14 fevereiro, 2013

Vergonha na política internacional

"Os números são preocupantes, mas estão razoavelmente em linha com as previsões do Governo." Assim reagiu Passos Coelho aos 248.000 desempregados desde que a Troika substituiu o Governo e os aproximou do milhão de desgraçados deste país.

Quem fala assim, além de negar os dados do INE, que provam novo falhanço da projecção apresentada pelo Governo, mostra aquilo que Passos Coelho e os seus meninos de coro são: uns tecnocratas incompetentes, sem pingo de sensibilidade, que se limitam a orientar-se por previsões e números, onde o  desprezo pelas condições de vida miseráveis de milhares de pessoas é a imagem de marca.  

Assim vai o Mundo. 




4 comentários:

Anónimo disse...

O Tirano, ainda tem a pouca vergonha de dizer que vai ser pior.
Para essa espécie de 1ºministro nós continuamos a ser números e farrapos.

Este ditador com leis Pidescas, quer fazer de nós bufos e empregados das finanças. Para esta espécie de qualquer coisa, vale tudo, e nós coitadinhos nada fazemos!- até quando!?

O PORTO É GRANDE, VIVA O PORTO.

marujo88 disse...

Este gajo é um chulo, que nunca soube o que era a vida, formou-se já na terceira idade, andou sempre à sombra de alguém, é um neto do salazar, que diz que os reformados são um peso para os jovens,e que o desemprego é uma oportunidade, ou que aconselha as pessoas a emigrar,está tudo dito. Ou corremos com este governo rápidamente, ou qualquer dia estamos todos a pedir.
Abraço
manuel moutinho

dragao vila pouca disse...

E sua excelência, cadê? Anda a passear os netos? Os limites para os sacrifícios não tinham sido ultrapassados em 2010?

Abraço

Anónimo disse...

O Tirano continua cego e surdo, não vê, não ouve, que o povo está cheio e já rebentou a corda.
Já chega de roubos e mentiras, se fossem sérios, já tinha ido pentear macacos à muito.

Já pode sair à vontade ele e eu seu mentor, o tal Vitinho das finanças, que não acerta uma nos orçamentos.
Pelo trabalho prestado às Troikas e aos Agiotas da Europa, este par de incompetentes têm emprego garantido.

Governo para a rua, a Bem da Nação.

O PORTO É GRANDE, VIVA O PORTO.