12 dezembro, 2016

Até o masoquismo tem limites, Julinho!

Por mais que me esforce, não sei onde pretende chegar o director-geral do Porto Canal com o tempo de antena dedicado ao Benfica. Não sei, mas sei a indignação que me causa ver um canal cujo dono maioritário tem sido reiteradamente desconsiderado pelos representantes do Benfica a falar dele como os media centralistas. Às vezes, deixam a ideia que ignoram o nome do principal patrão, que quem lhes paga o salário não é uma sociedade desportiva chamada FCPorto.

O comentador do Porto Canal não se limitou a dar-lhe tempo de antena, exaltou o Benfica com elogios pouco adequados a um canal propriedade do FCPorto... Foi isso mesmo que vi agora mesmo no jornal da tarde. Quem quiser confirmar, é só fazer uma consulta no guia da NOS, ou da MEO, para ficar esclarecido. Não vou alimentar mais ilusões àcerca da bondade da opção editorial Generalista/FCPorto, porque da forma como este negócio está a ser gerido a incompatibilidade é factual, salta a olhos vistos. 

Júlio Magalhães podia informar os espectadores sobre tudo, e todos, até sobre o Benfica, se soubesse fazê-lo com a discrição meteórica que uma notícia dessas "merece". Agora, pôr um gajo qualquer a tecer loas sobre um escabroso adversário da casa que lhe paga o salário, já não é liberdade de expressão, é atiçar os portistas contra o próprio canal. Como interpretar esta patética forma de informar, quando nem a própria RTP, canal pago por TODOS os contribuintes, tem destas gentilezas com os portistas? Esta cínica mania de querer agradar a gregos e troianos nunca deu bons resultados, não é agora que a lenda vai mudar.

Igual perplexidade senti, quando  hoje li a contra-capa do JN a anunciar o  lançamento do projecto Novo JN Directo, com uma entrevista a Pinto da Costa! É impressionante a desfaçatez com que gozam com o Presidente do FCPorto na cara dele. Passam o tempo, dias e dias, a fio, a envolvê-lo, e ao próprio FCPorto em casos de polícia, e o presidente consente caladinho. O JN passou a dar mais protagonismo ao Benfica que ao FCPorto, e ninguém parece incomodar-se com a "renovação editorial". Mesmo assim, o antigo guerreiro do FCPorto deixou-se seduzir pela "honra" do convite, parecendo não perceber que eles querem é vender papel à custa dele e dos portistas, com o velho ardil do cravo e da ferradura.

Tornámo-nos nuns artolas. Que vontade eu tenho ainda de emigrar.

5 comentários:

marujo88 disse...

O Júlio Magalhães está a gozar com os portistas, com o meu dinheiro não goza mais, deixei de pagar as cotas a partir de Outubro, já não vale a pena protestar com estes gajos, o melhor é cortar-lhe os rendimentos, por mim já tinha sido despedido, a não ser que as ordens venham da SAD, se assim fôr, ainda mais se justifica a minha decisão.
Abraço
Manuel da Silva Moutinho

Guilherme de Sousa Olaio disse...

Caro Rui Valente,
Partilho das opiniões que tem manifestado acerca dum Canal de Televisão que se esperava diferente dos padronizados, mas que logo ao nascer mostrou ser mais um e com mais do mesmo. Não fossem as transmissões de jogos das modalidades do clube e muito poucos portistas por lá passariam.
Relativamente à narração vibrante do resumo do jogo entre os dois da 2ª Circular, importa reter o seguinte. O madeirense Góis, cuja pena já serviu o Marítimo e sabe-se lá porquê emerge agora no Porto Canal, merece uma palavra de apreço deste humilde leitor, uma vez que foi quanto me foi dado perceber por toda a "mídia", o único que verdadeiramente relatou o que se passou nesse jogo. Repare que na parte final da sua narração. Ele afirma de forma clara que o Benfica nunca baixou os braços, como se sabe, vai de encontro ao que foi dito por JJ, Bruno e Octávio. Isto é, não tivesse sido o uso e abuso dos braços erguidos pelos Papoilas e o resultado seria outro.

Só o Porto Canal generalista se lembrava da Gala dos Conquistadores.
Acho que está tudo dito.
Cumprimentos

Rui Valente disse...

Manuel Moutinho,

as imagens e a locução eram da BenficaTV, imagine. Só quem não sabe, ou não quer saber, dos golpes e sacanices que os vermelhos - e todos os que estão ao seu serviço -, têm feito ao FCPorto é que se atreve a passar coisas deste tipo. É uma provocação.

Um abraço

Rui Valente disse...

Olaio,

essa da transmissão da gala dos Conquistadores é outra que não entendo numa televisão com as características do Porto Canal. Se é por ser também generalista, onde é que terminam os limites da informação desportiva? Quais e quantos clubes se enquadram neste critério? Até que ponto estará o Porto Canal "de" J. Magalhães disposto a promover os nossos adversários e a que PREÇO?

Um abraço

Anónimo disse...

Quem é que o foi buscar para o Porto Canal!? Quem o deixa fazer estas brincadeiras ao menino, portista de meia tigela, não é o maior, o dono do FCP, então, temos que levar com ele e com as suas parvoíces. Vejam se o Maior deu entrevista no Porto Canal, não, porque ele não usa a estação do Porto/Canal, só serve para meter família dele e dos amigos e para pagar.
A entrevista do PC ao JN (mais um jornal vermelho) é o mais do mesmo, nem lá vou, nem deixo ir, e deu a entrevista porque temos ganho uns jogos, se não nem se via o senhor...

Abílio Costa.