encarar a mais grave crise exposta dos últimos 45 anos que a Justiça atravessa e que atinge o coração do Tribunal da Relação de Lisboa, um dos principais do país
A primeira é benévola, a prova de que a ação da investigação e das magistraturas, sejamos magnânimos em as incluir, não pára nem perante os seus pares.
A segunda remete-nos para os tempos sombrios que parecemos atravessar, com a corrupção em estado larvar a estender tentáculos em todas as áreas da sociedade, a que nem a Justiça está imune, num caso cujas suspeitas não se circunscrevem a um ato isolado de um juiz que temporariamente terá perdido a noção de moral e da representação social que o uso da toga implica. O problema é que a perceção do mal anula qualquer tentativa de fazer prevalecer o olhar do bem.
O caso em questão chama-se Operação Lex e carrega já 17 arguidos, o último dos quais é o ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, já interrogado pelo Ministério Público, que se junta aos juízes Rui Rangel e Fátima Galante. São suspeitos, cada um com a sua carga, de tráfico de influências, branqueamento de capitais, viciação na distribuição de processos e acórdãos a pedido.
As suspeitas sobre Luís Vaz das Neves remetem para os processos distribuídos aos juízes Orlando Nascimento, atual presidente da Relação, e Rui Gonçalves, que assinaram acórdãos favoráveis a Rui Rangel e ao empresário de futebol José Veiga.
Para trás estão mensagens trocadas entre Rangel e Luís Vaz, para que este distribuísse um processo a Orlando Nascimento. O que veio a suceder.
A sucessão de nomes e cargos é de tal forma grave que não basta à ministra da Justiça acreditar piamente que tudo está bem, até porque, justifica, os processos são distribuídos aleatoriamente por via informática.
Mas mais do que o pormenor de cada uma das suspeitas, são preocupantes as dúvidas que o caso lança sobre a imparcialidade dos tribunais e a integridade dos juízes. As sementes dos regimes extremistas medram nestas incertezas.
Diretor

20 fevereiro, 2020

Pedro Baptista lutou pela Regionalização...

Resultado de imagem para pedro baptista morreu
Pedro Baptista, um socialista diferente


... mas não teve condições para levar muito longe as suas intenções. Faleceu a noite passada de morte súbita, quando estava a colaborar como Comissário-geral das Comemorações da Revolução Liberal do Porto de 1820. Juntamente com um pequeno grupo de portuenses adeptos da Regionalização, entre os quais fiz parte e cooperei, organizamos um Movimento político a que chamamos Movimento Pro Partido do Norte, https://www.jn.pt/nacional/movimento-pro-partido-do-norte-quer-concorrer-as-legislativas-1582864.html  visto, segundo a lei, não ser permitido designar Partidos com nomes de cariz regional (vejam bem como o centralismo é democrata e fiel à Constituição...). Eles têm um medo terrível de perder aquilo que todos os ditadores adoram:  o poder absoluto.

Portanto, caros amigos, não se deixem levar em mais esta vigarice que é a Descentralização.  Isto é outro embuste, não duvidem. Não vai ser preciso esperar muito, para tudo ficar em águas de bacalhau. O Costa, não é muito diferente do Sócrates, é apenas mais moreno...

Pedro Baptista era um homem irreverente, e combativo. Apreciava a sua frontalidade e coragem. Era m homem raro  para os tempos que correm.

Quero dedicar as minhas sinceras condolências,  à família e amigos. 

Nota:
Pelo que li, afinal Pedro Baptista faleceu na manhã de ontem, sexta-feira, e não durante a noite,  conforme erradamente fui informado. 



17 fevereiro, 2020

Marega pode não ser um grande jogador, mas...



mas é um HOMEM com maiúsculas, comparado com este oportunista, este falsário, que nunca na sua vida será capaz de um acto de coragem e de integridade como ele (Marega) teve! Além de J. Paulo Rebêlo ser um incompetente, um aldrabão, anda convencido que todos são da laia dele, um reles chico esperto, que o 1º. Ministro Costa guindou ao poder.

