21 abril, 2017

O anonimato, dá nisto: arquive-se!

Foi em Julho de 2007 que (supostamente) um grupo de ivestigadores da PJ de Lisboa enviou ao então Procurador Geral da República, Pinto Monteiro, um comunicado sobre a rede de contactos suspeitos de Luís F. Vieira, hoje Presidente do Benfica. Na última folha do comunicado (de 27 págs.) os autores assumiram o anonimato, por não quererem colocar as carreiras em risco...

Relendo o documento, que porventura pecou pelo anonimato, fica-se com a ideia entranhada de um déjà vu. Conhecendo como conhecemos os visados, tem tudo para merecer credibilidade. Pena é, que mais uma vez o medo tenha contribuido para abortar a morte do polvo. Assim, deixá-mo-lo crescer.

Dada a extensão do comunicado, publicarei diariamente duas páginas do mesmo (para não cansar) de forma a não deixar dúvidas a quem ainda as possa ter. Vale a pena ler.

CLICAR NAS IMAGENS PARA AMPLIAR


1 comentário:

Anónimo disse...

Quem, Pinto Monteiro! o amigo do Sócrates, que jantou com o ex/primeiro ministro para falarem de livros!
Vieira!... O imaculado ou o caloteiro! Não acredito, e os 10 milhões de anjinhos se soubessem que ele era punido, lá estava sr PM em apuros, era excomungado, e, ou ia para Inferno ou Pregatório, é que por azar dele o céu é Azul.
Abílio Costa.