04 abril, 2015

Num país infeliz, votos de felicidade para a

Resultado de imagem para páscoa 2015

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Boa Páscoa também para si.
Não concordo com essa do país infeliz.
Como é que um país de cofres cheios pode ser infeliz?
Como pode ser infeliz um país que tem um presidente da república que, como se viu com a morte de Manoel de Oliveira é um homem das artes e da cultura?
Como pode ser infeliz um país onde ninguém os doentes oncológicos são tão bem tratados?
Como pode ser infeliz um país onde a polícia cumpre e bem asua função na caça aos mariscadores que andam a apanhar ameijoas, correndo riscos de vida, para terem dinheiro para dar de comer à família? E podia dar tantos exemplos d efelicidade...
Infeliz, este país? Só se for para Salgados e afins.

Abraço

Guilherme de Sousa Olaio disse...

Um belo sábado de Páscoa convocou-me a uma ida solitária de Metro até à Póvoa. Uma volta pela Rua da Junqueira, um olhar saudoso na busca das rabanadas do Leonardo e uma mirada repentina pelo Zé das Letras. Após o regresso e na preparação para ver o Andebol, uma passagem pelos canais. Nesta surtida, dei de caras com o BARRABÁS e logo aí me ocorreu a bíblica estória. Pilatos, governador romano da Judeia, esta va colocado perante um dilema. Condenar ou libertar Jesus. Porém, tal decisão teria que ser enquadrada politicamente. Não enfrentar os Chefes Judeus e por outro lado não desagradar ao povo. Vai daí, e no melhor e mais refinado estilo democrático, tratou o assunto do mesmo modo que aqui se tratou a regionalização. Elabora-se uma proposta rebuscada (para a qual se adivinha o resultado) e chama-se o povo a decidir.
Lá como cá, a alternativa era ou Jesus Nazareno ou o Barrabás Ladrão. Adivinhem quem o povo escolheu.

Cumprimentos e Boa Páscoa