16 fevereiro, 2010

Isto basta para que o "engenheiro" domingueiro e os seus lacaios do Porto mereçam ser escorraçados de vez

«Desvio de dinheiro está a tornar-se intolerável, considera gestor do programa regional do Norte.


Ao fim do primeiro ano de aplicação do QREN, Lisboa captou fundos comunitários ao abrigo do regime do chamado "efeito difusor" no valor de 193 milhões de euros, dos quais 148 serão contabilizados como se tivessem sido investidos no Norte, Centro e Alentejo.

Além disso, e já que os fundos só cobrem parte do investimento, o Orçamento de Estado é chamado a cobrir a parte restante. De acordo com o Observatório do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), o valor total do investimento propiciado pelo uso do "efeito difusor" ascende a 418 milhões de euros.

Este efeito, também chamado de "spill over", foi negociado entre o primeiro Governo de José Sócrates e a Comissão Europeia e diz que uma parte dos fundos comunitários dados pela União especificamente para desenvolver as três regiões mais pobres do país - Norte, Centro e Sul - pode ser aplicada em Lisboa, sob o argumento de que certos investimentos lá realizados têm efeitos benéficos sobre o resto do país. Em causa estão, sobretudo, gastos com a modernização da Administração Pública.»

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1495301

5 comentários:

condor disse...

O problema é que aqui no Norte não nos sabemos governar!
Vejam,o ex presidente da camara do Porto Nuno Cardoso,vai ser julgado por alegadamente ter favorecido o FC Porto na astronómica quantia de 2,8 milhões de euros aquando da permuta de terrenos efectuada entre a edilidade e o clube antes da construção do estádio!
Por isso não é de admirar que lisboa como boa mãe que é arrecade o dinheirinho todo evitando assim que os seus filhos do Norte esbanjadores hipotequem o seu brilhante futuro!
Queixamo-nos de que a nossa mãe"maria lisboa"nos trata como enteados!Não é bem assim,pois ainda há bocado passei pelas A28 e A 41 e vi a bela decoração que a mamã lá mandou colocar!Umas belas estruturas pejadas de cameras de video e outros aparelhos que não sei ainda para que servem!
Um dia destes ainda aparecemos sem contar num filme do vasconcelos!

Rui Farinas disse...

Uma queixa foi apresentada em Bruxelas pela Junta Metropolitana do Porto em Outubro de 2008. Eu pergunto que espécie de diligências fez a JMP no sentido de obter uma resposta ou pelo menos de fazer chegar aos mais altos niveis da Comissão Europeia a verdadeira história deste roubo disfarçado de efeito spill-over.

Victor Sousa disse...

mas para quê preocupações do engenheiro e sua "entourage", se todos são anti- regionalização? No partido e fora!

Rui Valente disse...

Ó António, o amigo é mesmo desmancha-prazeres. Não me diga que não está orgulhoso com a nomeação do Victor Constâncio para a vice-presidência do Banco Central Europeu!

Eu hoje até acordei inchado de orgulho pátrio. Além disso, a sua [e a nossa] conta bancária vai subir em flecha, vai ver. Tenha calma...

Já com o Durão aconteceu a mesma coisa.

Anónimo disse...

Miseráveis mandatos deste presidente da C.M.Porto e da Junta
Metropolitana,que não gasta um tostão na cidade.Não tem competência, para mandar numa C.Municipal!... quanto mais numa junta metropolitana.
Só peço a Deus, que este incomodo
e parado presidente acabe o seu mandato.

Este governo centralista Salazarento, cheio de lacaios é o
exemplo de mal governar um país.
Com uma oposição sem gente capaz:
portuguêses estamos feitos ao bife.

Este sr Victor do Banco de Portugal é como o sr Barroso da CE,
são dois com duas boas mamas europeias.
O orgulho é deles, o nosso é de ver estes dois empecilhos daqui para fora.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.