25 fevereiro, 2013

Porto Canal está a fugir da rota...

Quem segue com regularidade o Renovar o Porto, sabe que não sou propriamente do tipo que se preocupa em escrever para agradar aos cavalheiros influentes, como políticos, juízes e jornalistas. Bem pelo contrário, não os poupo, nem pouparei nas críticas, sempre que entender ter motivos para o fazer. Infelizmente para eles, os motivos não páram de aumentar. Podia aqui incluir também alguns membros da Igreja, mas por respeito a alguns sacerdotes, como o ex-bispo de Setúbal e o bispo da Forças Armadas [só para dar dois bons exemplos], vou fazer de conta que não li, nem ouvi, as miseráveis declarações desse execrável e abjecto ser, que dá pelo nome de Policarpo, que, ironicamente, chegou a Bispo de Lisboa, a capital mais centralista e anti-democrática da Europa [mas qu' órgulho!]...

Não consigo é deixar de pensar que talvez não tenha sido ainda suficentemente caustico com toda esse pessoal, porque cada vez que abrem a boca, me surpreendem com os seus elevados coeficentes de insanidade mental. Eles vão para o Facebook e portam-se como os sujeitos mais vulgares, eles vão à televisão, e capricham em dizer só asneiras, cada qual a mais básica, eles mentem com o mesmo à vontade com que respiram, eles insultam-se e acusam-se mutuamente, sem nunca desistirem de enganar povo, procurando convencê-lo que são sérios, sem nada fazerem de relevante para o provar. O Relvas, o Gaspar, essas tristes figuras do governo, não estão sós neste quadro de desavergonhados. Há muitos mais.

Mas é do papel da comunicação social que mais temos razões de queixa. Os media fingem que nos informam, mas não passam de meros cumplíces "antipáticos" do poder. Quando todos esperávamos que o Porto Canal viesse fazer a diferença, decorrido poucos mêses após a tomada de posse como Director Geral, de Júlio Magalhães, o que vemos é pouco mais do mesmo: os mesmos convidados, os mesmos políticos, muito beija-mão a Lisboa e pouca galhardia para defender o Porto e o próprio Futebol Clube do Porto da informação centralista e sectária que se faz na capital.

Acho extraordinário e triste, como é que uma estação de televisão que pretendia querer fazer a diferença para se impor, começa a dar sinais visíveis de abdicar aos poucos da sua política descentralizadora, persistindo em convidar para falar sobre o assunto muitos dos seus responsáveis, ou regionalistas "asssumidos"de capoeiro. Ainda se fosse para os confrontar com as suas demagogias, com as suas  constantes traições, vá que não vá, agora para os ouvirmos repetir coisas que já cansamos de ouvir e que não valem nada, só mesmo para brincar connôsco.

Se o Júlio Magalhães não arrepiar caminho, não tarda, vai ter os próprios portistas contra ele. Para isso, basta o FCPorto perder este campeonato, deixando à vontade  o Luís Filipe Vieira  a fazer as coisas pelo outro lado, com a preciosa ajuda da comunicação social. Depois, cá estaremos para conversar... 

3 comentários:

marujo88 disse...

O Porto canal está a ter o comportamento que eu alertei aqui neste blog há algum tempo, quando comecei a ouvir dizer que queriam ser um canal regional para todo o país, está tudo dito,até já abriram uma delegação em lisboa, para quê? deviam preocupar-se com o norte do país, que está a ser roubado escandalosamente em favor de lisboa,deviam preocurpar-se com os ataques vergonhosos que a comunicação social da capital faz ao FCP, e deixarem os amigos do futre lá para os espanhois.Até a informação acerca das modalidades do FCP é fraca, sempre a correr, e o basquetebol nem sequer é noticia.Mas em contrapartida temos uma senhora a falar dos carros antigos dos amigos. Por este andar qualquer dia,caput,lá vai o canal por água abaixo.
Abraço
manuel moutinho

Anónimo disse...

subscrevo totalmente a bajulação oca a gente sem nada digno de elogio ou atenção. São estratégias que não entendo

Anónimo disse...

O sr Policarpo, é um daqueles que agradava mais a Deus e menos ao diabo, se estivesse calado. Já o povo diz e com razão: Palavras de burro não chegam ao céu.

Quanto ao Porto Canal; está a ser dirigido por um profissional que vem de outros canais a nível Nacional, com grelhas centralistas de gente que sabe que o Porto e o Norte é cá para cima e pouco mais. Acho que o Sr Júlio Magalhães, deveria fazer um Canal Regional para todo o Portugal e não ao contrario que está a fazer.

Quanto ao Porto Canal FCP, penso que poderia ser mais bem defendido o nome do clube e o projectar a nível Nacional e Internacional.
Estou errado...!?

O PORTO É GRANDE, VIVA O PORTO.