30 maio, 2011

Metro sem dinheiro para pagar as dívidas

De saída da Metro do Porto - acaba por cumprir só um mandato - Ricardo Fonseca confessa decepção pelo congelamento da segunda fase da rede e reitera a gravidade das deficiências do financiamento da empresa. O Governo ainda não deu garantias para pagar a dívida de 200 milhões que vence em Julho. E o metro corre o risco de parar.

Já assumiu que não vai continuar à frente da Metro. Por quê?

São razões pessoais. Quando o Governo manifestou intenção de criar um modelo de gestão articulada entre a Metro e a STCP, disponibilizei-me para participar no grupo de trabalho para definir o novo modelo. Mas disse que não faria um novo mandato na Metro.

Esse modelo é para avançar já?

Não. Embora tenha sido anunciado no final de 2010, o grupo de trabalho ainda não foi criado. É muito provável e desejável que o novo Governo pegue no projecto.
[JN]

Nota do RoP
Não era preciso, mas depois de ler esta notícia, ouvir Sócrates dizer, no meio de uma multidão de carneiros,  "Não há como o povo do Porto", é como se me cravassem um punhal no estômago... Onde pára o povo do Norte? É isto? Porca miséria!



3 comentários:

Anónimo disse...

O que é que aquele ministro das O.Públicas o sr Butterfly, anda lá fazer.
Sem dinheiro! fodasse, com o Metro sempre cheio.
Tomaram conta da Metro só para Inglês ver.
Gastam fortunas no Metro de Lisboa! (ex: aquela vergonha das obras do Metro no Terreiro do Paço e outras) e cá para cima só vêm buscar votos, esta azeiteirada. Ó puro Ó cândido Ó honesto sr El Rio não dizes nada!?...
Cambada de centralistas e e lambe-cus sendeiros.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO

paulop disse...

Quando é que as gentes do PORTO e do Norte se revoltam, quando chega as eleições os desavergonhados vêm dar umas palmadinhas nas costas e uns piropos chungas meios gabarolas, então esse das o.públicas umas chibatadas era pouco para semelhante troglodita. Mas domingo lá vão eles lambuzar-se com mais uns votos daqueles que eles depois ostracizam. Por mim não levam nada, vou votar PDA.


VIVA O PORTO MUI NOBRE E INVICTA

dragao vila pouca disse...

Não há ninguém que diga estas coisas directamente aos visados, está tudo caladinho, anestesiado e o Porto continua a marcar passo.

Começa no Sampaio e acaba no rio...

Um abraço