02 janeiro, 2009

FC Porto e loucura pelo futebol colocam Portugal acima das expectativas

02.01.2009, Hugo Daniel Sousa
É o sétimo país com mais receitas arrecadadas na Liga dos Campeões, ocupando um lugar mais alto do que noutros sectores, como a economia ou a educação

Portugal tem o melhor jogador do mundo de 2008 (Cristiano Ronaldo), um dos melhores treinadores (José Mourinho), uma selecção entre as 12 melhores (11.ª no ranking da FIFA e oitava melhor europeia) e, mesmo a nível de clubes, integra a elite europeia. Não só tem dois representantes nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões desta época (FC Porto e Sporting), como é o sétimo na lista dos que mais dinheiro arrecadaram na Champions desde 1992/93, como mostram dados revelados ontem pela agência Lusa. Numa prova que já distribuiu mais de cinco mil milhões de euros em prémios desde que foi adoptado o actual formato, Portugal só fica atrás dos cinco grandes (Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha, França) e da Holanda (ver infografia).

O ano em que o FC Porto foi campeão em Portugal e Mourinho/Scolari em Inglaterra


02.01.2009, Luís Octávio Costa (in Público)
Mapa distorcido (entre Janeiro e Dezembro de 2008) coloca Sporting em segundo lugar da classificação e Benfica
no terceiro posto
Se o campeonato português de futebol acompanhasse o calendário civil, o resultado final não seria muito diferente da realidade. Esse mapa distorcido - que compreende as últimas 16 jornadas da temporada 2007/08 e as primeiras 12 da presente época desportiva - coloca em primeiro lugar da tabela classificativa o FC Porto, com 64 pontos, seguindo-se o Sporting (52) e o Benfica, a dois pontos de distância.
No ano de 2008 a equipa de Jesualdo Ferreira voltou a ser de longe a equipa mais regular da Liga, com 20 vitórias, quatro empates e outras tantas derrotas. O Sporting foi o adversário que mais se aproximou dos "dragões", mas, apesar disso, a equipa orientada por Paulo Bento ficou a 12 pontos de distância, tendo somado 16 vitórias e quatro empates, mas também oito derrotas (mais do que FC Porto e Benfica juntos). Em 28 jogos, a equipa da Luz (dos espanhóis José Antonio Camacho e Quique Flores e também do português Chalana) foi a que menos vezes perdeu - e já não sofre uma derrota para o campeonato há 257 dias, desde o dia 20 de Abril, precisamente frente ao FC Porto -, mas também a que mais empates acumulou (14), muito por culpa de um final de 2007/08 especialmente atribulado.
Por curiosidade, ressalve-se em 2008 a prestação do Vitória de Guimarães, que alcançou um total de 42 pontos (11v-9e-8d), e do Leixões, com uma soma de 35 pontos (9v-8e-11d). Convém não esquecer que a equipa orientada por Manuel Cajuda terminou a última época desportiva em terceiro lugar e que a formação de Matosinhos se despediu de 2008 na terceira posição (e precisamente com os mesmos números que o actual detentor do título, o FC Porto).

Chelsea campeão virtual
Se no campeonato português a realidade ficaria apenas ligeiramente beliscada, a Premier League sofreria alterações radicais se a época tivesse começado em Janeiro de 2008 e terminado em Dezembro, no último "boxing day". No lugar do verdadeiro campeão, o Manchester United, reinaria o Chelsea de José Mourinho/Luiz Felipe Scolari com um incrível total de 86 pontos acumulados em 38 jogos disputados (25 vitórias, 11 empates e apenas duas derrotas).
Mais: em 2008, o Chelsea foi a equipa que mais golos marcou (74) e aquela que menos golos sofreu (20) na Premier League. A dois pontos de distância estaria virtualmente o Liverpool de Rafa Benítez e só depois o United de Alex Ferguson e de Cristiano Ronaldo (com 80 pontos, 72 golos marcados e 21 sofridos). A quarta posição deste ranking seria ocupada pelo Arsenal (com 71 pontos, fruto de 20 vitórias, 11 empates e sete derrotas).

Sem comentários: