06 novembro, 2015

Carta Aberta a Francisco Assis


Resultado de imagem para francisco assis abraçado a Antonio Costa


«Caro Francisco Assis,
Como sabes o distrito da Guarda foi o único distrito onde o António José Seguro venceu.
Eu, como tantos companheiros, lutámos pela vitória de António José Seguro e atingimos os objetivos a que nos propusemos, mas foi um resultado muito curto e António Costa venceu e, sobretudo, venceu a Democracia. A partir desse momento e perante os resultados inquestionáveis o nosso líder passou a ser António Costa.
Tu foste sempre apoiante de António Costa e, como tal, nunca lhe regateaste elogios quer sobre as suas qualidades quer sobre a experiência política que tanto lhe reconhecias. Durante a campanha eleitoral para estas legislativas, tu próprio te insurgias contra o desgoverno que a coligação da direita trouxe ao nosso país, ou seja: mais pobreza, mais desemprego, mais emigração, mais desigualdade e mais dívida, sem resolver qualquer problema da nossa Pátria. Por conseguinte, participaste na campanha eleitoral, apoiando o secretário-geral, sem reservas e de forma incondicional, mas certamente distraído não registaste o facto do António Costa ter afirmado, com algum estrondo e significativo impacto, durante a campanha eleitoral, que não viabilizaria o orçamento da coligação.
Pois tens andado seriamente esquecido e deve ser ter sido do queijo da Serra que comeste aqui no distrito durante a campanha eleitoral, quando o distrito, em má hora te elegeu, como seu representante na Assembleia da República. E o que fizeste tu como agradecimento às boas gentes do distrito da Guarda que contavam com a tua voz na Casa da Democracia? NADA! Além de nunca te teres referido às gentes, e aos seus problemas, que representavas no Parlamento. Com o teu silêncio revelaste uma enorme ingratidão para com o distrito que, por todas as razões, deverias acarinhar, uma vez que nunca chegaste a agradecer sequer aos eleitores que contribuíram para a tua eleição.
Caro Assis se não concordas com o rumo que está a ser seguido pela direção do partido, apesar do infeliz momento que escolheste para o afirmar, é um direito que te assiste. Apesar de tudo não me parece que após reiterado silêncio possas colocar em causa a legitima liderança, (que apoiaste até à pouco tempo) por isso deverias repensar melhor a tua estratégia de “assalto” ao poder em vez de andares a minar o partido tentando provar que há um mal-estar interno no PS e uma corrente crítica que se apresenta como alternativa.
Num momento politicamente sensível que vivemos eu, como a esmagadora maioria da massa militante e simpatizante do partido, reprova veementemente a tua “golpada” e dos companheiros que tentas arrastar contigo.
Se não consegues ter tento na língua, nem aguardar melhor oportunidade, deverias repensar a tua posição ideológica no partido e, com os teus seguidores, engrossar a coligação da direita, mantendo-te lá por muitos anos à procura da maioria …
Fonte: Blogue Aventar
Nota de RoP:
Há largo tempo que topei ao que anda Franscisco Assis:  com aquele seu aspecto lúbrico, procura deseperadamente um grande TACHO. Pertence ao sombrio império dos políticos de carreira.  Por outras palavras: está a borrifar-se para o país e para o partido.

18 comentários:

Anónimo disse...

Muito sinceramente acho que Francisco Assis deve ir tirar o patrocínio em Felgueiras.. se ele passar... pode concorrer e ir para as hostes do PSD. Nunca me enganou.. juro que nunca me enganou.
Cumprimentos
A. Martins

Deacon Blue disse...

Caro Rui,

Peço desculpa mas tenho de dizer que gostava de saber o que disse o Joao Viveiro na altura e a propósito de como o Seguro foi "posto borda fora"!
Normalmente poem-se um delfim na travessia do deserto pós derrota eleitoral, e depois o aparelho dita as regras e vai a eleiçoes um líder sem desgaste apoiado pelo mesmo aparelho (política rasca, na mina opiniao)!

Tenho para mim que o Antonio Costa (porque nao politico de carreira também...) quando perdeu as eleiçoes iria reunir com a direcçao, por o lugar à disposiçao e acataría o que a direcçao do partido decidisse.
Era o que lhe ficava bem pois eu nao esqueci o que disse do Seguro e que com ele, A. Costa, é que o partido ganharia a eleiçoes e governo! Mas nao ganhou! E como tal tinha de tirar as conclusoes obvias.

Mas eis que, qual golpe de teatro, temos uma nova realidade que eu nunca pensei ser possivel.

Para mim, e é isso o que me basta para ser coerente comigo proprio, o que quero é o melhor para o País. Já dou de barato estas novidades.

