13 março, 2011

O PSD não tem vergonha deste homem? E o Dr. Rui Rio, também não?


Fosse a previsibilidade a mesma coisa que a sorte, a crise económico-financeira teria passado ao lado dos portugueses e Sócrates teria conseguido um feito impar na história universal: gerar riqueza no país, sem governar. Mal comparando, se Rui Gomes da Silva não fosse um aldrabão compulsivo, um homem sem escrúpulos e uma das várias fontes de humilhação do Partido Social Democrata cujo comportamento tem, estranhamente, merecido a complacência aos pregaminhos de Rui Rio, talvez ainda houvesse alguém capaz de o levar a sério.

O Benfica tudo tem feito para fazer a vida negra ao FCPorto. Qualquer pessoa séria o percebe. Tudo lhe serve para tentar infernizar a vida ao clube azul e branco. Considero que já nem vale a pena recordar o miserável histórico de actos de terrorismo e de perseguição perpretados contra o clube do Porto, só para falar dos últimos anos. Toda a gente já percebeu que, independentemente das performances desportivas, o Benfica, vergonhosamente apoiado por uma comunicação social desonesta e sectária, acha que nenhum outro clube nacional tem o direito de se lhe atravessar no caminho e de conquistar troféus. Tem exactamente a mesma noção obessessiva do fair play desportivo como o centralismo tem da democracia com o resto do território, onde Lisboa desempenha sempre o papel de actor principal e o restante  de secundários e resignados figurantes.

Todo este comportamento da clã benfiquista nos faz recordar os mais pérfidos processos nazis de perseguição e de intimidação e, no entanto, ainda não mereceu da parte das autoridades nacionais, desde o Presidente da República ao 1º Ministro e à Procuradoria Geral um único reparo. Para estas entidades não é importante exercer uma acção de pedagogia preventiva contra este permanente clima de crispação. Isso dá trabalho e compromete. Preferem manter-se num cobarde e cumplíce silêncio e intervir apenas quando a violência se extremar. Então, nessa altura, sem deixar cair a máscara da incompetência e do cinismo, lá aparecem a pregar-nos discursos moralistas sem qualquer efeito prático, excepto o de potenciar a nossa indignação.

Ontem, finalmente, o povo saiu à rua numa manifestação geral de repúdio não só contra a inoperância do Governo como contra toda a classe política. Esperemos que surta algum efeito e que continue para não lhes revigorar o folego. Seria útil que aqueles que ainda têm alguma autoridade institucional pusessem os olhos no que está a acontecer noutros países e soubessem transferir para o futebol alguma autoridade de forma elevada e isenta. O futebol pode ser o rastilho que tem faltado na sociedade civil para, a exemplo do que aconteceu na Grécia, a violência ganhar outras proporções que não as de um tabefe merecido e...tardio*.

*Sobre este assunto, da suposta agressão ao incendiário Rui Gomes da Silva só tenho a dizer que duvido dos seus depoimentos, porque tamanho trafulha é bem capaz de ter simulado a agressão. Mas, se foi verdade, e se foi só um bom par de tabefes, acho que os estava a pedir. Quem não quer ser lobo... 
Ah, que ninguém se atreva a vir para aqui dar-me lições de urbanidade, porque nem do Presidente da República as aceito. Também ele é responsável, por inacção, pelo clima crispado que se está a instalar no futebol.

Para quem desconheça a peça ou viver noutro planeta aqui vai uma amostra:


8 comentários:

ftavares disse...

Parabéns Rui Valente
Permita-me que assine por baixo este texto
Obrigado
ftavares

Batemuma! disse...

Curioso é este gajo ser natural de Santo Ildefonso, Porto, engraçado que muitos dos execráveis benfiquistas sejam do Porto...assim como existam tantos mouros aqui pela invicta...é algo enigmatico...

Rui Valente disse...

Creio haver algum equívoco àcerca da naturalidade deste indecoroso político. Ou a Wikipédia perdeu o rigor, ou andamos todos enganados. O homem é de origem lisbonária. Confirme aqui:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Rui_Manuel_Lobo_Gomes_da_Silva

Rui Farinas disse...

As virgens virtuosas nunca ouviram dizer que quem semeia ventos, colhe tempestades?
Por outro lado considero que o trabalho não ficou terminado. Quem na estação de TV permite que esse anormal diga o que diz,também se devia a habilitar a uma surra.

Rui Valente disse...

São tão cretinos e atrasados mentais os adeptos do clube do regime que chegam ao ponto de pensar que alguma vez publicaria neste espaço os seus comentários torpes e venenosos. Miseráveis...

Insistam, que pode ser que me distraia.

dragao vila pouca disse...

Rui, também já andam por aqui?

Quanto a este "senhor", acho que nem vale a pena dizer mais nada...No entanto, há uma coisa que me tem intrigado, ou se calhar não: nos dias de hoje, com redes sociais, blogs, sites, fóruns, etc., a informação voa. Como é que tendo sido a suposta agressão ao almoço, o pasquim da queimada não colocou no site e a notícia só apareceu, em grandes parangonas, no dia seguinte?

Um abraço

Anónimo disse...

Este Vermelho é um porco miserável,
é uma espécie de escória da sociedade.
A pessoas que são analfabétas, que têm melhor comportamento que este verme.
Sem mais comentários.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.

Batemuma! disse...

Peço desculpa pelo meu lapso, o cabrão é mouro, mas há muitos exemplos por aqui começando no cabrão 2 o cervan...