22 setembro, 2016

Para quem não viu



2 comentários:

Guilherme de Sousa Olaio disse...

Caro Rui Valente,

Também vi. Trata-se do meu ponto de vista e dadas as circunstâncias, duma "encomenda" para responder com "armas" desiguais ao Engº Rui Sá a ao Arquitecto Massena.
Sei do que falam um e outro e não vi nesta entrevista uma resposta clara do Presidente sobre as matérias em apreço.
Apresentar como contrapartida à falta de investimento um excessivo anúncio de projectos, só projectos, com "cofres cheios" e "contas à moda do Porto", é muito redutor e em nada beneficia o desenvolvimento da cidade. Dizer que "contas à moda do Porto" é do agrado dos Portuense( que restam) é argumento estafado e cheira a pré-campanha eleitoral.
Ruas sujas. Fontes sem água. Jardins tratados pela rama. Ausência de bebedouros. Ausência de W.C. públicos. Milhares de turistas recorrendo às casas de banho dos cafés e outros estabelecimentos. Têm sede? Querem beber ? Comprem uma água ! A Fonte de Mouzinho da Silveira, Suja, Sem água e tomada por ervas daninhas que , poeticamente lhe vão cobrindo a monumentalidade. Uma cidade, tal qual uma casa, exige, limpeza, arrumação, "arejamento" e "brilho". Depois de tantas medalhas parece que já começou a devolução.
Em suma: em democracia tivemos de facto um PRESIDENTE de Câmara! Doutor Fernando Gomes. Após a sua saída começou a construção da "cidade deprimente". Chamar-lhe-ia "evolução na continuidade". Evolução? Será? Continuidade sim.
Cumprimentos

Rui Valente disse...

Caro Guilherme Olaio,

Não pretendo ser advogado de defesa de Rui Moreira, mas acho que Rui Sá está a escalpelizar como nunca fez com Rui Rio o desempenho de Rui Moreira, quando ele fez muito mais pelo Porto em 3 anos que Rui Rio em 13, e pelo que diz, tem as contas todas em dia...Há limitações orçamentais nos tempos que correm (e do fundos europeus continuamos à espera) e mesmo assim avançou com reabilitação do mercado do Bolhão, apostou na Cultura com um sucesso unanimamente reconhecido. Acho que fez bem em suspender as corridas da Boavista uma vez que a Turismo de Portugal lhe recusou apoio financeiro.

Criou a Frente Atlântica com as autarquias de Matosinhos e Gaia, embora ainda sem resultados práticos, é verdade, mas talvez ainda seja cedo para os obter. Enfim, não me parece que até ao momento se possa considerar como negativo o seu trabalho. Além disso, não deve ser fácil liderar uma autarquia como o Porto como independente e se quer que lhe diga surpreende-me pela positiva o entendimento entre ele e M. Pizarro do PS, quando não faltam meninos nos partidos ansiosos por lhe roubar o lugar. Como deve saber, eu já não acredito na "inevitabilidade" dos partidos, nem tão pouco na sua vocação de utilidade pública. São todos iguais, não duvide.

Enfim, é o que eu penso por agora... Podia fazer melhor? Se calhar podia, mas será que lhe deram tempo?

Cumpts