14 fevereiro, 2010

Escutas de última hora

Hoje, no caro restaurante Caviar Rico em Lisboa, alguém da minha confiança* gravou esta conversa entre o Presidente da Comixão Indisciplinada Da Liga, Ripardo Go$ta, e o Presidente Ovelhas, do Scorta Fisboa e Malfica:

-Então que tal amigo? Gostou do meu servicinho de ontem?

-És muito vaidoso Go$ta. Quem fez o trabalhinho sujo foi o Jáocinto no Caixão, não fostes tu! Tu só sabes mandar, e mal.

-Mal, Pesidente Fodite Vigueira? Então não invalidámos mais dois penalties limpos e descarados a favor do FCP e não permitimos o anti-jogo ao Leixões?

-Dizes bem, dois penalties descarados, tão descarados que é difícil manipulá-los. Quando fôr assim, tens de dizer ao Jáocinto no Caixão para se pôr a apertar os cordões das botas, ou a tirar  catotas do nariz. Agora, invalidar penalties mesmo a dois metros da bola é muito arriscado...

-O Pesidente disse Jáocinto no Caixão, mas ele não se chama assim, que eu saiba

-Pois é, seu incompetente, o gajo rouba tão mal que qualquer dia alguém lhe tira a tosse, topas?

-Ah, sim, o melhor é dar-lhe mais umas aulinhas de teatro. O gajo rouba muito, mas mal. Agora o que interessa, é que lá conseguimos surripar mais 2 pontitos aos andrades...

-Outra coisa Ripardo, para disfarçar, não será melhor decidires depressa essa coisa do castigo ao Hulk. Já lá vão 13 jornadas sem jogar e tu ainda não arranjáste nenhuma falcatrua legal de jeito para explicar o castigo. As imagens do túnel não prestam. Olha, qualquer dia a bomba rebenta-nos nas mãos. Se isso acontecer, já sabes, dou com a língua nos dentes e conto a toda a gente o biltre que tu és.

-Bem, o senhor Pesidente também não é coca que se cheire, não é...

-O que é que disseste imbecil? Repete lá isso, repete.

-Eu queria dizer, flor, senhor Pesidente, flor de coca-cola, não sei se conhece... Umas, que se dão muito bem em solos peneumáticos...

-Estou-te a estranhar,  cheira-me a bufo, mas não te iludas se pensas enganar-me. Já vistes os meus capangas, já menino? Arma-te em esperto e mando o Jarrão Cuvelho ou Pêdo Váconsêlos, fazer um filme com  o nome «Eu, Ripardo Go$ta». Ou pior. Obrigo-te a passares uma noite inteira com a Leomor Pinão para aprenderes a ser homem. 

-Pronto, pronto Pesidente. Prometo que me vou aplicar mais. Nós temos realmente que parecer pessoas sérias e isso não é fácil se continuarmos a roubar desta maneira. Vou já tratar de abrir uma escola de teatro para árbitros. Vai chamar-se: Árbitro bom, só árbitro lampião! Que tal, gosta do nome?

PS-Por motivos técnicos [a cassete acabou], não foi possível transcrever o resto da conversa, mas dá para entender que algo de promíscuo deve existir entre o Pesidente da Comixão Disciplinar da Liga e o SR. Ovêlhas do Malfica.

*De momento não estou a pensar escrever um livro, seguindo a exemplar inspiração de Mário Crespo.


3 comentários:

Anónimo disse...

Tá muito bom, nem os Gatos fariam melhor…
Adiante: lá vamos nós ficar em 3º lugar, mas pela positiva lá vai o Jesualdo Ferreira assoar o nariz aos netos, ou jogar ao chinquilho, pois ele como treinador é simplesmente zero.
Para o ano temos treinador, graças a Deus, isto se Pinto da Costa não o condenar a prisão perpétua na prisão do Dragão… já n digo nada!
Quem viu hoje (e ao longo da época) o Braga a jogar com meia equipa de dispensados por ele para ir buscar 50 mil e tal trincos, deve já ter visto tudo.
Para acabar, só espero é que conta o Braga, ele meta os iniciados em campo. Fazia um grande favor à nação portista. Mas como é desmancha-prazeres é homenzinho para definitivamente ganhar à Braga e com isso oferecer o campeonato ao Benfica.

Gil Oliveira

Anónimo disse...

Eu quero ganhar ao Braga, aliás o FCP precisa ganhar ao Braga.

Há forças que provavelmente não querem nem que o FCP fique em segundo...

A minha preocupação é só o FCP.

Anónimo disse...

Estes artistas Hollywoo(descos),
são gente da ralé rameiros da
nossa praça; uns vivem à custa do pó-branco e os outros da esmola do
padrinho.

Qualquer CANAL de Telecomichão da
capital com tons de cor vermelha, faziam um telefolhetim com os patrocínios da Bíblia Vermelha e
do Record(ações do passado),já agora o realizador era o famoso internacinal cineasta, Perro Vascondeus.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO