19 abril, 2019

O mais importante é não complicar, e avançar


Nota de RoP:

Espero que a Comissão Independente para a descentralização sirva para alguma coisa, e não para baralhar e dar de novo. Um dos integrantes desta Comissão é Alberto João Jardim, o homem que, goste-se ou não, mais contribuiu para o desenvolvimento e a autonomia da Madeira, sem se vergar ao poder central, mesmo quando este era constituído pelo PSD, o seu partido. 

Tal como aqui venho lembrando desde que o Renovar o Porto existe, a reforma da Regionalização não é nenhuma dádiva, é um dever imposto pela própria Constituição. Foi isso mesmo que Alberto J. Jardim disse na entrevista que deu ao Porto Canal. O referendo de 1998 teve o apoio de Marcelo Rebelo de Sousa e de António Guterres, portanto foram estes dois protagonistas que deram aval ao não (a intenção era essa). Marcelo era então líder do PSD (entre 1996 e 1999), e Guterres 1º.Ministro (entre 1995 e 2002).

Portanto, se a referida Comissão Independente vier por bem, se fôr mesmo independente e pragmática só fará sentido se esclarecer e não estorvar. E mais. Talvez seja contra indicado misturar as coisas, ou seja, falar ao mesmo tempo em descentralizar e regionalizar. Na Constituição a palavra de ordem é Regionalizar não é confederar nem descentralizar ainda que possa parecer a mesma coisa. Não é. Respeite-se tão só o que todos devíamos ter respeitado desde 1976 e limitem-se a avançar com a lei original: regionalize-se o país. O que está  mal e tem prejudicado as regiões (sobretudo do interior) é o regime centralista. Se alguns estavam preocupados com os tachos gerados pela regionalização, lembrem-se de duas coisas: primeiro, a proximidade dos governos regionais condiciona sempre mais a atracção por tachos que o centralismo (com é claro!). Segundo: puxem pela memória, e lembrem-se do lamaçal e das resmas de tachos que os governos centrais pariram.

Será preciso mencioná-los a todos? Peço as minhas desculpas, mas acho que não é preciso, e além disso não tenho tempo a perder só para elencar tudo o que todos sabem. Por mim, já sei o suficiente, mas há muito mais por saber.

VOTOS DE UMA BOA PÁSCOA A TODOS

3 comentários:

Anónimo disse...

VIVA o dia da LIBERDADE com a REGIONALIZAÇÂO...
A descentralização é para entreter o Zé pagode...

A.C.

Soren disse...

Queria acreditar na boa fé desta gente, mas não consigo.

Antes de eleições aí andam eles de seminário em seminário e de painel em painel a fazer conferência atrás de conferência. Sobre descentralização, Regionalização e outra qualquer ão de que se lembrem no momento.

Esta gente não é patriota nem está para servir o país. Está para se servir a ela mesma. Aos primos, enteados e cunhados. Genros e primos. Às vezes a vergonha é tão pouca que até dão tachos aos pais e irmãos.

Que gente miserável.

Rui Valente disse...

Soren,

não cometa esse erro. Acreditar nesta gente pode significar
contribuir para a manutenção de um Estado corrupto. As sucessivas negações à responsabilidade acrescidas de atitudes desonestas são a prova perfeita de que estamos a ser comandados por mercenários, escroques, mesmo! Portanto, meu caro amigo não se deixe levar pela sensatez, porque no caso português é precisamente o contrário. Oxalá daqui a uns tempos esteja aqui a arrepender-me do que venho dizendo há muitos anos. Este país está dominado por escroques.