Se achas que me comoves com essa treta de dizeres que o racismo é uma coisa intolerável, ficas a saber que tão intolerável é o racismo como a falsidade! Sabes, pudesse eu votar para despedir, já estavas na rua há uns anitos... Vai para o Estádio da Luz pedir um emprego ao Vieira, esse é que está bom para ti, pertence à tua seita. Hipócrita!


O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo
Ficas muito bem na fotografia, estás sempre em acção. Deve ser por isso que
o futebol português é tão disciplinado... 

16 fevereiro, 2020

O verdadeiro rosto de Portugal na Europa

Resultado de imagem para ana gomes
Sabem quem não gosta de Ana Gomes? É simples:
os que vivem da corrupção. 


A ex-eurodeputada do PS Ana Gomes instou esta quarta-feira Portugal a adotar rapidamente as mais recentes leis europeias para combate ao branqueamento de capitais, numa altura que o país enfrenta "um furacão" que são os Luanda Leaks.
A Comissão Europeia instou Portugal e sete outros Estados-membros a transporem efetivamente a legislação europeia em matéria de combate ao branqueamento de capitais, apontando que "os recentes escândalos" tornam evidente a necessidade de regras rigorosas.
Reagindo a esta notícia, Ana Gomes disse esperar que "Portugal não demore muito a concretizar a transposição da quinta diretiva contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo, ainda por cima está no meio deste furacão abertos pelo escândalo dos Luanda Leaks". Falando aos jornalistas portugueses à margem da sessão plenária do Parlamento Europeu, na cidade francesa de Estrasburgo, onde se deslocou para uma conferência sobre migrações na universidade local, a antiga eurodeputada do PS vincou que "Portugal está numa posição extremamente vulnerável" no que toca ao branqueamento de capitais.Para a ativista, "o caso dos Luanda Leaks é mais uma demonstração, como já era o Football Leaks, da total vulnerabilidade do nosso país, a ser lavandaria de vários tipos de criminalidade organizada, de máfias de todo o tipo". "E espero que [a diretiva] seja bem transposta porque muitas vezes a transposição em Portugal tem água no bico em algumas formulações que são feitas por escritórios de advogados que trabalham para o Estado e que não estão necessariamente a servir interesse público, mas os interesses de certos grupos privados", apontou Ana Gomes.
Para a ex-eurodeputada socialista, "Portugal está a falhar há muito tempo porque tem havido total cumplicidade, a todos níveis, e nalguns casos é até captura, para cobrir, encobrir e deixar fazer". "Felizmente hoje as atitudes angolanas mudaram e há uma atividade da Procuradoria-Geral angolana. A nossa Procuradoria está a reagir aos pedidos angolanos e ainda ontem [terça-feira] foi desencadeado o congelamento de contas", acrescentou.
Ana Gomes está em Estrasburgo no dia em que se vai realizar um debate no Parlamento Europeu sobre branqueamento de capitais na UE, à luz das revelações do 'Luanda Leaks'.
Também esta quarta-feira, a Comissão Europeia anunciou, no quadro da adoção do seu pacote mensal de processos de infração aos Estados-membros por incumprimento da legislação comunitária, que oito Estados-membros não notificaram ainda Bruxelas de "quaisquer medidas de execução" relativamente à mais recente diretiva (a quinta) sobre branqueamento de capitais, que deveria ter sido integralmente transposta até 10 de janeiro passado.
O Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação revelou no dia 19 de janeiro mais de 715 mil ficheiros, sob o nome de Luanda Leaks, que detalham esquemas financeiros de Isabel dos Santos e do marido, Sindika Dokolo, que terão permitido retirar dinheiro do erário público angolano utilizando paraísos fiscais. Isabel dos Santos foi constituída arguida pelo Ministério Público de Angola, mas já veio negar as acusações, dizendo-se vítima de um ataque político. 
Ao nível da UE, as regras mais recentes de combate ao branqueamento de capitais e crimes fiscais datam de 2015, tendo reforçado as obrigações de vigilância dos bancos, instituições financeiras, consultores fiscais, auditores, advogados, agentes mobiliários, entre outros, sobre as transações suspeitas dos seus clientes.
Estas leis comunitárias vieram também clarificar que as regras se aplicam às "pessoas politicamente expostas", isto é, indivíduos que, pelo facto de exercerem ou terem exercido funções públicas importantes, podem representar um risco mais elevado de corrupção.

