04 março, 2018

Só dependemos dos jogadores e de Sérgio Conceição


Resultado de imagem para sergio conceição

Depois de uma preciosa victória do FCPorto contra um adversário directo, conseguida com mais suor que cabeça, vai-nos faltar a sorte para o que resta do campeonato. Sorte para que a passividade do gabinete jurídico do FCPorto não se volte contra nós, e sorte para que Sérgio Conceição consiga gerir com sucesso as lesões que têm vindo a importunar os jogadores. 

O principal senão do futebol de Sérgio Conceinção e talvez o único, é este. O FCPorto tem-se destacado por praticar um futebol pressionante e veloz, e isso acaba mais tarde ou mais cedo por resultar em lesões. O treinador portista tem sabido gerir bem até agora esta situação, mas se o plantel começou curto e só foi remediado a meio da prova, acaba por ser insuficiente para suprir todas as dificuldades. Estamos praticamente sem os homens mais combativos da frente de ataque, só nos resta o Gonçalo Paciência um jogador com qualidade, mas que ainda não deve estar bem adaptado ao actual futebol do FCPorto. 

Como disse, até ver o Sérgio Conceição tem feito autênticos milagres, proeza que tanto Lopetegui como Nuno E. Santo não ousaram conseguir. A fase que se segue do campeonato não vai ser fácil, vai requerer muito mais empenho e concentração dos jogadores, porque vai ser sem dúvida explorada pelos adversários à exaustão. No jogo com o Sporting, Brahimi livrou-se de ser crucificado por ter tido a fortuna de marcar o golo da victória, caso contrário todos se iam lembrar da forma negligente como perdeu a bola que resultou no golo de empate do adversário. É um jogador demasiado frágil para o actual futebol, cai ao primeiro toque. Pessoalmente, acho que o balanço das suas prestações em campo têm mais de negativo do que de positivo, porque é demasiado individualista e frágil para ser olhado como um jogador à Porto. Prefiro mil vezes o malogrado Marega, esse sim vai fazer muita falta porque é um jogador intenso e rápido, uma espécie de bólide com tracção à frente disposto a "morrer" em campo, não obstante as pontuais limitações técnicas que mesmo assim bastam para o tornar mais rentável ao FCPorto que Brahimi. Não me deslumbro com as habilidades de Brahimi, nem com a vulnerabilidade física e mental de Corona. Herrera é um pouco bipolar, mas ao menos esforça-se, dá o "litro". Este palntel do FCPorto tem meia dúzia e pouco de jogadores de top, mas está longe de ser uma equipa homogénea, e de nível superior. Tem equipa para ganhar este campeonato, se não nos armarem as ratoeiras do costume, mas não tem a solidez que tivemos no passado.

Tenho confiança em Sérgio Conceição, e espero que ele consiga gerir bem a preparação física dos restantes jogadores, sem que tal implique uma alteração brusca nos métodos do jogo. Só ele, o esforço dos jogadores e dos próprios adeptos podem decidir. Da parte administrativa já sabemos com o que podemos contar: o silêncio.  

2 comentários:

Vidente Mor disse...

temos de ganhar tudo, temos as deslocaçoes ao belem dos cartilheiros e ao maritimo, mas duvido que da maneira que o maritimo jogou na luz a abrir as pernas e o belem esta a jogar nos possa fazer mossa a jogar normal. Depois temos o benfica na luz que sera o jogo menos complicado pois eles nao tem equipa para nos se todos estiverem no ponto e depois casillas resolvera os problemas que tivermos. TEMOS DE TER ATENÇAO AOS LANCES DE BOLA PELO AR ONDE SOMOS BAIXOS, JONAS NAO TEM VELOCIDADE LOGO BASTA ESTAR EM CIMA DELE EPARA NAO TOCAR NA BOLA.

Anónimo disse...

Até ao presente salvo as ladroeiras da arbitragem missão cumprida, resta-nos não bandeirar em arco, continuarmos unidos e um pouco de sorte nas lesões que nos têm apoquentado.
Bom, já esteve mais longe o nosso objectivo para sermos campeões nacionais e ganhar uma Taça de Portugal.
Agora vamos vendo o estrebuchar dos pulhas, à caça as bruxas, a lei da rolha dada pela justiça afecta ao Polvo e os lambe/botas da comunicação social vermelha a fazer o seu trabalho sujo.

Abílio Costa.