Relembro que a proposta do PS antes das eleiçoes nao tinha previsto esta especie de acordo/coligaçao e sei de pessoas que votarem no PS que se soubessem que se ia coligar com o PC, nao votariam PS!

Mas deixe que lhe diga, se o Assis nao é grande espingarda, e admito que sim, o Antonio Costa e sobretudo o PS têm-me desiludido muito com este processo. Cada vez mais vejo o partido socialista com a mania de que é dono do poder. Eles é que sabem, eles é que mandam, o país e o popvo esta sempre com eles....e foi o que se viu com o Sócrates, passando pelo Guterres, e o proprio Soares debe de ter muito que contar aquí à malta..... enfim...

Eu sou de esquerda, moderado, mas ando francamente desiludido com isto tudo.

DB











Anónimo disse...

Sendo Assis deputado europeu, que, na minha opinião, é o melhor TACHO que na política se pode ter, não se percebe como o Rui Valente possa afirmar que Assis "procura desesperadamente um grande TACHO".
Cumprimentos

Guilherme de Sousa Olaio disse...

Caro Rui Valente,
PORTUGAL 2003
“O líder da distrital socialista do Porto, Francisco Assis, foi esta noite insultado e agredido à chegada à sede do partido em Felgueiras, tendo sido impedido de entrar no edifício, para onde estava agendado um encontro com os militantes socialistas locais.
De acordo com os relatos, Assis foi impedido de entrar no edifício pela multidão que o insultou e agrediu com murros e pontapés.
Apesar de minimizar o incidente e não querer atribuir responsabilidades pelo que aconteceu, o responsável socialista não deixou de enviar um recado: "Os principais responsáveis por esta situação de histeria colectiva são os que pela sua forma de intervir na política exacerbam as paixões primárias, apelando ao que de mais básico existe nos cidadãos".
Contactados por aquela rádio, nenhum dos responsáveis socialistas de Felgueiras quis comentar os incidentes. Em contrapartida, responsáveis das estruturas locais do PSD e do CDS-PP repudiaram os acontecimentos desta noite e manifestaram a sua solidariedade para com o dirigente socialista.”
E m 1985 dá início à sua actividade. Deu-se a conhecer de forma agitada a partir de Felgueiras. Como parlamentar ficou conhecido como a “picareta falante” tal o modo caudaloso como libertava a verborreia democratóide. Derrotado por Rui Rio nas autárquicas de 2005 (suprema humilhação), foi expiar as mágoas para o Parlamento Europeu.
E a saga continua, é um artista português. Ao contrário de muitos procura sempre que pode mostrar que está vivo. Está ?
Cumprimentos

Rui Valente disse...

Deacon Blue,

Como saberá, eu não ponho as mãos no fogo por nenhum político (até prova em contrário).

O que lhe posso dizer é que, depois de ter ouvido várias vezes os argumentos de F. Assis - independentemente ter todo o direito para discordar da coligação PS/PCP/BE -, não fui capaz de encontrar qualquer sentido nesses argumentos.

Por outro lado, considero que a postura que teve não é compatível com alguém que se diz socialista. Não sei, não posso garantir que A. Costa seja mais credível, o que penso é que teve a virtude de acabar com o mito dos partidos do arco da governação, e de contribuir para arejar a nossa democracia carunchosa.

Os resultados, só o futuro dirá como serão.

Anónimo disse...

Senhor Deacon Blue muito me admira esta sua frase "Relembro que a proposta do PS antes das eleições não tinha previsto esta espécie de acordo/coligação e sei de pessoas que votarem no PS que se soubessem que se ia coligar com o PC, não votariam PS!" e se eu lhe perguntasse - Se o PS apresentasse a proposta que se coligaria com o PC, caso não obtivesse a maioria absoluta não haveria mais pessoas a votar no PS? Por exemplo milhares os que andam zangados com os partidos do poder... portanto acho que seu argumento é uma falácia dado que é a sua opinião e das pessoas que o sr conhece.. eu se andar misturado com pessoas da direita teria a certeza que também teria ouvido a mesma opinião que a sua.
Cumprimentos
A. Martins

Rui Valente disse...

Ao anónimo que considerou o "tacho" de deputado europeu "o melhor que se pode ter", respondo:

depende do ponto de vista de cada um. Como "emprego" com boas regalias e bem remunerado, é capaz de ter razão (por isso é que F. Assis, foi para lá). Mas as ambições de F. Assis parece-me que vão mais além. Chegar ao poder é a primeira. A partir daí, estarão criadas as condições
para enriquecer depressa (como já fizeram outros como ele, nos partidos do nobre arco da governação)...

Além disso, nunca vi F.Assis fazer nada em prol da população. Onde se mete, é para desestabilizar e sumir. Faz-me lembrar o falecido Salazar, que por nunca querer anunciar os locais onde tencionava ir, era conhecido pelo "Esteves".

