17 março, 2015

CA da FPFutebol é descarado e cínico!

O Jornal de Notícias está cada vez mais parecido com os pasquins de Lisboa. Não tarda muito, saio definitivamente da sua lista de leitores. Não é só pela notícia que aqui abordo, mas também por uma certa tendência para copiar o protagonismo do tom de vermelho  dos parceiros lisboetas. Veremos se isso não passa de uma fase infeliz ...

Fiquei fascinado com o cantinho da capa de hoje reservado à miserável arbitragem de Cosme Machado no jogo do FCPorto com o SCBraga para a Taça da Liga onde se pode ler à boa moda do Correio da Manhã, que o Relatório do Conselho de Arbitragem "arrasa Cosme Machado e dá razão ao FCPorto"(sic)Formidável, não acham? E sobretudo, muito oportuno, não é verdade?

Estes clones de políticos do Conselho de Arbitragem da FPF, trapaceiros e incompetentes, decidiram dar finalmente um ar da sua graça, depois de o clube do regime, que os controla, ter sido sistematicamente protegido pelas arbitragens com influência na classificação geral, para dizer que existe, e que até é eficiente...

Naturalmente que, para fazer "justiça", tinha de escolher um jogo da Taça da Liga, e com o SCBraga, porque os jogos do Campeonato e as arbitragens que levaram o Benfica ao colo e prejudicaram o FCPorto, foram todos impecáveis, como sabemos. Ou então, só lá mais para a frente, quando matematicamente já não fôr possível destronar o "glorioso" do trono do Campeonato, é que vão acordar e falar das más arbitragens.

Tanto cínismo!

PS:
Mesmo que a decisão do CA tenha derivado de uma queixa do FCPorto, a razão agora reconhecida  pelo CAR ao FCP, e a culpa do árbitro, pecam por omissão do CA. Além disso, prova que o FCPorto errou quando consentiu, durante vários jogos do Campeonato, sem um protesto, toda a pouca vergonha que sabemos e que colocou os vermelhos com alguns pontos à nossa frente, se calhar, irreversíveis. Não me revejo neste FCPorto patético.

4 comentários:

dragao vila pouca disse...

Rui, não foi o CA, se fosse acho que a decisão não seria essa, foi uma comissão de análise e revisão, que analisa queixas dos clubes.

Abraço

Anónimo disse...

O jornal de Noticias já não é um jornal do Porto para Portugal, é mais Pasquim igual a tantos outros que por ai andam.
Cosme Machado é um arbitro abaixo dos medíocres, a roçar a mixórdia de mal arbitrar.
O FCP está calado, a defesa do bom nome da instituição está ao cargo única e simplesmente do treinador, os dirigentes devem ter ido a Meca ou a Fátima! Estão a por-se mesmo a jeito da roubalheira! Depois não digam que fomos roubados, quando o acto já estiver consumado.
O que está acontecer ao FCP, também é culpa do presidente, que está a ser surdo e mudo, sinto muito...

Abílio Costa.

Rui Valente disse...

Vila Pouca,
Há aqui qualquer coisa que não bate certo. Se a Comissão de Análise e Recurso é uma secção do CA, que ao que parece só intervém após denúncia, que efeitos práticos tem para o clube lesado?

Outra estranheza: por que é que o FCPorto só reclamou esta situação quando tem muitas outras de gravidade semelhante, ou até mais graves, na prova que mais lhe interessa que é o Campeonato? Estaremos todos enganados e afinal o FCPorto não tem sido prejudicado e o Benfica não tem sido beneficiado?

Eu pensava que o circo era outro e que conhecia os palhaços, mas acho que tenho de rever esta dúvida.

Anónimo disse...

O grande problema, é que o sr Victor Pereira só veio pedir perdão num canal de televisão a mando do Padrinho do clube do regime que na altura se disse prejudicado num jogo salvo erro contra ao V. Guimarães, a partir daí acomodou-se e não mais nada disse.
Senhor presidente do FCP, a força e a verdade perdesse, quando não dizemos nada e nos deixamos levar pelo silêncio.
O apito dourado, foi um estratagema montado pelo clube do regime, Judites e alguns da justiça. Já não há apitos que cheguem, sejam eles encarnados, verdes, rosas ou de qualquer cor para meter na cadeia os imaculados os anjinhos dos clubes da segunda circular da capital do Império, porque ai é a capital e o resto é paisagem.

Abílio Costa.