09 janeiro, 2018

O seguro morreu de velho. E o FCPorto estará de acordo?

Não sei se hei-de elogiar, ou temer, o excesso de confiança de alguns portistas. Sabendo que os árbitros tudo têm feito para prejudicar o FCPorto, continuam a confiar que os jogadores e Sérgio Conceição bastam para superar esse grande obstáculo. São uns grandes adeptos, sem dúvida, mas receio que tanta confiança lhes venha a causar grandes dissabores num futuro próximo. 

Também tenho grande confiança na equipa e no treinador. Sobre isso, não tenho dúvidas.  No entanto, teria mais garantias se estivéssemos a falar apenas do futebol jogado. Mas não estamos. Estamos sim, a jogar contra forças obscuras, e mal intencionadas, que tudo fazem e continuarão a fazer, para impedir que o FCPorto seja campeão. Se não conseguirem levar o Benfica ao colo do invejado penta, passará a ser o Sporting o novo protegido. Está visto e confirmado, os árbitros já deram provas da sua grande cobardia. Entre optar pelos batoteiros, ou pelos recatados, a escolha caiu sobre os primeiros. Eles sabem muito bem quem são uns e outros. Sabem que com os vigaristas estão mais protegidos pelo poder, e se o poder lhes garante boas "negociatas", a escolha é coerente...  Bastaria lembrar as arbitragens contra o FCPorto, que de tão más, nem conseguimos distinguir os árbitros maus, dos medíocres (veja-se a triste figura que um dos "melhores" árbitros portuguêses fez no domingo).

Apesar de não gostar, tenho-me repetido nos últimos tempos. Vejo-me impelido a fazê-lo por uma questão de sensatez. Não peçam ao Sérgio Conceição e aos jogadores, mais do que eles podem dar, porque apesar de determinados e competitivos, são apenas jogadores. Não têm de ser mais do que isso. Profissionalmente falando, têm dado tudo. Peçam sim, a quem manda, que defenda mais e melhor o clube e os seus atletas. Nas modalidades e na formação já se notam sinais de revolta nos jogadores que não podem ser dissociados do que está a acontecer. Os atletas sentem como ninguém a discriminação terrível de que o FCPorto está a ser alvo, sobretudo quando jogam fora, e isso acaba por desanimá-los. Os planteis do Andebol, do Hóquei são tão bons, ou melhores, que os dos adversários, mas têm sentido uma hostilidade que vai para além da rivalidade  nas deslocações. Trata-se de lidar com gente ligada ao banditismo que já terão arquitectado com clubes amigos esquemas de provocação para desestabilizar os nossos jogadores. O FCPorto já devia ter tomado providências para impedir que estas coisas alastrem e possam resultar numa desgraça.


Há que perceber uma coisa, e de uma vez por todas: antigamente, a mística do FCPorto, os slogans guerreiros como o "Somos Porto", tinham um líder a conferir-lhes genuidade e é isso que hoje falta. Além de que, a realidade agora é diferente, os jogadores já não se prendem tanto ao clube, querem olhar pelo seu futuro, e ninguém lhes pode levar a mal, o que não quer dizer que não se empenhem. Pelo contrário, é isso mesmo que causa admiração nesta equipa de Sérgio Conceição, vê-los tão motivados a travar uma batanha tão desigual, quando deviam limitar-se a jogar bom futebol e a ganhar, que é para isso que são pagos. 

Até ao momento não vi da parte do presidente Pinto da Costa nenhuma iniciativa de vulto no sentido de proteger os atletas e o clube. Estamos dependentes de uma investigação cujo desfecho não podemos prever, quer no seu prazo, quer na eficiência do castigo. Até lá, os bandidos têm carta branca para continuar a causar estragos, e a côrte de cartilheiros não vai travar a vigarice, que é o seu ofício principal.

Estamos em Portugal. Temos um Governo que já deu provas de ignorar os sinais iminentes de perigo. Morreram mais de 100 pessoas em dois incêndios, contra os quais não foi capaz de reagir à altura das responsabilidades.  Será preciso dizer mais? 


2 comentários:

Felisberto Costa disse...

Se for verdade estou simplesmente chocado e é um caso a rever se manterei a minha quota de sócio no proxímo ano: então segundo se consta a SAD aumentou-se a si própria, para motivar os gestores!!!???
Afinal onde anda o verdadeiro inimigo!
Espero e quero acreditar que seja apenas especulação!

Rui Valente disse...

Felisberto,

É claro que, se as coisas se compuserem, se os nossos jogadores resistirem a toda esta pouca vergonha, e entretanto esta canalhada vermelha comece a responder em tribunal, e este fôr capaz de dar uma resposta à altura, aí sim, os "meninos queridos" começam a ter juízo.

O meu receio, é que isto se arraste no tempo com os roubos de igreja sucessivos que temos visto. Ainda hoje, toda esta bandalheira me parece um pesadelo. Eu já não tinha uma opinião muito boa do país, mas agora nem sei o que dizer.

Lembro-me tanto da Catalunha! Que orgulho é ser catalão!