13 dezembro, 2011

Violência na Bélgica. Qual o espanto?



Ataque com granadas e armas de fogo na Bélgica

Pelo menos duas pessoas morreram e várias ficaram feridas, esta terça-feira, no centro de Liége, na Bélgica, na sequência de um ataque com granadas e armas de fogo, executado por vários indivíduos. Polícia fechou centro da cidade. Embaixada diz que não há portugueses entre as vítimas.
Pelo menos dois mortos em ataque com granadas e armas de fogo na Bélgica
Vista geral das operações de socorro junto do Palácio da Justiça



Os disparos e o lançamento de artefactos explosivos ocorreram em Saint-Lambert, no centro da cidade belga de Liége, onde se situa o Palácio da Justiça, cerca das 12.30 horas (11.30 em Portugal continental). Nas proximidades, está a funcionar um mercado de Natal muito frequentado, segundo a agência de notícias belga.

Um jornal local avança com a hipótese de o atentado ter sido obra de um quarteto que se evadiu do Palácio da Justiça. Quatro homens de Liége em julgamento por vários roubos e um homicídio, conta o jornal "La Meuse".

Segundo aquele jornal belga, três homens empoleirados na plataforma acima de uma pastelaria lançaram granadas para um abrigo de autocarro, onde estariam várias pessoas. Um outro terá disparado uma kalshinkov, arma automática de fabrico russo, informaram os media, dando conta de um forte destacamento policial e de uma perseguição nas ruas próximas da praça.

A polícia disse que um dos suspeitos do ataque foi abatido e o outro fugiu, refugiando-se num edifício anexo ao palácio da justiça. As forças antiterroristas tomaram conta do caso, acrescentou.

Fonte da Embaixada de Portugal na Bélgica disse à Lusa não ter qualquer informação sobre a existência de vítimas portuguesas.

[Fonte: JN]

Breve nota de RoP:

Numa Europa desastrada, sem liderança nem valores, e com políticas completamente absurdas, é certo e seguro que os actos de violência e o aumento da criminalidade só podem aumentar. Não há como ficar  surpreendido. Pena é, que os criminosos não saibam escolher melhor as suas vítimas...

Sem comentários: