01 março, 2011

Burocratas, fora da capital!

O que as pessoas realmente querem não é conhecimento mas certeza e, certamente por isso, comentadores ilustres, seguindo, literalmente, o pensamento de Bertrand Russell e imaginando-se como ele matemáticos geniais, divertem-se (e divertem-nos) a dar opiniões com a firmeza de axiomas. Não precisam de apresentar premissas nem sequer de estabelecer uma argumentação básica. Como Medina Carreira no i de ontem, ao proclamar (afirmar é pouco) que "a regionalização é uma forma de gastar dinheiro". O antigo ministro das Finanças assume, neste como noutros assuntos, uma posição dogmática, filiada no facto de, segundo ele, em Portugal haver "uma cambada de burocratas a quem a regionalização serviria muito bem". Mas, na sua fúria fundamentalista, o notável observador acaba por indicar o caminho: tirar os burocratas da capital, por ser aí que a esmagadora maioria está sedeada, graças a um centralismo que sangra e mirra o país.

Gostaria de ver brilhantes analistas a fazer proclamações, de Bragança ou Portalegre, Melgaço ou Lagos, contra as duas faces da mesma moeda que são o PS e o PSD, os quais, desde Francisco Sá-Carneiro, têm andado a desenterrar e enterrar a regionalização e outras coisas, ciosos de uma prioridade: manter o poder segurando bem a gamela. Não importa que, conforme dá jeito, se distorçam os PIDDAC e os QREN, se consolide a desertificação, se opte por um TGV para a Europa que conta. Este Portugal cada vez conta menos e os portugueses que o sentem já não precisam de ir a salto como antigamente. Nem necessitam de um comboio de alta velocidade. Vão, e deixam os centralistas a acabar de destruir a terra lusitana.


Alfredo Barbosa
Docente da
Universidade Fernando Pessoa
[Fonte: Jornal i]

1 comentário:

Anónimo disse...

Este suspeito 1º ministro cheio de rabos de palha, tem tiques de ditador, e como tal da-lhe jeito o centralismo.

As vozes do Norte: como Filipe Meneses, Fernando Gomes e outros, já andaram à procura de vaga no centralismo mas não deu em nada. Um voltou, e o outro lá vai andado.
F.Gomes, ainda mexeu com o poder mas quis ir mais àlem, e foi o que seviu.

Rui Rio, o "Sério" está numa redoma à espera do assalto a líder do PSD e quem sabe a 1ºministro (coitado do país) porque o P.Coelho é mais do mesmo.

Quanto a este Medina Carreira: é mais um animal de estimação do Parque Jurássico; é um conversa da treta

Os verdadeiros Lambe-cus do Sócrates,(nem todos) já anda a dizer que agora não é altura para se falar da regionalização, então eu pregunto:- quando vai ser!? - cambada de porcos...
Isto só lá vai com uma Intifada! à portuguêsa.

O PORTO É GRANDE VIVA OP PORTO.