23 janeiro, 2018

Por que será?


que olho para o Governo, e fico com a ideia que estou num infantário cheio de catraios mal comportados?

E por que será também que não fiquei surpreendido com a negligência como esse mesmo Governo tratou do problema da bancada do estádio do Estoril após o relatório do LNEC?

A resposta é simples: porque me lembrei do modo cuidado e diligente como o 1º. Minitro (que eu não elegi felizmente) resolveu os dois incêndios do ano findo, bem como o respeito que mostrou pelas cento e tal vítimas mortais.

PS:

O que nos vale e enobrece, é sabermos que temos na UE um Centeno só comparável ao Ronaldo! Como é importante este Portugal! Qu'a grande Orgulho! Já me sinto outro, porra!  

2 comentários:

LAFOI_93520 disse...

Boa noite caro Rui Valente.
Aguardo a reportagem da BTVSIC apresente a 4ª parte do "Assalto ao Castelo" com o desenvolvimento, muito bem explicadinho, como se fossemos muito burros, da operação de branqueamento dos 400M€ em dívida ao Novo Banco daresponsabilidade da família do 1ºM de carnide. Já sabemos que a lampionagem traça toda a palha que lhes deixam cair para manjedoura (alguns deles lesados do BES, estou certo), mas se for bem explicadinho, sublinho, talvez alguns cidadãos do Benfiquistão consigam atingir e se sintam tal qual são. BURROS.
1 abç e viva o FCPorto contra tudo e contra todos (até contra os tolos)
Luís Oliveira

Anónimo disse...

Isto é a competência do CENTRALISMO a trabalhar. Olhe Rui, mais um caso que é o exemplo de muitos outros. O Turismo do Porto e Norte não vai ter dinheiro para pagar salários em Janeiro com provável encerramento dos Postos de Turismo do Aeroporto Sá Carneiro e de São Bento só porque DGO que deveria transferir as verbas para a Instituição cativou esse dinheiro.
Não é só no futebol e no desporto em geral, é na política, ou seja, é o Centralismo no seu melhor e tudo a Bem da Nação.

Abílio Costa.