06 janeiro, 2017

A reacção não passarou :-), nem passará

Resultado de imagem para fontela gomes
Fontela Gomes, Presidente da APAF

Estão a ver? O polvo encarnado já se sente ameaçado, e ainda a procissão vai no adro. Se precisássemos de testar o poder de encaixe destes gangsters (sim, isto é um caso típico de gangsterismo) que dominam o futebol português, aí temos a resposta. Como vêem eles não perdem tempo quando se sentem controlados.

Enquanto fomos bons meninos, e nos mantivemos mudos e permissivos, não abriram a boca para se pronunciarem sobre a sucessão de penalties e golos anulados indevidamente ao nosso clube. Estava tudo bem, era o paraíso no futebol lisbonês. Agora que decidimos reclamar e vomitar a revolta contida, aqui del Rei que os coitadinhos dos árbitros precisam de ser protegidos, precisam de crescer (palavras de Fontela Gomes*) ! É preciso ter muita lata, não é? Pois é, se há atributo abundante na génese dos vigaristas, esse é a lata, juntamente com a espinha dorsal contorcida.  

Mas, a pouca vergonha não fica por aqui. A comunicação social portuguesa, incluindo a estatal, tem sido a principal guarda pretoriana do imperador Vieira que, louve-se-lhe a "ingenuidade", afirmou numa escuta, que tencionava fazer as coisas por outro lado. A verdade é que a táctica já deu resultados (3 campeonatos) com a estranha complacência dos dirigentes portistas, e ainda promete dar mais...

Como era de se esperar, todos os media fizeram côro sintonizado logo a seguir no sentido de perverter a verdade dos factos, e então toca a misturar o caso do FCPorto com o do Sporting, de colocar o odioso do complot por eles urdido sobre "os" dirigentes, generalizando assim as nossas legítimas reclamações, lançando a confusão, baralhando para dar de novo, como batoteiros profissionais. 

O que ocorre deste miserável comportamento dos árbitros, é serviço damasiado obsceno e abrangente para poupar os árbitros eventualmente mais sérios. Falo de serviço, em lugar de "trabalho", porque a sucessão de casos mal ajuizados contra o FCPorto é de tal modo profícua e repisada que ultrapassa a simples competência, é uma missão muito mal encapotada, um serviço sujo. Só pode. Pergunto: neste país de maus costumes, que juiz honrado terá coragem para olhar bem para o que se tem passado com o FCPorto e os árbitros, e achar tudo natural, tudo inocente? Será que o pretório vermelho já atingiu os juízes e lhes degradou o sentido da ética e da própria justiça que juraram respeitar?  Será possível terem batido tão fundo?

Agora, o FCPorto não pode voltar atrás, recuar é desistir de lutar por uma causa, mais do que justa, digna. Não queremos ser como eles, não precisamos de inventar, de conspirar, de distorcer, e omitir. Apenas precisamos de apresentar factos, e esperar que quem de direito, tenha a visão em melhor estado que a dos árbitros que nos têm calhado na rifa. Nada mais, e que a justiça seja regenerada e reposta no seu lugar.

Sei que a tarefa não vai ser fácil, há muita gente gorda importante envolvida nesta teia de interesses. Até aqui, sentiam-se protegidos pela impunidade do benfiquismo nem se dando ao cuidado de refinar a representação, já valia tudo, até provocar. A partir de agora, vão colocar em campo os legionários da comunicação social a trabalhar para eles, rebuscando casos, criando outros, frutas, apitos, tudo vai ser revolvido do baú da intriguice. Eles são assim, gente foleira, desonesta, intelectualmente prostituídos (SIC's, TVI's, RTP's e s/ derivados).

É assim, sem escrúpulos, que eles vão retaliar. Nada que nos espante. Portanto, agora é fazê-los engolir a Porta 18, os vauchers, a heroína, os almoços grátis. À força se preciso fôr. Sem dó nem piedade.  

*Presidente da APAF

PS-Amanhã tenciono publicar um artigo mais que esclarecedor de Marinho e Pinto sobre os jornalistas... 

Que vergonha para os raros, muito raros mesmo, bons profissionais da comunicação.

5 comentários:

Anónimo disse...

Vi esse artigo do Marinho Pinto, para alem de ser um enorme escândalo, aquilo passou mt despercebido apesar de ele ter de comprar a folha do jornal para a publicar. É a 1ª vez q ouço alguém falar do assunto. Bem-haja.
Halves

Anónimo disse...

Por onde anda o Presidente da FPF ???????!!!!!!!

Achará ele e o da Liga que as competiçoes tem decorrido com normalidade?!

O Fontelas ao que parece delegou nos vices Joao Ferreira e Lucilio Batista!!!...

Eles que expliquem como é que o Marco Ferreira desce e arbitros da "qualidade" de um Paixao, Jorge Ferreira, Capela e estes "Provetas" ficam na primeira divisao e até chegam (alguns) a internacionais .

E que expliquem certas nomeaçoes e já agora como funcionam as subidas e descidas de arbitros e os observadores.

De resto ja sabemos o que esperar da "intoxicaçao social" centralista.

Mas curioso é ninguem pegar na palavra "polvo" lá pela capital!

Estao sempre a dar o exemplo de Inglaterra mas lá os clubes sao tratados todos por igual e os erros repartidos .

Em Inglaterra os arbitros sao respeitados mas respeitam todos os clubes e seus profissionais.

Rui Valente disse...

É, a Inglaterra é um país atrasado, terceiro-mundista. Mas nós, ou melhor, os "lisbogueses", é que são o paradigma da Europa dos bons costumes. Qu'a grande Órgulho!

Anónimo disse...

Neste país Vermelho, Centralista, pergunto, qual é a cor deste homenzinho que está na fotografia? Será vitima por ignorância ou criminoso por interesse de estar no epicentro do Sistema.

Ou nós os portugueses somos todos uns coitadinhos ou ignorantes!... É difícil, entender o que se está a passar no desporto mais propriamente no futebol que é a arbitragem o principal câncer de tudo isto, de mal intencionados (porque roubam sempre para o mesmo lado) a mando de uma rede Vermelha que implantou e manda no Sistema. O presidente FPF é pau mandado do Sistema e os da arbitragem idem aspas.
Os Importantes os Chefes que mandam no futebol em Portugal conseguem ser piores que os da América Latina ou Africana.

Abílio Costa.

Anónimo disse...

Frases que ficaram celebres e que eram mais ou menos isto:

"Importante é ter homens certos na Liga" (hoje deve ser na FPF???)

" O que precisamos nao é mudar de treinador mas sim de arbitros"

Quem disse tais coisas quem foi ???