Anónimo disse...

O Rui Valente pode não gostar do Assis, mas uma coisa não pode negar: foi o PS que colocou Assis como cabeça de lista do partido ao Parlamento Europeu, eleição que ganhou, por pouco mas ganhou; em contrapartida o Costa candidatando-se às legislativas para ganhar por muitos, perdeu por muitos. Sem vergonha, em vez de retirar as respectivas conclusões, qual chico-esperto, lança o partido (e o país)no caminho do aventureirismo olhando apenas, esse sim, ao seu interesse pessoal. Esperemos cá estar daqui a um ano para vermos o lindo resultado que nos espera.
Cumprimentos

Rui Valente disse...

Não se trata de gostar do Assis, trata-se de não acreditar no Assis.

Quanto ao António Costa, não vejo nenhum drama pelo facto de aceitar o apoio dos partidos de esquerda. Sou um democrata.

Aventureirismo certo e seguro, foram estes últimos anos de governos PS,PSD, e CDS
(centro direita). Pode até ser que virando à esquerda isto melhore. O certo, certo, foi a porcaria do trabalho dos últimos 20 anos de governo. Isso, é uma certeza para mim. E cada vez está pior. O futuro, diz o ditado, a Deus pertence. Mas gostava muito que tudo corresse pelo melhor.

Deacon Blue disse...

Caro Sr. Martins,

Ficou admirado com o que escrevi?
Olhe que nao entendo porquê, francamente!

Eu por exemplo, nao me custa concordar consigo quando diz que se o PS tivesse avisado previamente do acordo pudesse cativar mais votos! Mas, asseguro-lhe que sei de pessoas que nao o fariam nessas circunstancias.
Se ganhava ou perdia, honestamente nao sei, pelos vistos voce sabe, está mais bem informado que eu, mas com a idade que tenho também lhe digo que tenho bem presente a relaçao entre socialistas e comunistas que pelo menos nunca foi pacifica. Veja o que disse o Jeronimo do PS nos últimos anos e até nesta ultima campanha eleitoral sobre o PS.

Falácia só se for na sua cabeça desculpe lá!

DB

marujo88 disse...

Parece que ainda há pessoas que preferem que a direita continue a destruir o país, a empobrecer os portugueses, a submeter o país aos caprichos da senhora Merkel e de outros que nos têm obrigado a perder a identidade como país, eu não, prefiro que tudo isto mude, e tenho esperança que com este acordo dos partidos de esquerda, vai ser benéfico para todos os que têm sido prejudicados por esta politica ultra liberal.
Viva o 25 de Abril
Viva a Liberdade
Abraço
Manuel da Silva Moutinho

Anónimo disse...

Caro sr.
Deacon Blue.

Incoerente a sua resposta.. 1º começa por dizer que eu disse que se o PS tivesse avisado previamente do acordo "pudesse" cativar mais votos... precisamente eu disse PUDESSE. 2º depois afirma que eu devo estar bem informado.. pois não estou bem informado dado que disse PUDESSE.
Bem.. o problema não está aí.. pela sua opinião nunca, jamais, nem que seja daqui a um século se poderia fazer alianças com a dita esquerda. O Sr. deve ter enormes resultados positivos da governação destes últimos 40 anos com os partidos que acha que olha pelo interesse dos portugueses. Na verdade na ânsia de ir buscar dinheiro á CEE foi desmantelada a frota de pesca e a agricultura.. e agora ainda defende quem "vendeu" o labor dos portugueses de tantos anos por euros que agora todos temos de pagar. Pois por Jerónimo de Sousa e Catarina Martins não dissessem o que acha que terão dito sobre o PS, não foi mais que o chamar á realidade.. os portugueses que trabalham e que não tem voz activa merecem que os respeitem.. pois não têm reformas de 90.000 Euros, nem saem do governo para empresas como administradores trabalhando com as leis que eles mesmo aprovaram.. mais horas de trabalho menos salário... precaridade, etc,.

Por favor, continue com essas pessoas que diz que não votavam no PS se soubessem que faria acordos com a esquerda.
Cumprimentos
A.Martins

Anónimo disse...

Tal como o Rui Valente, também eu gostava que tudo corresse pelo melhor. Até porque não vejo o problema como uma questão de direita/esquerda, mas sim como a melhor defesa do interesse do país, e neste aspecto ambos os espectros se acham os mais bem posicionados. Curiosamente, ou talvez não, socialistas com o peso político de Mário Soares e Jorge Sampaio ainda não se pronunciaram sobre o assunto. Por que será? Pelo menos, no caso de Assis, será da mais elementar justiça louvar-se-lhe a coragem por se assumir como minoritário, o que só demonstra que não anda à procura de tacho, porque seria bem mais fácil e proveitoso para ele alinhar com os vencedores. É por isto que manifesto a minha discordância com o Rui Valente. Cumprimentos

Anónimo disse...

