04 fevereiro, 2016

TAL-Transportes Aéreos de Lisboa




Rafael Barbosa
(JN)
1 Cerca de 190 mil passageiros e uma taxa de ocupação média dos aviões de 90%. São os números que resumem o êxito das ligações aéreas da TAP entre o Porto e as cidades de Bruxelas, Milão, Roma e Barcelona, durante o ano passado. Números que confirmam a importância da TAP no bom desempenho dos negócios e do turismo na Área Metropolitana e na Região Norte. E um indicador de que talvez valesse a pena a TAP aumentar o número de ligações a partir do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. À semelhança, aliás, do que vêm fazendo várias companhias aéreas, nem todas "low cost". Acontece que nem tudo o que parece é. Pelo menos para os novos donos da TAP. Não só não vão reforçar a presença a Norte, como já anunciaram que, no final de março, as quatro ligações à Europa (só entre o Porto e Bruxelas voaram 53 mil pessoas) vão acabar. As rotas são deficitárias, diz a companhia. Acredite quem quiser. Os presidentes da Câmara e da Associação Comercial do Porto, Rui Moreira e Nuno Botelho, vieram a público lavrar o seu protesto. Mas é uma denúncia que arrisca ser inócua e gera evidentes embaraços. Por uma simples razão: a TAP é agora uma companhia privada, que toma "decisões apenas em função dos seus interesses". E pelos vistos é do interesse da TAP levar os passageiros do Porto para Lisboa, e só daí para a Europa e o Mundo. Como é do interesse da TAP - agora que a sua presença se reduz a quase nada - desviar do Aeroporto do Porto as suas centenas de milhares de clientes galegos, com uma ligação entre Vigo e Lisboa. Suponho que alguns defensores nortenhos da privatização da TAP (nem que seja por omissão) já estejam a morder os lábios. Porque, como sempre, num país dramaticamente centralista, serão o Porto e o Norte os primeiros a pagar a fatura.
2 Não há muito a dizer sobre o facto de o Governo PSD/CDS ter permitido um aumento de salário de seis para 16 mil euros mensais ao indivíduo que nomeou presidente da Autoridade Nacional de Aviação Civil. É bastante dizer que é um insulto que alguém num cargo público leve para casa o mesmo que 30 portugueses que ganham o salário mínimo. Como não há muito a dizer sobre o facto de o mesmo indivíduo ter sacado um aumento com retroativos, ou seja, um "prémio" extra de 30 mil euros. Basta acrescentar que é um truque manhoso. Já se percebeu, também, que está toda a gente contra. Até o PSD e o CDS, uma vez que a culpa, segundo dizem, é da troika. O que é uma aldrabice. Não havendo muito que dizer, há uma pergunta que vale a pena fazer: quando é que os deputados do PS, BE e PCP (não vale a pena contar com os do PSD e CDS, que pelos vistos só fazem o que a troika manda) produzem uma lei que ponha fim a este triste espetáculo? De preferência, com retroativos.

Nota de RoP:
Talvez esteja na hora de António Costa avançar com a promessa de intervir neste negócio da TAP, antes que seja tarde. É uma boa oportunidade para provar que a descentralização que prometeu não fique outra vez pela intenção. E é bom também que o bloco PC/BE apoiem o governa nesta decisão. Os privados, são isso mesmo: privados. Não querem saber do interesse público. O senhor dinheiro é o primeiro e único valor que levam em conta. O resto, é conversa da treta, uma "nunomelada", ou uma "pauloportada", vai dar ao mesmo.

2 comentários:

Soren disse...

Excelente artigo. Impressiona a burrice dos nortenhos a apelarem a privatizações. Ou talvez não seja assim tão impressionante. Quando vejo o mapa eleitoral de Bragança por exemplo, fico esclarecido.

O caminho não é nem nunca será privatizar. O caminho é moralizar as empresas públicas.

Anónimo disse...

Infelizmente para todos nós tivemos um governo chefiado por vendedor de património Nacional, um lesa pátria de nome passos coelho, fica o nome em letras pequenas, são do tamanho da postura e pelo comportamento que ele teve com os portugueses, e mais, por aquilo que se ouve, ele não é melhor nem pior que sócrates é igual a todos os outros políticos da mesma laia que só mirraram economicamente os portugueses.
Espero que este governo ainda vá a tempo de travar este negócio nefasto da TAP para a região Norte.
Pulhas Porcos.....

Abílio Costa.