07 maio, 2017

O melhor que o FCPorto tem, são os adeptos!


Resultado de imagem para adeptos felizes do FCPorto

E com isto resumo globalmente  o melhor do FCPorto das últimas 4 épocas. 

Este é um elogio mais que merecido, tão merecido como é a minha total reprovação aos dirigentes, presidente incluído. Jorge Nuno Pinto da Costa pouco mais fez que confirmar o que o refrão dita sobre lideranças fracas: tornou, não só fraca a modalidade principal do FCPorto, como irreconhecível.

Falar do treinador antes do Presidente, como sempre disse, seria alterar a ordem natural da hierarquia e da responsabilidade. Para mim, este treinador é consumadamente fraco, falhou sempre em momentos cruciais. Mas não foi ele quem decidiu treinar o FCPorto, foi quem sempre o fez: o Presidente. 

As coisas são mesmo assim, louva-se o que é de louvar, censura-se o que é censurável. Considero algo medieval a gratidão não correspondida. Diga-se o que se disser, evoque-se o que PC fez no passado, nada justifica que a submissão ao silêncio por parte dos portistas se eternize no tempo. Chegou o momento de repensar bem a admirável solidariedade  que sócios e adeptos têm prestado a Pinto da Costa e interrogarmo-nos seriamente se vale a pena mantê-la. 

Quatro anos de insucessos, e de futebol angustiante, é demasiado tempo para um clube como o FCPorto. As probabilidades de vencer este campeonato são cada vez menores, e ainda que o consiga, não gostava de ver outra época Nuno E. Santo a usar o FCPorto como se fosse a sua escola privada de treinador. O FCPorto já atingiu um estatuto demasiado elevado para se compadecer com aprendizes. O Porto precisa de treinadores creditados. Os tempos hoje são outros, não é qualquer um que pode levar este clube às glórias do passado.

Por paradoxal que pareça, depois de aqui tanto elogiar os simpatizantes portistas, não me importo de passar por ovelha ranhosa deixando aqui bem vincada a minha total oposição à continuidade do treinador.  Para que conste, já o tinha feito antes, em anteriores comentários. Por quê? Porque estou plenamente convencido que  Nuno E. Santo não tem mesmo unhas para ser treinador de equipa grande.

Além demais, para mim, é muito cruel  ver um clube que sempre exalou alma, competência e valentia, transformado numa espécie de mosteiro onde aos jogadores, só falta usar o terço no lugar das chuteiras.   


7 comentários:

Jorge Vassalo disse...

Subscrevo cada letra.

Abraço

rbn disse...

Mesmo que o Rio Ave vença, será muito difícil recuperar 2 pontos, porque o Guimarães vai ao galinheiro pensando em poupar energias para o Jamor e o Boavista...bem, o Boavista tá a salvo da descida, e provavelmente vai alugar o Bessa para que os lampiões pintem e decorem aquilo de vermelho, de modos a fazer um mini-galinheiro... se calhar nem os Panteras Negras vão ter lugar no estádio...

Quanto a nós, é muito tiro nos pés...5 empates nos últimos 7 jogos, sendo dois deles em casa com setubal e feirense, é mau demais, muito mau demais...

Mas o que realmente me irrita é que não há plano A, e muito menos plano B...a esta altura da época, não se consegue enxergar um fio de jogo coletivo que seja marca registada da equipa...a não ser pontapé pra frente e fé em Deus, ou Brahimi resolve...faltando dois jogos pro fim da época...é muito muitíssimo mau demais...

E mais me irrita a pose de rainha da Inglaterra de um treinador tipo comida de hospital, sem molho, sem sal e sem sabor... Jesualdo POR EXEMPLO, é benfa, mas como treinador do FCP, era um verdadeiro guerreiro...quando foi preciso, e era quase sempre, foi porco, feio e mau, como devem ser os treinadores do FCP, respondendo à letra a quem quer que fosse...
Com esta roubalheira de 13 penaltis não marcados a nosso favor, Jesualdo tinha dito tudo o que lhe ia na alma em alto e bom som onde quer que fosse, doesse a quem doesse...

Este treinador comida de hospital, a quem foram sonegados 13 penaltis durante a época, ao invés de dar um murro na mesa, diz coisas como "tadinhos de nós, estamos magoados", tipo madalena arrependida...

E ainda por cima, é burro, não é "malandro"....porque qualquer treinador de meia leca, de qualquer equipa, de qualquer país do mundo teria caído se contorcendo de dores quando o bambi deu aquele encosto no galinheiro...o ruim vitória tinha se jogado pro chão, jesus também, todos tinham feito cena...era vermelho direto pro bambi...mas o sr 105 quilos/1,90 metros é burro, não caiu, não fêz cena, nem prejudicou o adversário, que ficava reduzido a 10 com 15 minutos de jogo... era demissão por justa causa...

Por mim, saia já o treinador, e junto com ele o herrera, que tá mais que provado que o mundial do Brasil foi a exceção à regra...aquele herrera de 2014 que a todos encantou como médio completo, que atacava, defendia e rematava com qualidade impressionante, foi uma miragem...

5 empates em 7 jogos, dois deles em casa, é muito tiro nos pés...

Guilherme de Sousa Olaio disse...

Como sempre um comentário que espelha fielmente "o tempo que passa".
Obrigado Domingos Paciência por nos teres assegurado o segundo lugar.
Cumprimentos

marujo88 disse...

Estou totalmente de acordo.
Abraço
Manuel da Silva Moutinho

Anónimo disse...

Ainda bem que os kalimeros perderam, porque já nem no 2º lugar acreditava.
NES não transmite nada, nem aos sócios nem à equipa, é um treinado fraco, conflituoso com os jogadores já deu para ver, não é treinador para a grandeza de um clube como o FCP.
No meio de tudo isto o Vilão é o presidente, que não acerta num treinador que é um presidente vitalício provavelmente até quando Deus quiser. Estou farto como sócio.

Abílio Costa.

Soren disse...

Muito tem que mudar no Reino do Dragão a começar por cima. Mas já andamos nisto há uns 5 anos e nada muda.

O FC Porto não luta pelos seus interesses nas instituições. Os planteis dos outros também são desiquilibrados e os treinadores também não valem um corno. A direcção tem que abrir os olhos e trabalhar em prol do clube.

Jose Garcia disse...

Por favor pode addicionar nos seus links o meu site:

http://www.footlive.com/

livescore football
Saudações portistas