05 novembro, 2009

Hossana


Em memória de meu pai - que faria hoje 98 anos se ainda estivesse entre nós -, um poema da sua autoria.

7 comentários:

neli araujo disse...

Rui querido,

Que bela homenagem ao teu pai!

Com certeza foi um homem muito importante em tua vida!

E que pelo poema! Gostei muito!

Parabéns pela data e pelo poema!

Um abração,

Neli

Rui Farinas disse...

Lindo poema. Acompanho-o na dor que esta data deve constituir para si.
Um abraço.

dragao vila pouca disse...

Um poeta o seu pai...

Quando o legado é este... as pessoas nunca desaparecem.

Um abraço

Rui Valente disse...

Obrigado, amigo Rui Farinas, o meu pai era um "durão" de coração mole.

Como há-de ter notado esta veia para a poesia era pouco condizente com a sua actividade profissional.

Um abraço

Rui Valente disse...

Amigos Neli e Vila Pouca,

Aos dois muito obrigado pelas palavras simpáticas.

Um abraço

Carlos Manta Oliveira disse...

Bonita homenagem e agradável poema.

Rui Valente disse...

Grato também pelas suas palavras, Carlos M. Oliveira!