23 fevereiro, 2016

Anónimos com os neurónios no anus

Passam por aqui certos "melros", muito cheios de verdades (as suas) que não conseguem esconder a mixórdia de que são feitos:  fanatismo, baixo nível intelectual e raiva. 

São tão estúpidos, que nem sequer se dão ao cuidado de começar a comentar com um pouquinho de moderação, o que faz com que nem sequer me dê ao trabalho de ler o resto. Para quê, se já sei ao que vêm? Só tenho pena é de não poder ver a cara deles (sempre protegida pelo anonimato),  no momento em que clico para eliminar os dejectos daquilo que julgam sair de um cérebro, e sai de uma outra coisa qualquer... Pode até dar-se o caso de serem produtos de uma aberração da natureza, e terem dois anus, em lugares distintos.

Estas "coisas" anónimas pertencem ao grupo de portugueses que nos envergonham onde quer que estejam, e nos fazem passar pelas piores humilhações aos olhos dos povos civilizados que nos visitam. São daqueles que pegam de estaca a puxar da bandeira nacional, a cavalo ou de mota, desde que à frente da selecção esteja um treinador do (tipo Scolari), que não convoque jogadores do FCPorto, mesmo que tenham acabado de brilhar a nível nacional (e internacional), ou que dê entrevistas a dizer que o Porto fica lá longe, para cair em graça nas hostes centralistas plantadas no regime.  

São os mesmos que saem a terreiro para tratar de Jhiadista o Presidente da Câmara do Porto, só por denunciar a intenção da TAP cancelar vôos de interesse económico e estratégico para uma parte considerável do país (Porto, Norte e Centro). Os mesmos que, a nível desportivo, acham que só eles têm o direito a reinvindicar tudo, árbitros, justiça, privilégios, proibindo os outros portugueses do direito a zelarem pelos seus interesses quando têm razões para isso. Contestam tudo que não entre directamente no seu minúsculo mundo de conveniências. Depois, ainda se acham no direito de nos dar lições de cidadania como se fossem exemplos imaculados, quando não passam de miseráveis.  

Mas, não há imbecilidade que não traga vantagens, que é: dar-me garantias de que o que escrevo, os incomoda, e se incomoda, é porque sabem que estou a falar verdade.

Clicar na imagem para ampliar
Já agora, talvez seja pedir muito aos imbecilóides com o anus na mona, que leiam o que aqui escreve este "mafioso" senhor, que é apenas o Reitor da Universidade do Porto, a mais prestigiada do país (é mentira, já sei!), de onde estão sempre a sair os melhores cérebros, para ver se também ele está a dizer patetices. Mas, é inútil, quando os neurónios estão no sítio errado, o melhor mesmo é continuar a ignorá-los. 

6 comentários:

Anónimo disse...

O grande problema é que uma quantidade de parolos que vão para Lisboa mostrar serviço ao Maior de Portugal, mesmo que para isso tenham que arriar as calças ao chefe. Depois aparecem aqueles saudosistas do Império, que pensam que Lisboa é Portugal e o resto são Colónias, cá em cima ainda há muita merda desta, que se vendem por um rebuçado.

Filósofos, Iluminados da capital do Império, que nunca fizeram um cu, dizem hipocritamente que o Norte é fantástico, come-se bem e exportamos muito, mas baixinho manda-nos à merda.
Há agora um papagaio que é porta voz da TAP que mandou o presidente Rui Moreia falar com Salazar! Penso que esta Besta, provavelmente disse o que disse a seguir ao almoço, que pagou com o dinheiro dos portugueses.

Não vejo os partidos a dizerem nada! Porque não querem também mexer com a cadeira do poder a partir de Lisboa, são outros hipócritas, mas não se vão importar com mais dinheiro que vai ser gasto com a base do Montijo, mais uma ponte, já para não falar do dinheiro que estão a esbanjar no aeroporto da portela em obras.

António Costa, Coelhos, Cavacos, Soares são todos feitos da mesma farinha! Até este Costa, que foi autarca, pelos vistos está a ser um sendeiro na matéria que tanto conhece.

Rui Moreira foi eleito para defender os interesses do Porto, e com ele estão mais autarcas do Norte dignos desse nome, que também se sentem lesados.
Presidente estamos contigo. Espero, mas espero mesmo, que o sr Costa não me roube nos meus Impostos para pagar a esta colmeia de Vespas que nos querem sugar sem nada darem.

