30 março, 2016

A REUNIÃO DE RUI MOREIRA COM FERNANDO PINTO



Também hoje, o Jornal de Notícia antecipou um excerto de uma entrevista a Fernando Pinto, o presidente da Comissão Executiva da TAP, onde este afirma que Rui Moreira concordou com as alterações anunciadas pela TAP, durante uma reunião em dezembro. Ora, o que Fernando Pinto não disse ao Jornal de Notícias, mas Rui Moreira conta no seu livro TAP Caixa Negra, é que durante essa reunião, ocorrida em dezembro na Câmara do Porto, aquele administrador não lhe deu todos os dados, não lhe falando da supressão de 74 voos internacionais semanais, não lhe dando dados acerca da ocupação dos voos nas rotas suprimidas, não lhe dando informação acerca das aeronaves que iriam operar a rota, não o informando acerca da nova rota para Vigo, não lhe dando a informação que, embora a TAP mantivesse as rotas intercontinentais, iria suprimir 40% dos voos para a América Latina e América do Norte.

As declarações de Fernando Pinto confirmam, por isso, as de Rui Moreira no seu livro, mas, mais uma vez, omitem parte da verdade.

(Fonte: Portal de Notícias do Porto)

3 comentários:

Anónimo disse...

Quando liguei para a TVI o Gringo da TAP estava a ser entrevistado, não ouvi grande parte da conversa, mas ainda cheguei a ler em roda pé que "Rui Moreira foi infeliz quando disse que ia fazer tudo para prejudicar a TAP (+ ou - isto) diz o Gringo, palavras infelizes de Rui Moreira.
Espero que o Sr Costa faça algo, ou seja, não faz nada, infelizmente por aquilo que o Gringo disse, já é um caso consumado e nós os parolos, já pagamos e provavelmente iremos pagar mais a factura de uma má administração feita por um Gringo que ganha milhares.
O desprezo desta merda de transportadora TAP, pelo Porto, é tão evidente, que brado com todos os meus pulmões, vão todos para as profundezas do inferno.

Abílio Costa.

Rui Valente disse...

Abílio,

eu também vi a entrevista que não foi entrevista, foi uma combinação TVI/TAP para lançarem mais poeira para os olhos do público. Quando foi perguntado a F. Pinto quem era afinal que mandava na TAP, ele torneou a coisa e não disse nada. E o jornalista deu-se como satisfeito...

Acho que esta é uma causa que devia ser mais acompanhada e apoiada pelos nortenhos, mas parece que andam todos anestesiados. É uma tristeza.

Anónimo disse...

O que está acontecer com TAP e o Porto e com o Norte mais uma vez a ser ignorado, deve-se muito a uma cacicada de presidentes de autarquia nortenha, que não conhecem as suas raízes e o progresso da sua região. Não os vejo a unirem-se e a criar uma força contra um governo Sendeiro e pouco preocupado. Por parte dos donos e com um administrador que arrebentou com mais um Baluarte português como era a TAP noutros tempos, e fica para mais uma azeiteirada, está tudo dito! Quando bater no fundo estamos cá todos para pagar o arrombo.

Costa do Castelo.