O deacon blue e adepto da esquerda moderada aquela esquerda bovina e acefala que durante anos assistiu impavida e serena ao delapidar dos parcos recursos do pais entre o psd e o seu partenaire fascisoide.Temos pena mas parece que chegou o tempo de cumprir a constituicao e se o partido mais votado neste caso os dois incluido o fascisoide nao conseguiram os votos necessarios para uma repartiga tranquila so resta provar com o segundo mais votado.A formacao de um governo em portugal deve deixar de ser entendida como um ato de marialvismo em que os laranjinhas a solo ou com a muleta fascisoide ou com os xuxas a solo seriam os unicos que por incumbencia divina teriam essa prerrogativa.

Deacon Blue disse...

Bom dia,

Já aquí referi que sou um individuo de esquerda, moderada! Esta fácil de ver qual seria o meu partido entao!
Mas, na verdade nao tenho votado! o meu ultimo voto foi num partido de orientaçao regional como aquí referi!

Todavía, a cor partidaria nao me tira a lucidez!

Que responsabilidade tem o partido Socialista no actual estado do país? pelos vistos, para alguns, nenhuma!
Uma das permissas do socialismo creio que é o estado social! O país actual a ese nivel esta o que se sabe...

Depois de diversos escandalos, ex. ultimo Sócrates, que credibilidade têm os políticos actuais???! Eu fiquei farto desta gente nao é de agora e por isso é que já nao voto!
Entao eles fazem a merda que fazem e esquecemos tudo? EU NAO!!!

Bom, parece que há entendimento à esquerda!
Neste momento o que interessa como diz o Rui é que se deposite confiança em quem vai la estar e esperar que desta vez sejam serios.

As minhas reservas nao contam para nada e sao insignificantes para o que realmente tem de ser feito neste país, isso sim é importante.

Mas nunca perderei a lucidez e espirito critico, nunca!

PS - Nao gosto que me mandem indirectas. Gosto de quem fala de frente para mim! Ok Sr. Moutinho?

DB








Anónimo disse...

Ninguém tem duvidas que António Costa é um Político com uma visão Social que nada tem haver com este ministro Coelho que sempre tratou os portugueses a baixo de cão.
Eu sinceramente, embora esteja cheio desta política de políticos corruptos, votei para uma maioria PS, para me ver livre desta direita de Boys arrogantes sem sentido de Estado, mas, infelizmente não aconteceu.
Agora, tenho algum receio desta esquerda cheia de pecados políticos que destroem alguns valores que eu defendo. Não vai ser fácil para António Costa, Vamos ver...

Abílio Costa.

Rui Valente disse...

Caros amigos,

tenho muito gosto que comentem as vossas opiniões, mesmo que divergentes da minha, ou de outros comentadores, mas pedia-vos que o fizessem sempre com elevação e que procurassem não impôr a vossa opinião desvalorizando as outras.

Pela minha parte, procuro expôr da forma mais equilibrada que sei, as minhas ideias. Por isso, voltarei ao tema no próximo post, porque os comentários são demasiado redutores para bem me fazer entender.

Até breve e voltem sempre

Deacon Blue disse...

Caro Sr. Martins,
Eu nunca disse aquí que, se o PS tivesse avisado do acordo com o PCP e o BE antes das eleiçoes, ganharia ou perdia! O que eu disse é que conheço pessoas que votaram no PS e que nao se revêm no que agora esta a passar, sentem-se atraiçoados!
Se o Sr. também nao o disse, entao estamos de acordo. Se conhece pessoas com opiniao contraria, nao duvido! Que quer que lhe diga mais?
Eu aceitaria as duas posibilidades mas o Sr. Martins acha que o PS ganharia, é isso?

Caro anónimo das 02:22
A referencia bovina que faz, é algo que limita as condiçoes de comunicaçao consigo! O Sr. tem pelos vistos vastos e evidentes conhecimentos na área animal sobre os quais nao estou preparado para trocar razoes. Lamento mas deixo-o a falar com os seus...

Acho possivel trocar razoes sem radicalismos cegos, esses sim, facciosos!

Anda pelos vistos aqui alguma gente que se lembra das responsabilidades do PSD e CDS no estado actual do país, sim senhor,têm razao e estamos de acordo! mas que, por outro lado, se esqueceu das responsabilidades do PS que, se bem me lembro, foi o partido que esteve mais tempo no governo desde o 25 de Abril, ou estarei enganado?

Digam-me que políticas de esquerda foram aplicadas em Portugal depois da revoluçao e que resultado tiveram no actual estado do país?

DB