30 março, 2011

Promiscuidades, ou no pása nada?


João Correia
Não sei, se é indecoroso, legal, passível de acção promíscua, ou eticamente reprovável, que um ex-secretário de Estado da Justiça, tenha mantido ligações profissionais como  advogado do Benfica, como é [ou foi] o caso do senhor Dr. João Correia. Não sei, mas tenho a minha opinião.

Não sei, se é indecoroso, legal,  passível de acção promíscua, ou eticamente reprovável, que um ex-secretário de Estado da Justiça, o senhor Dr. João Correia tenha autorizado o pagamento de 72.000 € por acumulações de serviço à mulher do Ministro da Justiça depois de a conclusão de um inquérito levantado pelo próprio Ministro considerar a decisão "formalmente inválida". Não sei, mas tenho a minha opinião.

O que sei, é que mesmo no tempo da ditatura, as questões de ética eram mais levadas a sério, e que, como diz o bastonário dos Advogados,  Marinho Pinto, o Ministério Público parece dar-se bem no seio deste clima de prepotência institucional.

O que sei ainda, é que o senhor Ministro da Justiça não fez mais do que o seu dever, ao revogar a decisão de João Correia, o que, só lhe fica bem. O que sei também, é que em todas estes imbróglios, o Benfica  e os seus míticos 6 milhões de adeptos [e eleitores], está sempre presente, parecendo funcionar à perfeição, como um deplorável escudo de inimputabilidade .

Sei, finalmente, que por cá, o Dr. Rui Rio, o homem da verticalidade, continua firme e hirto, no seu trono estrondoso de silêncio, alheio a tudo isto... Descubram por quê.

3 comentários:

Anónimo disse...

Todos nós temos a nossa opinião!?
-Promiscuidade.
São sempre os mesmos que é para não variar.

O Hirto é um faz de conta... e mais nada.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.

dragao vila pouca disse...

João Correia, o homem que defendeu o Benfica no TAS...Está tudo ligado, o polvo é vermelho. Mas o que é curioso e li nos jornais, é que as magistradas podem não devolver o pataco...

Um abraço

Anónimo disse...

Caro Rui Valente,

O Portugal de hoje é o mesmo Portugal dos últimos séculos: um país atrasado e amarrado aos mesmos de sempre, os caciques que pululam na capital! Antes estes giravam em torno da corte ou das familias com brasão, hoje eles gravitam nos partidos ou são subservientes ao clube do regime. O João Correia é,portanto, um cacique dos tempos modernos e como Joões destes há muitos Portugal continuará o mesmo...

P.S. A propósito das SCUT corria ontem que o alargamento ao resto do país ficará adiado. Caro Rui Valente é motivo para dizer: E O NORTE, PÁ...?!

Um abraço,

Portista de Cascais