08 abril, 2018

Para que serve ser portista e deputado?

"Eles ainda não foram presos. E porque eles ainda não foram presos, Setúbal ontem pareceu Mogadíscio (capital da Somália). E porque eles ainda não foram presos, a verdade desportiva da Liga portuguesa continua a ser uma miragem. E porque eles ainda não foram presos, o FC Porto terá de entrar hoje em campo com o brio de sempre, com o orgulho de sempre, com a força de sempre, e sobretudo com o sentimento de revolta de quem sabe que é melhor e de quem tem a certeza de que terá de continuar a lutar contra tudo e contra todos por um título que, em qualquer país menos em Portugal e na Somália, já seria seu por direito há muito tempo", surge escrito na newsletter Dragões Diário.

Foram estas as palavras de FJMarques àcerca do jogo de ontem entre o V. de Setúbal e o Benfica. Palavras cheias de objectividade e revolta, que contrastaram estranhamente com o discurso de Sérgio Conceição, que preferiu citar ambiguamente a beleza do futebol, numa altura em que Portugal se tornou num autêntico casino com dados viciados com o futebol à cabeça. Podemos interpretar a disparidade de discursos do modo como quisermos, mas se é uma estratégia, não parece. Isto, assemelha-se mais a um efeito colateral próprio de um clube sem liderança e não devia acontecer.

Como disse, variadíssimas vezes, é cansativo e desesperante continuar a ver os portistas frustrados com esta incapacidade do clube para se defender. Discutem, lamentam-se, mas parece que estão à espera de mais um descalabro, para perceberem de uma vez que o problema do FCPorto está no tôpo da pirâmide. Esta fidelidade a Pinto da Costa tem tanto de louvável como de ingénua. O Presidente que eles apoiam já não existe, não é o mesmo, e isso é indiscutível. Também eu já o valorizei e apoiei, só que não seria coerente comigo mesmo nem amigo do FCPorto se continuasse a alimentar essa ilusão. A diferença entre mim, e  esses adeptos, é que eu não tenho problemas de consciência em dizer o que penso. Só isso.

Como é que se admite que eu aqui não tenha qualquer hesitação em criticar o próprio Governo, a citar os nomes dos (ir)responsáveis pelo que se está a passar no futebol português, e a SAD do FCPorto não se atreva a abrir a boca para apresentar este caso de verdadeiro gangsterismo às instâncias que lhe transmitirem confiança, uma vez que o Governo não responde? Diziam que o FCPorto tencionava apresentar queixa ao Tribunal dos Direitos Humanos, mas pelo que nos é dado saber, nada disso ainda foi feito. 

O problema toca o desporto, mas é essencialmente de regime. Assim sendo, por que é que o presidente do FCPorto não pede explicações àquele grupo de deputados (ditos) portistas que o convidaram para o homenagear num almoço na Assembleia da República? Não terá coragem para lhes perguntar se concordam com  a ideia de que o regime político nacional é de facto democrático, ou se não sendo, por que é que pactuam com uma coisa destas? Por que é que o escândalo do Benfica não é incluído na ordem de trabalhos como foi o BES e o BPN? Porque existem organismos próprios, como a Federação e a Liga? Está bem, mas se eles não funcionam, se são parte do problema, a que porta nos resta bater? Mais que não seja, que apresentem alternativas, mas a tempo e horas, e não mantendo os olhos fechados para a roubalheira a que estamos a assistir.

São suposições que não posso comprovar, mas que me parecem minimamente lógicas. Até ao momento, devo ser das raras pessoas que duvida da autenticidade democrática deste regime, mas se os senhores deputados o negam, então como explicar tantos obstáculos, tanto medo para que o FCPorto seja respeitado e possa defender o seu património? Em que país democrático é isto tolerado, além da Somália, como disse Francisco J. Marques?

É por estas razões que não me revejo na postura de outros adeptos, que parecem não querer compreender a importância na diferença entre um Líder pro-activo e um líder sombrio que, independentemente disso, nos "castigou" nos últimos 4 anos com perdas de campeonatos e troféus também por excesso de conformismo. Aliás, não é pelo lado dos adeptos que o FCPorto se tem deixado afundar. Esses, são um exemplo de tenacidade e solidariedade.  Mas, também, têm de começar a olhar com mais pragmatismo para o clube, a menos que para manter Pinto da Costa na presidência continuem dispostos a ver o FCPorto perder protagonismo. A partir daí, só podem queixar-se de si próprios.

Não quero de forma alguma gizar quadros pessimistas, já ando a falar nisto há muito tempo, e para que não subsistam dúvidas, no caso de vencermos este campeonato, os meus parabéns serão sempre dirigidos para os jogadores e treinador. Aconteça o que acontecer. Mas, temos  também de continuar a lutar contra uma seita de bandidos... Que conste, as "armas" dos jogadores são  outras, são golos nas balizas adversárias. 

Para lutar contra o crime organizado, existem outro tipo de munições e  actividades: balas e agentes de investigação.  Só temos de lhes exigir resultados.    

3 comentários:

Anónimo disse...

Rui,

Andamos a ser comidos fora, por um gangue de corruptos impunes, mas também em casa, por tachustas, pois sabem que andamos a ser comidos mas não esticam a corda / nao fazem o que é preciso, porque nao querem perder o tacho.

Já reparou, vai dar tudo ao mesmo......defender o tachinho!

Estamos entregues a bicharada!

Atrevo-me a dizer que vamos perder na próxima semana na capital do império falido pela mesma razão e forma habitualmente conhecida!
E com o Centeno e Costa na plateia a usufruir.....

E deixe que lhe diga que me incomoda a aparente falta de sintonia do SC para com o FJM!
Acho que há quem ainda acredite no pai Natal e nos anjinhos....

Á lei da bala e partir tudo , por tudo e todos em causa, golpe de estado precisa-se a nível nacional e no FCP!

DB








Rui Valente disse...

DB

Está mais para isso do que para outra coisa...

Anónimo disse...

O Roubo com grandes dividendos para o Polvo Vermelho continua, ou seja "Nova corrida nova viagem" o que importam é que aja "Alegria de muitos governantes e satisfação da FPF, Arbitragem, Cons de disciplina e até da LIGA". O Nacional Benfiqismo tem que ser alimentado por esta gente, para os votos, tachos e afins,
Prendam-nos, Clube na 2ª LIGA !? Mas quem é que tem coragem para a acabar com o crime prendendo os criminosos, deitar abaixo covil mafioso; para isso, é necessário que a justiça os tenha no sítio, e Têm-nos???...

Abílio Costa.