15 setembro, 2014

RTP indecorosa, o Porto Canal a dormir e o FCPorto a permitir...


RTP.png

Como adepto do FCPorto estou preocupado com o que poderá acontecer nos campos de futebol caso as autoridades do Estado continuem a assobiar para o lado ignorando os sinais de manipulação que já se fazem notar, e deixar para os organismos desportivos a resolução de assuntos que lhes cabem, mas que manifestamente nunca mostraram competência e probidade para levar a cabo. 

Não me chamo Cavaco Silva, nem posso exercer a magistratura de influência que o cargo de Presidente da República legitima, pelo que só me é permitido sugerir que reserve um pouco mais de tempo (se é que reserva algum) ao que está a acontecer em vários programas de televisão dedicados ao futebol com especial enfoque para a RTP, cujos funcionários não estão à altura de desempenhar os respectivos cargos com a imparcialidade que é exigida a um funcionário do Estado. 

O frustante em tudo isto, é não podermos esperar que Cavaco tome iniciativas relativamente simples - ainda que importantes -, quando também ele não tem mostrado capacidade para exercer a contento as próprias obrigações de PR. Contudo, nada me impede que diga o que penso. Se fosse PR,  não permitia que programas como o Trio da Ataque, e outros de teor semelhante, fossem para o ar com o perfil sectário, manipulador e conspirativo que  apresentam. Chamava a administração da RTP e respectivo corpo directivo, e procurava sensibilizá-la, como se impõe, para os seu deveres de representante do Estado, lembrando a taxa de audiovisual que cada português - de todas as latitudes -paga para a manutenção de muitos postos de trabalho da empresa e para o DEVER de prestarem um verdadeiro serviço público, isento e criterioso. Antes porém, passava-lhes uma grande reprimenda pelo trabalho indecoroso que têm estado a realizar com a notificação de propor a quem de direito a exoneração dos responsáveis (sem direito a indemnização) caso não fossem seguidas as minhas recomendações ...

Lamentavelmente, as coisas não são assim tão simples. É que as decisões simples requerem acção, não é... Há leis, e sindicatos, que não distinguem o funcionário crápula, do funcionário honesto, que logo colocariam um monte de entraves, de direitos e burocracias jurídicas para boicotar a "minha" magistratura de influência.  Mas isto é a democracia que temos, e que os oportunistas deste país não querem ver alterada, embora se queixem dela...  

Prevejo por isso grandes polémicas para esta época, com os mesmos do costume, os homensinhos dos túneis, dos sistemas, dos apitos, dos programas intriguistas (de resto facilmente identificáveis), a tentarem minar o caminho do FCPorto na conquista de novos êxitos desportivos, sem que o facto de agora dispor de um canal de televisão me sirva de consolo. É que o Porto Canal continua à deriva, com o nome e o prestígio do FCPorto a ele associados.


9 comentários:

dragao vila pouca disse...

Rui, passados 4 dias, aí está uma prova de fogo para ver como vai reagir o F.C.Porto. Para já, nada, veremos mais logo, o que vai acontecer. Há um programa de hora e meia marcado para mais logo, a partir das 21:30, no Porto Canal. O que vai acontecer? Não sei, mas acho que não vai acontecer nada. Umas boquitas e siga a marinha.

Abraço

Rui Valente disse...

Vila,
também lhe digo que se for essa a decisão, não serei eu que apoiarei o clube caso um dia destes aconteça um Apito Dourado II, ou um Tunelzito verde versão 2014/15.

Nesse dia sou eu que já não os quero ouvir.

Um abraço

marujo88 disse...

O FCP que lutava contra as injustiças já acabou, agora é tudo gente boa, estou farto de lutar contra moinhos de vento. O Porto Canal é uma vergonha, o senhor Júlio Magalhães pelos vistos veio tratar da vidinha dele, os convidados que por lá passam são uma provocação para os portistas, qualquer dia desisto de sócio, não vale a pena estar a alimentar vícios de quem não me respeita.
Já para a RTP sou obrigado a pagar, porque se me fosse permitido também não pagava a taxa, os gajos do clube do regime que os sustentassem.
Abraço
Manuel da Silva Moutinho

Anónimo disse...