15 fevereiro, 2020

Se tivesse conhecimento prévio desta manifestação, estaria presente




Mais de uma centena de pessoas concentraram-se este sábado à porta do Tribunal da Relação do Porto, numa manifestação de apoio a Rui Pinto.
Mais de uma centena de pessoas marcaram presença este sábado, ao início da tarde, à porta do Tribunal da Relação do Porto, numa manifestação de apoio a Rui Pinto, denunciante de casos como o Football Leaks e o Luanda Leaks que se encontra em prisão preventiva.
Entre as diversas mensagens e cânticos de apoio ao pirata informático, destacou-se uma tarja: "Libertem Rui Pinto, prendam os corruptos", podia ler-se.
De recordar que Rui Pinto aguarda julgamento, depois de ter sido acusado pelo Ministério Público de dezenas de crimes de acesso ilegítimo e um de extorsão na forma tentada no caso Doyen.
Nota de RoP: Aconselho  aqueles que corroboram com esta miserável "justiça" fadista, que não percam tempo a vir para aqui dar lições da treta. Serão sempre lançados à fossa do lixo, como merecem. A questão aqui não deve ser avaliada sob o ponto de vista das ilegalidades cometidas por Rui Pinto, mas sim pela sua utilidade social e económica, e do que elas revelam. 

Além disso, o que ele fez, só foi possível pela incompetência da polícia e do próprio Estado de não terem tido capacidade para descobrirem o que ele descobriu. Por fim, é uma vergonha para a justiça portuguesa que mantenha o rapaz preso, e se sirva dele para fazer o trabalho que devia seu. É outra forma de praticar um crime, querendo passar por uma autoridade "trabalhando" à custa de outrem. Ou, não será?

04 fevereiro, 2020

Paulo Baldaia ainda não foi drogado pelo regime...

Clicar sobre a imagem para ampliar

Nota de RoP:

Como  querem os leitores do Renovar o Porto que não esteja farto de reclamar o país com o rumo que está a levar, quando o lugar dos poderosos da política e da justiça, devia ser na cadeia, e não os posso lá colocar?

Esta época deve ser, sem dúvida a mais escandalosa de toda a história de Portugal! A bandeira vermelha e verde, além de feia,  é fiel ao país que representa. Reles. Os "poderosos" principalmente.





