22 abril, 2013

O Benfica não merece ser campeão, porque é um clube vigarista

  
O centralismo inspira-me humores como este...
Não sou dos que desprezam o rigor da justiça e se recusam incondicionalmente a reconhecer méritos alheios, sejam eles de que índole forem. Bem pelo contrário. Por incrível que possa parecer, prefiro o elogio sincero, às críticas acintosas e infundamentadas. No entanto, e apesar de não simpatizar nem um bocadinho com o Benfica - por razões que são bem conhecidas por quem me conhece, ou costuma ler os meus posts -, não desdenharia estar hoje a reconhecer-lhe o mérito pela liderança do campeonato ou mesmo da sua possível conquista, mas o bom senso, impede-mo.

 Primeiro, porque para mim, o Benfica representa para o futebol o que o(s) Governos(s) têm representado para o país: a prepotência do centralismo. Quero dizer, que ao Benfica, tal como aos governos, tudo lhes é permitido. Mentir, intrujar, falsificar, caluniar e provocar, tem sido a imagem de marca deste clube ao  longo dos anos, com a complacência e  a cumplicidade da maioria dos orgãos de comunicação social, eles mesmos, também grandes responsáveis pela expansão centralizadora dos vários governos, apesar de, aqui e ali, e sempre que lhes é conveniente, salpicarem algumas páginas com artigos de opinião de regionalistas de autenticidade duvidosa.


Apesar disso, e da minha paixão profunda pelo Porto e pelo FCPorto, clube que tão bem tem representado a cidade e o próprio país, não me atrevo a dizer que este ano o FCPorto, pela qualidade intermitente do seu futebol, merece vencer este campeonato, mas também, pela escandalosa protecção que o Benfica beneficiado por parte dos árbitros, não me parece justo dizer que o Benfica é quem o merece. Se juntarmos a isto, a forma sectária, fanática mesmo, como o Benfica é tratado pelos media, incluídos aqueles que, sem pudor, se arrogam de servidores públicos, mas que mais não passam de vigaristas puros, então só posso dizer que uma eventual conquista deste campeonato pelo Benfica será uma espécie de segunda crise em cima daquela que os maus governos e a Troika nos impingiram.
Não sou fã das qualidades de Victor Pereira, enquanto treinador, nem quero que ele seja o nosso treinador para o ano, mas só para chatear a moirama, esses seguidores merdosos da doutrina taliban, gostava muito que ele voltasse a repetir a gracinha do ano passado e nos desse mais um campeonato. Só que, sinceramente, agora com os árbitros a justificarem um apito dourado a sério, e o FCPorto de Victor Pereira com esta estranha táctica  da posse, duvido que esse milagre venha a acontecer...  


3 comentários:

Anónimo disse...

O benfica é um clube que está acima de tudo e de todos. É um clube batoteiro sem vergonha, mete corruptos na Liga, na arbitragem, é um clube do regime, é o nojo do nosso desporto. Só não há apito encarnado, porque os nossos políticos e a nossa justiça, servem-se deste corja para para se promover.

Já sabemos do que é, que estes Azeiteiros se servem e são capazes! mas andamos a dormir.
Dependia-mos de nós, agora dependemos de outros.
Temos um treinador que é uma aberração, que nos momentos importantes falha, será fétiche ou simplesmente ignorância.

Há que pensar já no próximo ano, e dar uma vassourada em muita gente que por lá anda, uns a gravitar e outros por mera incompetência.
O FCP já provou que é o melhor clube português, e é um dos maiores do mundo.

O PORTO É GRANDE, VIVA O PORTO.

marujo88 disse...

Eu não gosto do benfica nem um bocadinho, por todos os motivos que nomeou e porque tem um treinador desonesto, aqui vai a resposta a esse treinador:
A PEDIDO DO JORGE JESUS “ Não vamos branquear as situações, ganhamos limpinho”. Aqui vai a brancura com que o benfica tem ganho: Em 25 jornadas disputadas, o seu clube já tinha beneficiado de 11 expulsões de jogadores adversários, 12 penalties a favor, 18 jogadores das equipas que iam jogar contra vocês na jornada seguinte eram expulsos ou amarelados com o 5º cartão, isto são factos, não são suposições, a isto chama-se amputação dos adversários, assim é fácil, os jogadores do seu clube sentem que vale tudo, ficam tão soltos, que até parece que têm o diabo no corpo, veja-se o Maxi, tudo normal, tudo limpinho, senhor treinador do clube do regime, este ano o andor está bem enfeitado, muito parecido com o campeonato dos túneis, em que a táctica era, retirar os melhores jogadores ao adversário.
Para terminar quero dizer-lhe que se ganhar este campeonato, e por este andor vai ganhá-lo, será o CAMPEONATO DOS AMPUTADOS.

Anónimo disse...

A Bola é um pasquim nojento, de gente rastejante que sempre viveu e vive à custa de denegrir a imagem do FCP e elevar o clube batoteiro aos píncaros.
Agora este papel higiénico vermelho que só serve para limpar o traseiro, veio com a notícia falácia de uma entrevista supostamente dada por um azeiteiro da bola chamado Casagrande.
Este peseudo/jogador de futebol provavelmente um drogado, que se dopava por conta própria! deu entrevista a mando não sei de quem, aproveitada por estes porcos da bola para sujar e denegrir mais uma vez o grande FCP. Falem das dopagens que o clube do regime faz aos seus jogadores! lembram-se dos Hernanes e companhia seus Porcos.

O PORTO É GRANDE, VIVA O PORTO.