Abílio Costa.

Anónimo disse...

mas desculpem lá uma coisa: há alguma diferença entre um português que nasce no norte e um que nasce no sul? um é, à partida, mais trabalhador que o outro?

mas está tudo maluco ou quê caralho?

Guilherme de Sousa Olaio disse...

Caro Rui Valente,

A propósito de Anónimos, Ânus e Neurónios, permita-se a seguinte reflexão.

Como é sabido o comportamento editorial do JN tem sobejas vezes sido criticado pelas opções e duplicidade de tratamento dos assuntos que lhes são "queridos". Não preciso citar os exemplos.

A "capa" como gostam de chamar os jornalistas(?) à 1ª página, sintetiza os assuntos mais prementes da actualidade.

No JN de 24-02-2016 são 3 as principais manchetes e relativas aos seguintes protagonistas:

- Com grande destaque um Árbitro de Futebol (Julgador);
- A seguir um Procurador (Acusador);
- E no terceiro posto um Sucateiro que na ausência de outras "capacidades" faz o papel de Réu;

Poderá especular-se até que ponto haverá uma correlação entre os personagens. Tentei, mas não fui capaz de a estabelecer. Apenas posso distinguir o seguinte:

- São personagens do sexo masculino;
- Têm em comum, grau diferenciado de relação com a Justiça;
- E foi-lhes atribuído diferente destaque na 1ª Página;

Porém uma diferença encontrei. Apenas um mereceu a atenção dum grupo de adeptos de futebol!
E esta !

Cumprimentos

Rui Valente disse...

Anónimo,

vá lá, está com sorte por deixar passar o seu comentário.

Acontece, que não sei como lhe responder, nem onde é que você leu essa coisa dos gajos que nascem no norte, ou no sul,e de uns serem mais trabalhadores que os outros. Terá sonhado? Quem é que falou nisso?

Ou acordou com uma crise da bílis? Será do seu alto sentido congregador? Ou será o benfiquismo fanático a fazer das suas?

Soren disse...

De facto é bom deixar uns comentários de uns anónimos sulistas complexados, para podermos discernir da paciência do Rui Valente para aturar este tipo de ser.

O Porto e o Norte são os principais culpados da situação que se vive neste momento.
Rui Moreira há cerca de 5 anos acusou Pinto da Costa de ter um discurso regionalista "que já não reflectia a realidade do país". Nessa altura insurgi-me contra Rui Moreira. Como fiquei muito desiludido quando ele foi uma das principais vozes que defendiam essa ideia terceiro mundista de que os transportes privatizados funcionam melhor.
Rui Moreira está a colher o que semeou e já vem tarde para reparar a asneira.

Muitos de nós avisamos para o que poderia acontecer. Mas esta mania de misturar liberalização de negócios com privatizações absurdas dá nisto.

Já agora anónimo, não é onde se nasce, é de quem se nasce e como se cresce. Se os bons valores do Norte forem incutidos em casa desde tenra idade, até se pode nascer na China. Eles ficam sempre lá e não tenha dúvidas de que embora a genética seja importante a educação é-o ainda mais. Sim, de uma maneira geral as pessoas do Norte são mais trabalhadoras. Sem qualquer dúvida.

Rui Valente disse...

Soren,

às vezes é preciso sofrer na pele as consequências do centralismo para se acordar de um sonho.
Rui Moreira é (era) um diplomata. Acho que já não é, e ainda bem, porque mudar para melhor é sempre bom. Eu acho que é o que está a acontecer com ele.

Houve um detalhe que, embora parecendo insignificante, para mim foi muito importante. Dos comentadores portistas que conheço foi o único que soube abdicar da avença e sair com dignidade de um programa miserável como o Trio de Ataque que lamentavelmente ainda existe. Para o "cineasta subsídio-dependente" P. Vasconcelos foi a suprema humilhação PÚBLICA! E para os realizadores do programa também. Vamos torcer para que não nos desiluda. Para já, estou a gostar da sua governação e atitude, tendo em conta a situação de aperto financeiro que vivemos. Vamos dar-lhe tempo.

Um abraço