29 janeiro, 2020

Devagar se descobrem raposas velhas

Pedro Ivo Carvalho
Pedro Ivo de Carvalho


Um preso, duas medidas 


Os adeptos portistas querem passeá-lo em ombros, os do Benfica anseiam vê-lo pregado numa cruz. Ora, nem Rui Pinto é santo ou diabo, nem a discussão nasce ou morre numa taberna. Ainda assim, a cegueira cristalizou-se, mesmo agora que o hacker português anunciou ter sido ele a fonte do Luanda Leaks, esse terramoto que abalou o regime angolano e deixou a alta finança portuguesa com nervoso miudinho.
Que bom é vermos a nossa Justiça tão prolixa a querer investigar e colaborar com a congénere angolana e que triste é percebermos que no caso do Football Leaks se agarrou com unhas e dentes aos crimes informáticos e de alegada extorsão de que Rui Pinto é acusado e a partir daí moldou uma estratégia que a faz assobiar para o ar em tudo o resto. E tudo o resto, é bom lembrar, são revelações chorudas que permitiram a diversos países europeus recuperar largos milhões de euros em impostos. Só podemos sentir vergonha alheia quando lemos num jornal alemão que as autoridades francesas pediram uma cópia dos discos rígidos com medo que, uma vez em Portugal, os dados fossem apagados. 
Santificar ou diabolizar Rui Pinto não serve de nada. O hacker português deve ser julgado pelos crimes de que é acusado, mas a desproporcionalidade de ação (está em prisão preventiva há um ano!) faz supor que outros valores se levantam. Que sempre se levantaram. Investigar o mensageiro não é incompatível com a investigação da mensagem que ele providenciou.
O que está agora em causa é muito mais do que uma simples violação de correspondência e tentativa de extorsão a um fundo de jogadores. O que está agora em causa é a forma como a Justiça portuguesa, e por arrasto a imagem externa de Portugal, quer ficar para a História nesta história. Se como um obstáculo cúmplice à revelação de crimes cabeludos à escala global, se como interveniente ativa e colaborante no apuramento e punição de práticas criminosas altamente lesivas dos cidadãos e do Estado. Julguem Rui Pinto pelos crimes que ele possa ter cometido, mas não enfiem a cabeça na areia em relação aos crimes que ele desenterrou. Para o mesmo preso, tem de haver duas medidas.
*Diretor-adjunto
Nota de RoP: É impressionante (no pior sentido da palavra), como subitamente, assim que se descobriu o Luanda Leaks, os "homens" da comunicação social de Lisboa ficaram curados da surdez, e da cegueira que os acometeu durante mais de um ano...
Pouco a pouco as coisas vão-se estreitando para a Procuradoria e para todo o Estado... E com isso, vai-se esvaziando a soberba, e subindo o medo... Há muita gente que se pensava "séria" à rasca, com medo que venha a saber-se o que estavam a encobrir com estranha protecção dada ao Football Leaks (benfica).  

19 janeiro, 2020

Se a sorte me bater à porta


As probabilidades de acertar no Euromilhões, são tão vagas como o FCPorto voltar a ganhar um campeonato neste país de pulhas. Mas, se tivesse essa sorte, garanto-vos que fazia as malas e saía depressa daqui para fora, para ver se ainda ia a tempo de evitar morrer intoxicado pelo ar pútrido que se respira nesta escória de país, onde não há justiça, não há governo, oposição, nem presidente.

Apenas clones dos mais desprezíveis. 

16 janeiro, 2020

Continuar a Empobrecer

Clicar sobre a imagem
para ampliar

Crónica de Rafael Barbosa no JN





Nota de RoP:Passam por aqui alguns adeptos do clube pai da  corrupção, tão limitados, e pobres de educação, que cada vez que apontam uns rabiscos para ver se me intimidam, só dão provas de não saber qual é a diferença entre o que é correcto, e o que é infame. A corrupção é um crime hediondo, e a traição ao próprio país ,é ainda pior (Constituição foi traída com o referendo da Constituição, sabiam?). Só eles, e os seus muitos cúmplíces, imaginam-se pessoas normais... 

Há gajos no Manicómio de Lisboa e no Conde Ferreira que se acham Hitlers, e outros Napoleões... Coitados.

24 dezembro, 2019

Boas Festas e um ano novo de 2020 cheio de saúde e sucessos!

Resultado de imagem para boas festas 2020
A repulsa de viver neste país, sabendo que os lugares de governo, em democracia, normalmente ocupados por gente íntegra (já não digo competente), foram capturados por ordinários, fez-me perder o gosto pela crítica. O povo está demasiado embrutecido, protesta mas sem mostrar as garras, levou-me a concluir que isto só irá mudar quando o Porto se revoltar a sério. Esta coisa das queixinhas são próprias de um povo adormecido, demasiado brando. Mas, uma coisa é certa. Para mim, Portugal não tem governo, tem uns cromos que gostam de enriquecer através da boa fé dos crentes que neles continuam a votar. Não tem Governo, nem Presidente da República, nem 1º. Ministro. Para mim, são zero! 

Mas não será por isso que não deixarei de desejar os melhores votos de felicidades a todos os que aqui me têm acompanhado com a melhor das intenções. Obrigado e umas Boas Festas de Natal e um Ano Novo governado por governantes, Bons e Honrados!    

04 dezembro, 2019

A calimerice a que não estávamos habituados...

