26 julho, 2017

Francisco J. Marques não pode ficar isolado!

Resultado de imagem para pedro guerra benfica
E este? É um santo?

Duvido que as investigações aos e-mails suspeitos do Benfica possam avançar se da parte do departamento jurídico do FCPorto não houver uma reacção célere aos castigos do CD da FPF a Francisco J. Marques. Custa-me a acreditar que o FCPorto não tenha previsto este cenário intimidatório e garantido o devido apoio jurídico ao actual director de Comunicação de forma a que as multas e castigos agora aplicados o possam inibir de dizer o que sabe. É preciso não os deixar mexer os cordelinhos com este aparente à vontade, pois a intenção é fazer incidir sobre o FCPorto, na figura de Francisco J. Marques, o papel dos maus da fita.

Importa pressionar o Governo e exigir tratamento igual na resolução deste caso, tal como fizeram com Pinto da Costa, por razões fúteis, e juridicamente inválidas, como aliás a própria justiça desportiva acabou por confirmar com a absolvição de todas as acusações de que foi alvo. Sei que estamos ainda em período de férias, mas a pior coisa que podemos fazer é reanimar o monstro, permitir que a coacção disciplinar federativa o ajude a prosseguir na senda da fraude desportiva. Não devemos consentir que este caso comece a ser encarado como simples querelas entre rivais, "coisas típicas do futebol", porque é exactamente isso que eles querem, descredibilizar as denúncias.

Noutros tempos, estaria mais confiante na capacidade de luta dos dirigentes portistas, mas depois do que assisti nestes últimos anos [e não me refiro agora à vertente desportiva], depois de ver árbitros agirem em plena aliança com as equipas adversárias, poupando-as de faltas e prejudicando ostensivamente o FCPorto, receio que a cena se repita. As coimas da FPF a Francisco J. Marques são perfeitamente extemporâneas, disparatadas, e acusam mesmo uma grande dose de cumplicidade com os suspeitos. Pela mesma ordem de ideias, o departamento disciplinar da Federação podia ter intervido e punido pessoas como por exemplo, Pedro Guerra na TVI, que mais não faz senão levantar suspeitas e fazer acusações sobre o presidente do FCPorto e agora também do Sporting. Portanto, com esta postura sectária, o órgão do CD da Federação não está mais do que a criar motivos de suspeitas sobre si próprio. É mais do que evidente, salta aos olhos!

Senhores dirigentes do FCPorto: berrem se fôr preciso, mas imponham os nossos direitos! As eleições estão aí à porta, o Governo está a perder crédito à velocidade da luz, e mesmo que a oposição não seja melhor, o momento é para atacar, não para defender. As razões que nos assistem são muitas, são quase tão graves como as dos incêndios de Pedrogão Grande. De Pedrogão Grande, dos incêndios que se lhe seguiram e dos outros que ainda estão para vir (a obra suprema  de todos os governos deste miserável país!). 
  

3 comentários:

Felisberto Costa disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Rui Valente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
aires disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.