23 setembro, 2013

Futebol Clube do Porto/Paulo Fonseca

Numa análise sumária às últimas exibições do FCPorto de Paulo Fonseca caracterizadas pelo suficiente menos [apesar do 1º lugar], constato o seguinte:

  • Que Paulo Fonseca anda indeciso quanto ao sistema de jogo a implantar
  • Que prefere não arriscar, num sistema mais criativo, com a bola a circular de pé para pé e no sentido da baliza adversária, como parecia no início de época e nos 1ºs jogos do campeonato e que tão boa impressão deixou
  • Que decidiu apostar na continuidade do modelo de Victor Pereira utilizando a espinha dorsal da equipa do ano transacto, esquecendo que já lá não constam João Moutinho e James Rodrigues [e isso faz toda a diferença]
  • Que não querendo implantar o seu próprio sistema, optando pelo modelo do técnico anterior, mas sem as mesmas "peças", nem o mesmo rigor táctico, se arrisca a desestruturar a equipa em todos os sectores
  • Que tem de atalhar caminho e corrigir rapidamente o que há para corrigir, porque a Champions está já aí e não pactua com equipas de futebol duvidoso e mastigado
PS-
Declaração de interesses:  não fui fã do modelo de jogo de Victor Pereira. Não gostava e continuo a não gostar. Ponto! Mas uma virtude lhe reconhecia, a consistência que transmitia às suas equipas.

2 comentários:

Anónimo disse...

Estamos a jogar mal, há um fosso grande entre a defesa e o ataque e pouca velocidade no jogo.

O Treinador Paulo Fonseca antes de mais, tem que ter consciência da sua actual realidade, está num clube de dimensão mundial e o melhor clube português.

O treinador do FCP tem uma grande oportunidade depois da confiança que Pinto da Costa depositou nele, de dar tudo que tem e sabe, mas, com muito trabalho para bem do FCP e do seu futuro como treinador. Estas oportunidades, só se tem uma vez na vida.

O PORTO É GRANDE, VIVA O PORTO

Anónimo disse...

http://economico.sapo.pt/noticias/readers-digest-lisboa-e-a-cidade-menos-honesta-do-mundo_177931.HTML