Francisco J. Marques visa o Marítimo no encontro frente ao Benfica
Francisco J. Marques, sugere ao "chefe"da familia portista que seja
agora ele a dar o corpo às balas. Papá afastado é papá irresponsável


O Zé Manel, filho de um rico industrial, dirigiu-se à Polícia Judiciária local para apresentar queixa de um assalto a casa onde residia com os  pais, juntamente com vários irmãos. Era uma família grande. O agente que o atendeu, perguntou-lhe se os assaltantes tinham deixado rastos, sinais e outras pistas do género. Ò sr. agente, eu não lhes vi bem a cara, mas encontrei espalhados pelo chão alguns e-mails onde trocavam estratégias,aconselhavam contactos influentes, como por exemplo um deles até falava de colegas seus (agentes da PJ) a quem tratavam por padres queridos, como se fosse da família.

 O senhor agente desculpe mas era mesmo assim que estavam escritos os e-mails. Não sei o que é que eles estavam a combinar, se fazer outro assalto, ou coisa do género. O que sei é que tudo o que lá estava escrito era muito  suspeito. Portanto, se o sr. agente precisar de ficar com os e-mails para investigar, faça o favor, ficam à sua disposição. 

Diz o Agente:não, não, vai ter mesmo que deixar aqui esses documentos, porque podem ser muito importantes para descobrir o que andam a fazer. Então, faça o favor, aqui ficam à sua disposição os documentos. Não é preciso mais nada agente? Não senhor, deixe-me apenas o seu contacto e se houver novidades falo consigo. Boa tarde! Boa tarde Sr. agente, e muito obrigado pela atenção. Boa tarde, sr. Zé Manel. Mas, olhe, isto ainda vai demorar um bocado sabe. Estas coisas são sempre muito complicadas...

O tempo foi passando, um, dois, três, quatro mêses, um ano quase, e ...nada. Dos bandidos, apesar de identificados, ninguém quis falar, nem mesmo os jornais de Lisboa, normalmente tão afoitos a agarrar
estes "ganchos" jornalísticos... Nada, silêncio atrás de silêncio, e o  Ministério Público parecia uma igreja num funeral de soldados mortos em guerra.

Tanto tempo mais se passou,que o Zé Manel decidiu pedir ao progenitor que lhe facultasse um canal de televisão para ir denunciando outras patifarias que os suspeitos eventualmente cometessem, não fossem eles destruir-lhes o património.

 E assim o fez.  O pai, pouco dado a dar a cara a futilidades,deixou a tarefa aos filhos.

E assim aconteceu. Às 3ªs feiras, o Zé Manel, desta vez apoiado por um dos"irmãos" continuou a denunciar toda a pouca vergonha que iam tendo conhecimento dos malandros mafiosos. Foram tantos os casos, tantos, que os espectadores começaram a cansar-se de os ouvir. Não, que os achassem chatos, mas porque aquilo parecia não passar de uma história de  calimero, como crianças perdidas no mundo, orfãs de pais e sem irmãos (que não é o caso).

Uma coisa é certa, há uma conclusão a tirar desta triste história: em Portugal, é possível acontecerem fenómenos desta natureza. Os criminosos têm mais liberdade,cometendo crimes, que os cidadãos sérios e úteis poderem ter garantida a liberdade. E de ficarem sem o que é seu. O crime compensa. Que o assuma a Justiça!

Observem o papel a que se tem prestado o FCPorto, e os autores do Universo Porto da Bancada,do Porto Canal, e digam-me se não começa mesmo a ser triste tanta lamúria, para tão pouca indignação e luta! Ponham gente com sangue na guelra a comentar o governo e a própria justiça. Que moral têm eles para nos tirar a voz? Sim! Que moral?

26 novembro, 2019

Estranho silêncio sobre o futuro do junior Fávio Vieira

Imagem relacionada
Fávio Vieira


Algo me está a escapar desta súbita e benvinda  intenção de o FCPorto procurar manter no clube os melhores jogadores (ou, os mais promissores) do plantel da B. 

Acho muito bem que o façam, sem mais perdas de tempo, mas estou curioso por saber por que é que até ao momento ninguém tenha dito uma palavra sobre o destino que pretendem dar a um jogador fabuloso, como é o caso do médio  Fávio Vieira, o principal responsável pela victória da selecção portuguesa sub21, sobre a selecção da Noruega, fora de casa, onde fez uma exibição fantástica...

