16 julho, 2019

O FCPorto é uma estrutura multipolar, não é apenas um clube


Resultado de imagem para o fc porto

Resultado de imagem para o porto canal













Tenho alguma dificuldade em perceber certos conceitos de avaliação acerca de uma estrutura que é composta por diferentes áreas, mas comuns no seu todo. Estas, podem ter especificidades concretas de per si, mas não funcionando em bloco, e com os mesmos objectivos, os resultados acabarão for falhar de alguma maneira, numa, ou mesmo em todas as vertentes.

Falamos da estrutura mestra: o FCPorto. A sua essência reside obviamente no futebol, e na alma dos seus adeptos. Para estes, discutir o clube, só conta o plantel, o perfil do treinador e por último, se correr bem, o presidente. Pouco mais do que isto. Aligeiram a importância de ter de lidar com obstáculos perniciosos e estranhos aos regulamentos da  modalidade (de origem bem identificada), contra os quais não podem lutar sozinhos, por não disporem das mesma armas, que ainda por cima são ilegais.

Sentindo-se compreensivelmente impotentes, preferem ultrapassar o problema, esquecendo-o, para voltarem à conversa de quem deve ou não deve jogar, dependendo do gosto de cada um,  e ficam-se por aí.  É como se fosse uma fatalidade perene ter (o FCPorto)  de lutar com o crivo do contra tudo e contra todos. Mas não tem de ser assim, nem devem permitir mais que seja, porque lutar em condições tão desiguais, tão revoltantes, é pactuar com regimes adulterados à partida, e à chegada... Quando se aceita participar em duelos destes, aceita-se a deslealdade do adversário. Não há heroísmo algum numa concórdia dessas. Esta fragilidade, cuja culpa devia ser assacada exclusivamente à SAD, e ao Presidente, por nada terem feito de objectivo para defender o FCPorto, é outro aspecto que devia ser discutido pelos adeptos, com outra determinação.

Mas há mais. O Porto Canal. Comecemos pelo negócio. A quem pertence? A um privado? Não! Maioritariamente, pertence ao FCPortoMedia 82,4% do capital social, e cerca de 17% à MediaPro Portugal,sgps, SA. Que conhecimento têm os sócios do clube dos rendimentos obtidos pelo Porto Canal? Recebem regularmente alguma informação nesta matéria?  Têm lucros, ou prejuízos? A avaliar pela programação, com mais baixos do que altos, e cada vez mais pobre e desordenada, os lucros não devem ser famosos.

Mas, insisto, será que os sócios não querem saber como andam estes negócios igualmente ligados ao clube? Se não querem, fazem mal, porque sem dinheiro não há milagres, e se o Porto Canal não constituir uma mais valia para o FCPorto, então é preferível vendê-lo. Não defendo essa opção, gostaria muito que continuasse, mas não nestas condições, sem utilidade e sem lucro. Faltando bons projectos, sem boa programação, sem dinheiro, e sem organização ninguém faz milagres. O certo é que salta aos olhos a decadência do negócio. No entanto, Pinto da Costa não abre a boca para dar a explicação devida aos sócios e adeptos. Mas, deve!

Esta é também outra área da estrutura portista que aparentemente não tem merecido grande atenção dos portistas, e é por isso que, como disse no início do post, não entendo tanta indiferença para tanto amor apregoado pelo clube. Algo não bate certo nestes sentimentos clubistas. Tirando um ou outro adepto (e esses, conheço-os), são poucos os portistas que se preocupam com o andamento do negócio do Porto Canal. É notório o desmazelo. Programação paupérrima, sem horários certos, e pessoal híbrido, não pode atrair investimento, nem publicidade. Além de que  nunca vimos Pinto da Costa a pronunciar-se sobre o assunto...

Para terminar, sugiro que quem não aceitar o que aqui vai escrito está no seu direito, mas não admito a ninguém que negue a realidade dos factos. Não estou para albergar comentários patéticos. Estou disposto a abrir as portas a comentários opostos aos meus, mas têm de ser decentes, e sobretudo inteligentes. De outro modo não estou para perder o meu tempo com garotices. O meu sentido democrático não é compatível com o modelo político, isto é, o da bandalheira.




