23 junho, 2015

S. João no Porto. Esqueçam Passos e Cavacos, e divirtam-se

O típico São João no Porto, que decorre na noite de 23 para 24 de Junho, é uma festa popular, em celebração do São João Batista. Esta é uma das maiores e mais divertidas festas da Europa.


barco-rabelo
roda-gigante
baçao


Off topic

Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, criticou as opções de investimento em Portugal que comparou a uma "mesa de bilhar sempre inclinada para o mesmo buraco".

"Uma mesa de bilhar sempre inclinada para o mesmo buraco". Foi assim que Rui Moreira caracterizou as decisões de investimento tomadas em Portugal, durante a conferência de aniversário do Jornal de Notícias, esta quinta-feira, na Casa da Música.

"Leixões é a principal porta para as exportações nacionais mas a prioridade é construir no Barreiro", criticou o autarca.

Rui Moreira referiu ainda que "é uma vergonha" que o Compete não fique numa região de convergência e afirmou mesmo que fica com a "impressão que há uma mão negra para que Portugal continue a ter regiões de convergência para atrair verbas" que o autarca diz que depois não beneficiam estas zonas.


O presidente da Câmara do Porto disse ainda que é apoiante da regionalização mas salientou que neste momento isso não está nas agendas políticas, nem o eleitorado concorda porque está "desgastado pela crise".


Nota de RoP:

Pela parte que me toca, a Regionalização é sempre oportuna. Podia ser para ontem.

3 comentários:

Guilherme de Sousa Olaio disse...

Caro RUI VALENTE,

Antes de mais e porque se impõe, os votos de uma bela Noite Sanjoanina.
O Presidente da Câmara, cá para mim já se tornou famoso no "fabrico" de "sound bites". Aquilo a que o saudoso Hernâni Gonçalves chamava de "bitaites". Muita lenga-lenga sobre os malefícios centralistas. Muita conversa fiada à volta da regionalização e dos centralistas, tratando-os com delicodoces plumas, deixando-me na dúvida se tal comportamento é assertivo e militante, ou se apenas se resume, não a um confronto que deve ser feito com esses inimigos da regionalização, mas a uma relação sensorial ao nível das "sombras de grey".
Esta da Regionalização não estar na Agenda Política ( por culpa de quem?), e o "eleitorado não concordar" por cansaço austeritário é demonstrativo de que um mandato pacato e sem ondas é o lema de sua excelência. São opções. Que melhor serviço se pode prestar aos inimigos da Regionalização, senão fingir oposição sem consequências.
Aceitando que o tema não está na tal Agenda Política, convém lembrar que ainda está na CONSTITUIÇÃO DA RÉPUBLICA, logo, está na AGENDA.
Cumprimentos

Rui Valente disse...

Caro Guilherme Olaio,

Se tivemos paciência para aguentar os 2 mandatos de Rui Rio, acho que devemos ter também alguma com Rui Moreira. As candidaturas "independentes" não existem de facto. Há sempre uma dependência de um ou outro partido. É inevitável. Por isso, acho que devemos ser mais pacientes com Rui Moreira, porque na realidade, ele não entrou na Câmara no melhor momento. A própria coligação do Governo mal se entende, como sabe. E na Câmara M. do Porto a coisa não é muito diferente. Mas que Rui Moreira tem de ser mais assertivo, isso é verdade.

Um abraço

Ah, os m/ agradecimentos pelo S. João. Espero que tenha aproveitado para se libertar por uns momentos do pesadelo made in Portugal...

Anónimo disse...

Este governo (como outros) mas este, com um primeiro ministro com tiques de ditador, do quero posso e mando, mentiroso, que disse uma coisa na campanha eleitoral e mal se viu no poleiro fez tudo ao contrário. É mais um lacaio da lomtra alemã, um servilista e um centralista sem sentido de estado, que manda numa tribo políticos do seu governo, que só fazem disparates.

As obras públicas aqui no Norte pararam, Caso Metro, sacam tudo e mais alguma coisa à região para sustentarem vícios da capital, estão a vender Portugal ao retalho, é gente menor com um parlamento cheio de gente que se serve dele para se saciarem de boas reformas e de leis que eles próprios criaram para protegerem seus tachos. Há deputados a mais na Assembleia da República e criadagem a mais a fazerem os deveres ou trabalhos de casa a um presidente da republica que esta fora do prazo de validade.

Regionalização já.......

Abílio Costa.