Estarão a esconder alguma coisa? Se estão, por que será...
Terá já sido raptado pelos corruptos?

25 novembro, 2019

Ainda o Andebol


FC Porto venceu em casa de um clube que já foi campeão europeu


O meio-centro Diego Simonet reconheceu a superioridade do Porto em todas as áreas do ogo (Jérôme Prévost / L'Équipe)

Montpellier, que teve a oportunidade de dar ar para a qualificação deixando o Porto na baía neste grupo B, nunca encontrou a solução contra o clube português (22-27).

Ataque ineficaz e ultrapassado na defesa, Montpellier não conseguiu enfrentar o Porto neste nono dia da Liga dos Campeões. O Montpellier, derrotado por 22-27 após arrebatar o empate no Porto há três semanas (23-23) , terá que lutar para se classificar na rodada dos 16. 
Soldado Mathieu Grébille (panturrilha) e Hugo Descat (coxa), Montpellier começou o jogo contra o Porto com o jovem ala esquerdo do centro de treinamento Elio Zammit, 19 anos. O que não explica por que o MHB tropeçou na defesa portuguesa (22 chutes perdidos) e acompanhou o sucesso de seu oponente (75%) nesta reunião em que nunca liderou. A comparação dos desempenhos dos goleiros é particularmente notável: 3 defesas para Marin Sego (com 26 chutes) e nenhuma para Kevin Bonnefoi (5 chutes), quando Thomas Bauer, na frente, saiu em 14 dos 26 (2/6 dos pênaltis) .
"Corremos para atacar, não conseguimos construir com calma"
Diego Simonet

Quatro golos antes do intervalo (10-14), Montpellier foram atacados por Miguel Martins (7 gols), Alexis Borges e Diogo Branquinho (6 cada) ao longo do segundo período, com até sete gols. atraso (20-27, 57e). "O Porto foi muito superior a nós ", suspirou Diego Simonet (5 gols) no beIN Sports. Eles jogaram bem no ataque, na defesa e têm um ótimo goleiro. Corremos no ataque, não conseguimos construir com calma. "  
Montpellier, que poderia ter retornado a um ponto Kiel, primeiro no Grupo B e manter o Porto afastado, é o terceiro após a vitória de Veszprem contra Kielce (28-24), e registra uma terceira derrota em casa nesta temporada na liga. campeões. A operação classificatória parece assustadora, com três viagens "ros" nos últimos cinco jogos, em Kiel na próxima semana, em Veszprem, em meados de fevereiro, e no Vardar Skopje, em 29 de fevereiro.

24 novembro, 2019

Esta equipa, a ser vendida, tem de ser a peso de ouro!

Resultado de imagem para Andebol, Montpellier-FCPorto


Esta, é sem dúvida a modalidade desportiva actual de melhor qualidade no Futebol Clube do Porto.

O Montpellier, no Dragãozinho, ganhou pela margem de um golo beneficiando de uma escorregadela de Sibril no útimo minuto de jogo. Pois bem, o FCPorto retribuiu-lhe o brinde
em Montpellier com a diferença de 5 golos...
Parabéns rapazes! Parabéns, Magnus Andersson!

20 novembro, 2019

Homenagem ao sempre actualizado José Mário Branco



HOJE, JÁ NÃO HÁ CANTORES DE INTERVENÇÃO, NÃO HÁ HOMENS DE CAUSAS, E FAZEM MUITA FALTA.

HÀ TÂO SÓ OPORTUNISTAS E PIMBAS. 

DESCANSA EM PAZ, MÁRIO.

19 novembro, 2019

Política. De incompetência, em incompetência



Clicar sobre a imagem para ampliar


Nota de RoP:

Mas, por que será que à medida que o tempo passa, e a côr da pele de um se manter mais escura que a do outro, que mais semelhanças se deslumbram entre Sócrates, e Costa? 

Por que será? São capazes de me explicar? Há coisas tão estranhas, não há?

PS-Desculpem-me,se por vezes a escrita sai um tanto atabalhoada. A ansiedade faz destas coisas...

