13 março, 2017

Prendam-me, que cometi uma heresia!

Resultado de imagem para rui gomes da silva esposa
Rui Gomes da Silva, tudo,
menos alguém respeitável

Venerabilíssimos* deputados, governantes e similares: 

Muito regozijado ficaria se soubesse que neste preciso momento alguém da vossa linhagem lesse estas palavras, porque é especialmente à vossa casta que me dirijo. 

Esqueçam, por momentos,  aquilo que vos e nos separa, e também o que vos une. Ignorem (se fôr possível, claro), a partidarite aguda, os fanáticos vínculos clubistas, os favores, os compromissos, as rivalidades, as invejas. Façam um esforço, procurando, ainda que por uns instantes, reavaliar seriamente a vossa condição de políticos, o respeito devido ao povo, e confrontem-na com as duas faces da moeda: teórica e prática... 

Se corarem com os resultados, já não é mau, será sinal que ainda conhecem o significado da palavra vergonha. Se não perceberem a mensagem, então é bem pior, porque ficamos a saber - corrijo -, com a certeza, que além de desavergonhados, vossas "excelências" são burros. 

Sim, burros, eu disse burros! Notem que chamar burro a alguém, nem sequer é o pior dos insultos, segundo os vossos próprios padrões, até porque foram (e são) vocês mesmos que em diferentes palcos (do Parlamento, às Televisões), nos ensinaram que a democracia também comporta e aceita o insulto ordinário, bem como a falta de respeito, entre outras modernices...  

Apresentado que foi o meu pedido, e agradecida a v/ boa vontade, questiono:

o exemplar da foto acima representado, corresponderá à imagem do político-tipo que cada um de vós idealiza para si mesmo? 

Segunda pergunta:

terá sido feliz, séria, e competente, a decisão que o ex-1º.Ministro, Pedro Santana Lopes, tomou, quando em 2004 nomeou RGS para Ministro dos Assuntos Parlamentares, e mais tarde, para Ministro Ajunto do 1º.Ministro? 

Última questão:

acreditam que este modelo tão frágil de democracia (só para os cidadãos), em que indivíduos com o perfil de Rui Gomes da Silva chegam a ministros, os eleitores lúcidos se predisponham a votar, ou mesmo a acreditar, em políticos da sua estirpe?

O remetente, agradece a resposta aos respeitáveis destinatários (de todos os partidos).

*o «venerável» é irónico, e o superlativo absoluto simples, também...

PS-A resposta à 2ª questão, lembrei-me agora mesmo, foi dada há poucos dias. O amigo Santana Lopes chamou o amigo Rui Gomes da Silva para colaborar com ele na Santa Casa da Misericórdia. Muito fazem pelo país estes políticos. Pelo país, é verdade, sim senhor! 

6 comentários:

Barba azul disse...

Caro Rui Valente

Permito-me chamar a atenção para uma gralha: venerabilíssimos.
Quanto ao texto: percebo a sua indignação, mas apesar de tudo ainda julgo que alguns dos elementos do público alvo não mereçam entrarem no mesmo saco dos "venerabilíssimos"... : )
Um abraço,
A. Sottomayor

Rui Valente disse...

Caro A. Sottomayor,

obrigado pela observação. Não vai acreditar, mas depois de ter feito o reparo, olhei várias vezes para a palavra e não conseguia ver nenhuma gralha... :-) há dias assim. Pronto, está feita a correção. Obrigado!

Folgo em saber que ainda há quem acredite nos políticos. Pela minha parte, os únicos a quem ainda dou alguma credibilidade são os autarcas, e mesmo assim, nem todos.
Não confio mesmo neles, até prova em contrário (em 43 anos de democracia fez-se muito pouco para quem tanta prometia). Então se falarmos do cavalheiro da foto, por mim, já estava na cadeia há muito.

Um abraço

Anónimo disse...

Costa & Costa.
Esse espermatozóide que está na foto representa o símbolo da maior parte da nossa frota de políticos com muitos Kms que andam por aí a viver do suor dos portugueses.
Esse esse espermatozóide, não passa de uma igual a tantas outras mentiras do 25 de Abril, é um enganador um provocador, faz parte do nojo da nossa sociedade. Ele não passa de um simples espermatozóide de uma masturbação, vale zero.

Rui Valente disse...

Também não está mal, mas a masturbação costuma dar prazer. Eu diria que, a criatura é mais comparável a um vomitório...

Anónimo disse...

Com bolinha.
Seguindo o humor do grande Bocage, pondo essa foto numa lápide de cemitério com as seguintes frases: Aqui jaze um Filho da P... que a luz do dia não viu, filho de pai incógnito e da p... que o pariu

PS
Um pedido de desculpas aos pais deste escroque que provavelmente não têm culpa desta aberração.
Só quis fazer uma citação de JMB.

Joaquim Sentido.

Felisberto Costa disse...

Sáo os provincianos desta estirpe, sim porque RGS não passa de um parolo provinciano que renegou as suas origens por um tacho na grande capital, que adiam a regionalização, a emancipação ou a autonomia, o que quiserem chamar á libertação das amarras do poder central!
E depois o compadrio em Portugal é uma "instituição". Talvez por isso é que RGS quando critica o Sporting seja bem mais moderado que contra nós. É que tachos destes nem o Luis Filipe Voucher lhe arranja!
Mas tudo está bem quando alguém engole uma cassete de "apito dourado" e faz negócios "dourados" sem direito a concurso público!