22 fevereiro, 2016

Assobiem a quem merece assobios, não aos jogadores

Como atrás referi, não acredito que para ganhar campeonatos, a garra e a mística, bastem. São aspectos muito importantes, mas que não resolvem tudo. Foi o caso do jogo de ontem. A equipa transcendeu-se, virou um resultado adverso, mas os problemas ainda lá estão. 

A uma equipa descomandada (equipa/clube), técnica e tacticamente perdida, é uma crueldade lançar para cima dos jogadores o fel do nosso descontentamento. A seguir ao Presidente, e aos elementos da SAD, são os "calhaus" dos pipoqueiros e assobiadores, que mais me incomodam neste Porto miserável. Burros, são incapazes de compreender a génese de uma hierarquia. Ofuscados pelos êxitos do passado, onde só episodicamente perdíamos - sem com isso deixarem de ver bom futebol -, não têm coragem para dirigir os apupos a quem os anda a pedir nos últimos anos, e os merece: o Presidente/SAD.  Em vez disso, de procurarem apoiar a equipa e tentarem compreender os porquês do seu desnorte, preferem baralhá-la mais, num sádico e apressado coro de assobios, enquanto os verdadeiros responsáveis sorriem nas bancadas como se nada daquilo lhes dissesse respeito.

Se é esse o melhor padrão de exigência destes "portistas", então talvez seja melhor irem assobiar lá mais para o sul, para a cidade dos eucaliptos, e levarem consigo toda a estrutura mandante. Sim, porque hoje, parece que, à excepção dos super-dragões*, os amigos do presidente encontram-se nas redações dos pasquins de Lisboa, ou na Madeira, e os mal amados, são todos os portistas como eu que não gostam do que está acontecer.

Posso enganar-me, e não me importava nada que isso acontecesse, mas não acredito que Pinto da Costa regresse aos bons velhos tempos. E não acredito, porque se esta estranha mutação fosse apenas um momento infeliz, um descuido pontual, Pinto da Costa já tinha voltado à normalidade, e o seu distanciamento face a factos de maior relevância teria acabado. Tudo continua na mesma. O silêncio permissivo de PC com a protecção que continua a ser dada ao Benfica mantem-se, e os prejuízos ao FCPorto também. Esses prejuízos ao nosso clube em contraponto com os benefícios ao Benfica, são causados, ora descaradamente, ora co.m subtileza. Eles não são burros, mas mesmo assim, a arbitrariedade é por demais descarada. Pinto da Costa continua a deixar que o FCPorto seja lesado, dentro e fora do campo. Mas não deve. Assim sendo, só quero que deixe o clube e promova eleições, pois agora está a prejudicá-lo. Nesta altura, a sua anunciada recandidatura à Presidência é uma má notícia. Por quê? Porque a passividade de hoje, é certo, vai manter-se no futuro, e os problemas do FCPorto também.

Para o ano, teremos de começar tudo de novo, recolocar jogadores e contratar outros. Isto, já para não falar do treinador. Se o rigor fôr o que tem sido até aqui, os resultados serão iguais. Só que, há um problema:
teremos candidatos credíveis para ocuparem o seu lugar? Se os há, estarão dispostos a hipotecar o prestígio do FCPorto, com mais temporadas como esta, para se candidatarem?

*
O JN, o mesmo jornal que "honra" Pinto da Costa com o seu nome no Conselho Editorial, não hesita em noticiar os desacatos violentos no jogo entre Vila Caíz e o Canelas 2010 da Divisão de Honra da A.F.do Porto. Cito: "pela frente, o conjunto da casa tinha a equipa dos distritais do Porto que mais tinta faz correr. A liderança da prova ajuda, os 8 elementos dos Super Dragões que a integram (com Fernando Madureira ou Macaco, à cabeça) também, mas o que mais os tem posto na ordem do dia são as faltas de comparência dos adversários -no fundo, um voto de protesto contra as ameaças e agressões de que se queixam".

Não é difícil intuir que os jogadores do Canelas foram provocados, aliás consta também da notícia, mas, mais uma vez, o odioso da ocorrência vai nitidamente para os superdragões. Não advogo a violência, mas às vezes não há outra alternativa. Só que, até esse recurso,  devia ser dirigido a outros protagonistas, e não a pequenos adversários . Talvez ele se justificasse mais noutros palcos... 


1 comentário:

Anónimo disse...

Os bons amigos do presidente estão todos por cá e lá dentro, estão todos preocupados é com as comissões, quem é que vai vender este, quem vende aquele. Depois de três épocas mal planificadas a deixarem sair jogadores, então centrais!... Não acertam num bom e ainda para complicar os outros foram emprestados, como se viu no jogo da Alemanha e no Dragão a falta de jogadores. Se um jogador der um espirro é logo uma dor de cabeça! É uma vergonha. A mim o que mais me chateia é a nova recandidatura com a mesma trupe de gente, que já lá andam desde do tempo de Adão e Eva.

Abílio Costa.