11 janeiro, 2012

A propósito dos raros prémios do Totoloto...


...enviei para a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa o e-mail/sugestão abaixo colado:

Exmos Senhores,


Há uns mêses a esta parte que acompanho os sorteios do Totoloto e constato, com alguma apreensão, que raramente foi contemplado o 1º.prémio.  A última vez que isso aconteceu foi em Agosto de 2011, do 56º. sorteio até ao 89º (33) do mesmo ano, mais o 1º.(+1)de 2012. O Jackpot apenas saiu ao fim 35ºs. concursos, ou seja, ao 2º.sorteio de 2012! No total, foram 34 sorteios [seis mêses] sem premiar um único totalista! Além disso, durante o mesmo período de tempo, houve cerca de 13 sorteios sem premiar os 2ºs. prémios! Não será tempo demais?


Tudo isto pode ser muito sério, mas com estes resultados, mesmo tendo em conta a componente aleatória do próprio jogo, a verdade é que não o parece. 


Por estas razões, seria recomendável que V. Exas tornassem público nos jornais diários, não o nome do premiado [como é lógico], mas, no mínimo, o local/região do balcão onde se  registam os prémios mais importantes. 


Assim, se dissipariam as eventuais suspeições que podem pôr em causa o prestígio e honaribilidade dessa Instituição.


Com os melhores cumprimentos,
Rui Valente



3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Espere pela resposta...sentado!

Abraço

carlos dias disse...

Eu acerca dos jackpots resolvi telefonar pela primeira vez (como já tinha dito anteriormente) porque se soubessem a quantidade de emails que já mandei....tive 0 respostas.... Já batalho nisto há algum tempo pois sou jogador assíduo e exigo saber onde são registados os prémios vencedores. A pessoa que me atendeu disse que não pode informar porque têm de manter a confidencialidade, eu respondi que a confidencialidade mantém-se a 100% porque eu não quero saber o nome do vencedor mas sim a agência/local...aí a pessoa começou a patinar e não me disse mais nada, eu só não percebo porque razão a comunicação social não se interessa por falar nisto quando perdem tempo com uma senhora que ganhou 50 mil euros numa raspadinha...

Rui Valente disse...

Caro Carlos Dias,

quanto mais não seja por omissão, o comportamento da Santa Casa é altamente suspeito e desrespeita a opinião dos apostadores, que são afinal quem a financia.
Mas isto é apenas mais um ramo da árvore podre em que se tornou o país.
Meu caro, quando quiser jogar faça como eu, jogue no Euromilhões. Sempre é mais seguro...