Caro Rui Valente. No país que vivemos, mais cêdo o privam da sua liberdade de expressão do que penalizam esses crápulas corruptos da RTP, da arbitragem ou da FPF. Carlos Daniel não foi colocado por acaso no Monte da Virgem. É com esta gente rasteira, medíocre, ressabiada, que eles educam e amansam o povo. Isto um dia terá um fim, mas tem que ser mesmo o povo a fazer justiça pelas próprias mãos.

Anónimo disse...

O Porto Canal é um DVD pirata arranhado, que trata de vários assuntos sem grande interesse. O FCP neste Canal é uma seca uma oportunidade perdida.

A RTP é um Canal do regime do centralismo, é mais um Canal do Benfica, dos amigos de um piroso de Paredes. É um Canal ou vários canais, que podiam ser codificados mas que continuavam ganhar dinheiro com os seis milhões, mas não levavam era um chavo uma roda do meu...

Costa do Castelo.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

O tal sistema tão comentado é o poder que os média possuem e que manipulam.
Se o site do FCP aborda a questão como o comentador (Rio e C&A)do PC o faz, o que podemos esperar dos canais do sistema?
O PC é o último canal do cabo a "entrar" após o jogo e mesmo assim comentam como se fosse um canal de outro planeta.
Ontem só liguei o PC para confirmar o que penso, fico com a sensação que o carlinhos de Paredes (Carlos Daniel da RTP)é que dirige o PC.
Penso que PC não deve ver TV, mas o que fazem os dirigentes da informação do clube? Só servem para acompanhar as conferências? Por outro lado deixa-me um pouco preocupado por verificar que o clube não informa (pelo menos é o que me parece) os "artistas" que são nomeados. Os portistas atentos sabiam que o PB apitaria qualquer contacto dos jogadores do FCP e com isso permitiria desde logo livres perigosos e simultaneamente o jogo ficaria pastoso.
Tudo isso só se contraria com o entrar forte no jogo e marcar rapidamente.
Isto já é Deja Vu, lembram-se o que aconteceu no jogo do Estoril- FCP do ano passado?

Deacon Blue disse...

Caro Rui,

A pouca vergonha que acontece na RTP poderia ser devidamente desmascarada pelos nossos que andam lá a comer. Bastava isso, nao precisavamos de mais nada!
Exemplos? O Miguel Guedes! O Manuel Serrao! Do que têm medo?
Deviam de ter vergonha na cara por ser constantemente tangueados e nao têm tomates para por a boca no trombone!
A coisa é evidente! O encornados como nao sao capazes, ha longos anos já, dedicaram-se a uma estrategia na tugulandia que consiste na difamaçao permanente e organizada contra o FCPorto suportada pela comunicaçao social tacanha, castrada e financeiramente dependente.
ESTE PAIS É UMA VERGONHA!!! E os portistas que alinham com isto com especial relevancia para os que aparecem nos media, SAO UMA VALENTE MERDA!!!

Desculpe Rui o desabafo ao utilizar o seu espaçp para dizer "certas verdades" mas sabe que para alguns fica mal falarmos/criticarmos pela negativa os nossos...
Se quiser esteja à vontade e utilize o lápiz azul como outros....(desculpe mas tenho de dizer isto!).

Deacon Blue




Rui Valente disse...

Também não entendo a mansidão dos portistas nesses programas. Há momentos que me faz vergonha saber que esses avençados são do Norte e portistas.

Sujeitam-se a cada humilhação! Aos outros gajos só lhes falta cuspir na cara dos portistas para extremarem a suprema humilhação.

Que gente esta. Pobre Norte. Começo a pensar se Pinto da Costa não estará mesmo finito como alguns andaram a apregoar. Se não está, parece.

Anónimo disse...

Como é possível que paineleiros que se dizem ser portistas como Guilherme Aguiar (O Arranjista) Serrão ( O bronco) Guedes (o bom rapaz) vão para os programas tão mal documentados sem os respectivos trabalhos de casa, e que muitas das vezes são chacota dos paineleiros adversários e reagem com sorrisos amarelos de sendeiros.
Parecem que são todos escolhidos a dedo pelos respectivos directores de programas Vermelhos...
Ainda sobre o roubo de Guimarães, espero que alguém do FCP fosse à moirama de Lisboa, capital do Califado, pedir explicações da encomenda da arbitragem que nos mandaram para este jogo.

Abílio Costa.