4 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde, Caro sr. Rui Valente

Se me permite o comentário, o que falta no nosso clube (na minha opinião) é uma verdadeira voz de oposição. Existe muito barulho, mas uma posição concreta, não existe. No próximo ano existirão eleições, será que finalmente surgirá alguém? Sei que a maioria dos sócios e adeptos defende que o Pinto da Costa deve sair, anunciar que não se recandidata e, desta forma, permitir que surjam outros, mas é disso que eu tenho um certo "receio". Se um candidato a presidente está a aguardar que o actual saia e só depois apresentar a sua candidatura, para mim não tem o perfil para presidente do FCPORTO! Se existisse uma voz de "oposição" levaria a quem está no poder a ter outro tipo de atitudes, a prestar contas, a defender mais e ainda melhor o clube, obrigaria a que esses não se acomodassem. Existindo "supostos candidatos" que apenas aguardam que Pinto da Costa decida sair, para mim (que não percebo nada disto, admito) estes estão mais interessados no poder do que em defender e fazer o melhor para o clube. Entramos no fairplay financeiro (resultado de muitos erros de gestão) e nem assim surgiu um verdadeiro candidato. Isto acaba por me deixar verdadeiramente confusa!! Referente ao Porto Canal, gostava de ouvir o Juca sobre o projecto para o futuro (defendo convictamente que este devia continuar generalista, de forma a defender a região Norte, mas se for para continuar a trazer os amigos de lisboa, é que nem pensar!)
Um outro assunto: o presidente foi suspenso por 90 dias pelas declarações que teve na "Dragões" sobre os árbitros, onde andou o conselho da disciplina quando o vieira criticou árbitros?? o que fez o clube?? onde tem andado o FJMarques? Devido à minha juventude, não me recordo da "quase" revolução (bombas) que se organizou por causa de uma "retrete", mas começa a ser urgente que o Clube acorde...
Desculpe este meu desabafo!

Com os melhores cumprimentos
Sara Mota

Francisco Paulos disse...

Meu caro Rui mais uma vez na mouche. Parabéns! Eu só tenho uma pergunta pertinente para fazer e que é esta: o FCPorto tal como o conhecíamos, no tempo em que tínhamos Presidente, ainda existe? Eu respondo por mim: Não existe! mas gostava de ler outras opiniões. Vou fundamentar a minha resposta. Não existe, em primeiro lugar porque o clube deixou de ser dos sócios, pois atualmente eles só servem para comprar lugares anuais, camisolas e acompanhar a equipa. Só nestas alturas é que lhe é dirigida a palavra, pois de resto são votados a um total desprezo. A defesa do clube é assunto tabu e perante as novas vigarices que se aproximam feitas pelo clube corrupto, ninguém diz nada. Já viram os negócios que eles têm em andamento com a maioria dos clubes? Não era de ter já, antes do início do campeonato uma posição firme? Os padres continuarão a prejudicar-nos, a CD idem, e a CS a atacar-nos. Somos um clube de acomodados, dirigidos por um bando de incompetentes caducos, aos quais ninguém pede responsabilidades, e ainda lhes batem palmas. Francamente que não vejo como vamos sair disto. Quanto ao Pouco Canal cada vez está pior, e os que lá estão não passam de uns cartilheiros ao serviço da Sad, pois só dizem o que lhes convém. A desilusão é grande mas como não há mal que sempre dure...espero que algo aconteça e que tudo mude. Fora com os parasitas incompetentes.

Rui Valente disse...

Boa tarde Sara Mota, seja bem vinda!

Tem razão. Há muito ruído, mas ninguém aparece para concorrer ao lugar de presidente, e não obstante o momento não seja o melhor, a verdade é que urge que alguém se mostre, caso contrário podemos passar por uma situação muito complicada. Pinto da Costa está na cadeira de Presidente mas já não exerce o cargo a 100%, nem a 50% comparado com outros tempos. Há incúria em vários aspectos, o próprio Porto Canal está à deriva. Por isso é compreensível a sua confusão, eu também já não sei o que pensar. É complicado. Quanto ao Juca do Porto Canal, o melhor é esquecer porque está visto que não tem unhas nem perfil para o cargo que tem,mas o presidente PC parece não estar preocupado com se vê...

Quanto ao castigo a Pinto da Costa, é mais uma provocação do regime, e ele ( PC) parece que vai recorrer mas não adianta nada porque já se deixou humilhar demais para fazer efeito. Deixou esta canalhada abusar e agora até brincam com ele... Isto a mim põe-me doente.

Vamos lá ver no que isto vi dar.

Cara amiga, comente sempre que entender. É sempre bem vinda, já lhe disse várias vezes.

Um abraço

Rui Valente disse...

Caro Francisco Paulos,

Já tinha respondido ao seu comentário e quando o publiquei, a NET foi-se abaixo e anulou-o.
De qualquer modo concordo consigo, e no que concerne ao Porto Canal aquilo parece uma feira sem rei nem roque. Parece que toda a gente foi de férias ao mesmo tempo. Reduziu-se a programação e o trabalho, mas as férias subiram. Ninguém entende aquilo. São horários de programação errados, são repetições multiplicadas por quatro ou cinco. Enfim, uma quinta para quem está a ser pago sem trabalhar muito. Um totobola para Juca Magalhães...

Um abraço