01 março, 2010

E agora?

Peço licença para ser mais um a mandar uns bitaites a propósito do desastre em Alvalade e do consequente final da ilusão do título deste ano, mas realmente é impossivel um portista ficar calado nestas circunstâncias.

Este desastre era previsivel, e para que não se diga que estou a fazer " prognósticos depois do jogo", lembro um texto que fiz neste blogue há já muitos meses (e que aliás me valeu uma série de comentários críticos ) em que pretendia focar uma série de aspectos que na altura considerava (e continuo a considerar ) como pontos negativos na gestão do nosso clube.

Neste momento, recriminações ou "caça às bruxas", serão prejudiciais na medida em que o importante é que se tirem ensinamentos dos erros que indiscutivelmente foram cometidos pela SAD. E se menciono apenas a SAD é porque penso que ela é a responsável final por tudo o que se passa num clube, desde a escolha e a continuidade do treinador até ao capacho da porta da entrada (como dizia um antigo patrão meu ) passando por todos os aspectos da complexa estrutura de um clube de topo. A questão-chave neste momento é saber se a actual SAD tem a capacidade de auto-crítica e o discernimento e humildade suficientes para aceitar que vários erros foram cometidos e que portanto haverá que reformular em conformidade a estratégia operacional. É evidente que não tenho a mais pequena pista para responder a esta questão, e penso mesmo que pouca gente terá, mas certamente todos temos a esperança que as necessárias correcções de rumo (e, se necessário, de parte da tripulação... ) serão as adequadas. Suponho também que ninguem terá dúvidas que é importante que o fracasso deste ano não seja mais que um tropeção num percurso brilhante, e que obrigatoriamente retomaremos o ciclo vitorioso a que nos habituamos. Este é um imperatrivo que não transcende apenas os sócios e simpatizantes do FCP, pois é um elemento importante na afirmação da cidade do Porto e até do Norte. Sabemos que não podemos ganhar sempre, mas também não estamos dispostos a perder muitas vezes.

Todos estamos cientes de que a época ainda não terminou, e que poderemos ainda ter alegrias que venham a atenuar a tristeza do campeonato perdido, e também da quase certa "falta de comparência" à próxima Champions. A irregularidade exibicional da equipa, em que os momentos negativos são superiores aos positivos, não aconselha grandes optimismos, mas nunca se sabe...

A provável ausência da Champions cria um quadro financeiro bem diferente dos últimos anos, impondo a adaptação a um orçamento bem mais magro. Talvez venha a ser bom, na medida em que o clube se habituou a uma aparente vida faustosa ( à escala portuguesa ) e agora vai ser obrigado a contar os tostões. Pode ser que assim volte a adquirir o sentido do valor do dinheiro.

3 comentários:

renato disse...

Caro Rui Farinas!

Diz tudo no seu texto pelo que assino por baixo!

Pode ser que para a próxima época as aquisições sejam feitas no mercado nacional bem mais barato (em lugar dos contentores de Argentinos de duvidosa qualidade) e que no passado não muito distante tão proveitoso foi para o FCPorto, no tempo de J.Mourinho!

O único simbolo da cidade do Porto que se mantém na cidade e faz frente a qualquer clube da capital do império, tem que continuar a ganhar para gáudio dos defensores desta região, mas não só, e para fazer ver aos vermes vermelhos que o melhor Clube Porto(guês) ainda se mantém e manterá vivo!

Um abraço

dragao vila pouca disse...

Caríssimo Farinas, às vezes um passo atrás, pode ser muito importante para, depois, dar dois à frente.
Se se recordar do que é a história dos últimos 30 anos do F.C.Porto, verá que foi sempre isso que aconteceu. Como acredito que a Sad mantém intactas as suas capacidades e a sua enorme vontade de continuar a ganhar, acredito que também desta vez, foi apenas um pequeno recuo e vamos voltar com tudo para continuarmos a ser uma instituição, quase a única, de referência da cidade e do norte.

Um abraço

Anónimo disse...

Nós sabemos que cada vez que entramos numa competição nacional,
somos alvos abater em beneficio do
Clube do Regime, por isso temos que estar bem atentos e sermos melhores que os outros ao quadrado.

Agora, há erros que se pagam caros.
Fomos demasiados inocentes na cilada do tunel do inimigo pelos
Costas; Ricardo e Rui.

Tem que haver alguém no banco do FCPorto, com autoridade e que sabai
de vez enquando dar um bitaytes tanto ao treinador, (quando este não é capaz) como também aos artistas da bola, que são uns assalariados bem pagos e que a camisola que envergam tem que merecer respeito.

Espero tambem, nunca mais ver madames sem nivel na tribuna que
fosquem a imagem do FCPorto,(trabalho é trabalho Conhaque é conhaque)depois o resto... não nos diz respeito.

Eu não gosto do futebol do nosso
treinador;futebol muito previsível
demasiado calculista,substituíções
tardias,medos, enfim, às vezes faz jogos de 8 e 80.Encontramos duas equipas um pouco melhores que no ano passado! e pronto... com dois pontos a menos que na época passada
já estamos práticamente fora do título.Quanto às taças vamos ver.

Neste momento é preciso pensar e trabalhar bem o futuro.

Estamos habituados a ser campeões
e não queremos perder esse objectivo.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.