15 novembro, 2019

Magistrados fogem às responsabilidades, ou desertam?

Resultado de imagem para football leaks: procuradora do caso Rui Pinto abandona DCIAP, avança a Sábado
Rui Pinto o bode expiatório
da corrupção portuguesa

Magistrada Patrícia Barão não pretende continuar no departamento do Ministério Público.
Patrícia Barão, procuradora do caso Rui Pinto, vai abandonar o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), avança esta sexta-feira a revista Sábado.
Na origem da decisão estão três fatores: desmotivação, cansaço e processos disciplinares, os mesmos motivos que levam 15 procuradores a deixar o departamento do Ministério Público (MP).
Patrícia Barão, escreve a publicação, integrava a equipa especial de investigação à corrupção no futebol e que foi responsável pelo processo do denunciante do Football Leaks Rui Pinto, acusando-o, entre outros crimes, de tentativa de extorsão.
Nota de RoP: Por mais que juízes, e procuradores, tentem encobrir o sentimento de cumplicidade contra Rui Pinto, não conseguem. Os cidadãos já não se intimidam tanto com o estatuto das pessoas. Esses, os arrogantes de estatuto, têm de se convencer que para serem respeitados têm de parecer sérios. E têm de o ser, também o parecendo. É sempre um dever em todas as profissões, e obrigatório quando essas profissões estão directa ou indirectamente ligadas à justiça, e à saúde humana.

14 novembro, 2019

O mirtilo que entoxica

João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto
A inutilidade em pessoa. A baixeza de um canalha




É tão grande, tão obviamente real, o tamanho do charco de excrementos em que estes falsos democratas transformaram o país, que já se esgotaram as palavras para os qualificar. 

Ver um grande sacana, um autêntico fdp como João Paulo Rebêlo, um escroque, um fóssil armado em não sei bem o quê,  dizer: 

"Haverá punição indiscutível no que se refere aos grupos organizados",  como se alguém de perfeito juízo acreditasse no que ele lança pela cloaca fora, é um convite ao vómito, diria mesmo, à violência. Se alguém um dia lhe aplicar um bom murro naquele focinho eu aplaudirei. Seria um acto de caridade. 

Se juntarmos a este frequentador de esgotos, os outros, comandados pelo Costa da arrogância e da vigarice, teremos o verdadeiro rosto do país. E o tribunal judicial da comarca de lisboa não lhe fica atrás. Então não é que se atreveu a absolver o Benfica da pena de disputar um jogo à porta fechada e do pagamento de 56.250 euros pelo "relacionamento" (que expressão tão soft) com grupos "organizados" de adeptos?! Mas que perfil tão nobre, tão credível, tão convincente de idoneidade, o juíz do tribunal de Lisboa! 

Ai Porto, Porto! Quem te viu e quem te vê! Tão encolhido, tão obediente, com os salafrários!
 

11 novembro, 2019

O orgulho actual do FCPorto é o Andebol

Portugal com o melhor ranking europeu de sempre
Que grandes atletas, que grande treinador!
Todos de parabéns, dos treinadores, aos jogadores. Sem
excepção.

O FCPorto era, originalmente, um clube de futebol. Hoje, podemos dizer que é um clube eclético, com várias modalidades. Mas, nem por isso me sinto obrigado a privilegiar sempre o futebol, sobretudo quando não é bem jogado. 

Okey, não vou negar que fiquei tranquilo com a victória de ontem contra o Boavista, um adversário sempre complicado para nós. O Alex Telles marcou um grande golo e a equipa soube acalmar os adeptos que estavam com receio de não dar conta do recado, considerando o castigo aplicado a 4 jogadores titulares. Mas, tenham lá paciência, a victória da equipa de Andebol do FCPorto ontem conquistada contra o Kiel da Alemanha, considerada a melhor do Mundo, não foi só fantástica, foi  épica!  Como adorava ver jogar desta maneira a equipa de futebol...

Rapaziada, toca a encher o dragãozinho! As modalidades também merecem o nosso  apoio, e o andebol ainda mais.