25 maio, 2011

Onde pára o Estado, afinal?

Houvesse ainda alguma dúvida sobre a credibilidade da Procuradoria Geral da República, recomendaría um olhar atento para o comportamento, a todos os níveis suspeito, dos responsáveis do Benfica. Mas é inútil, até porque no passado recente, este órgão de magistratura  não soube estar ao nível do respectivo estatuto, aquando da campanha difamatória que conduziu à abertura do Processo Apito Dourado, com as infelizes declarações de Pinto Monteiro [discriminatórias para com Pinto da Costa], garantindo recorrer de todas as decisões dos tribunais sempre que estas fossem favoráveis ao Presidente do FCPorto. 

Qualquer pessoa, minimamente atenta e intelectualmente honesta, terá concluído há muito  que todo o chinfrim gerado à volta da "verdade" desportiva, não passava da mais pura inveja, face aos êxitos desportivos do FCPorto dos últimos 30 anos. Incapazes de se organizarem, de se concentrarem na resolução dos seus verdadeiros problemas, os responsáveis benfiquistas enveredaram pela estratégia da conspiração e da maledicência, mesmo depois de provada a inocência pelos tribunais superiores do Presidente portista. Tudo isto, feito com o maior dos descaramentos, através dos órgãos de comunicação públicos e privados, beneficiando da mais aberrante impunidade! Nem Procurador, nem Primeiro Ministro, nem Presidente da República, tiveram a dignidade de reprovar publica e veementemente, estas atitudes de molde a dissuadir futuras iniciativas do género. Este, foi mais um teste elucidativo da medíocridade actual dos representantes do Estado...  Confirma-se, de facto, que o sentido de Estado, para a classe política actual, é um autêntico quebra-cabeças...

Estivessem esses fracos estadistas atentos, e seguramente já teriam virado as atenções para os autores das intrigas, para os falsos paladinos da verdade desportiva, que não se cansam de nos brindar com repetidos sinais de falta de seriedade, não  faltando  portanto às autoridades, elementos para os incriminar judicialmente.

Desesperados por se verem ultrapassados pelo FCPorto em número de troféus, os mercenários de serviço do Benfica [comunicação social incluída], não hesitaram em recorrer à vigarice, para incluir no rol de victórias, uma Taça [Latina] que nem sequer é reconhecida oficialmente pela FIFA! Mesmo assim, foi preciso que o organismo que superintende o futebol mundial informasse a Lusa do não reconhecimento de tal troféu para refrear a propaganda manipuladora dos media centralistas.

Aguardemos, portanto, pelos próximos capítulos, para vermos até onde vai chegar a imaginação trauliteira dos apaniguados benfiquistas. Mas, convenhamos que, se para os adeptos portistas, tais manisfestações são mais um fait divers de chacota, para os mais altos órgãos de soberania, devia constituir um sério pretexto para reflectir... E agir.  

7 comentários:

Zé da Póvoa disse...

O "fait-divers" da taça latina nunca teve ponta por onde pegar. Uma competição em que se participa por convite não pode ter estatuto geral. De qualquer maneira a UEFA já veio dizer de sua justiça. Acrece que o insuspeito MARCA há dias ao comparar os títulos do Real Madrid e do Barcelona não fez qualquer alusão à Latina que, ao que julgo saber, também terá sido ganha, pelo menos uma vez, pelo Real. O Barcelona nunca foi convidado. Que coincidência!!!Feliz, digo eu.

Anónimo disse...

Espanto é ver um programa desportivo em que os comentadores têm ligações diretas(ou indiretas) à politica(um parece quefoi ministro!) quase só falam de trafico influencias, jantares, esquemas no desporto(quando ganham está quase tudo bem ou pelo menos bem melhor!) !!!!!!

alex disse...

cv

alex disse...

zé da povoa
chamar insuspeito à marca é o mesmo que dizer que a bola ou o record são isentos e sérios .
a marca só alinhou com o record para denegrir a imagem do fcporto com falsas noticias dum suposto jantar com arbitros no fcp-villareal .
a marca publica em 1ª pagina foto de jogo do barça em que mostram o unico golo da partida num clarissimo fora de jogo de dani alves .
no dia seguinte o barça mostra a verdadeira imagem em que esse jornal insuspeito tinha apagado o ultimo defesa que punha em jogo o jogador do barça.
a fifa ja disse que não reconhece valor à taça latina e ponto final , eles que comecem a contar o torneio do guadiana.
força porto , o nosso destino é este : rir e continuar a ganhar .

renato disse...

Neste triste e concentrado país, "Enquanto o génio aponta as estrelas, os idiotas discutem o dedo"!


Abraço

Renato

Anónimo disse...

O "insuspeito" da Marca é irónico .
É o "pasquim da Queimada" do Real Madrid e também teve sempre fortes ligações ao fascismo.

dragao vila pouca disse...

O Renato disse tudo.

Não ligo muito a estas coisas, o caminho faz-se caminhando e o nosso caminho é e vai continuar a ser de sucesso, mas ver as cambalhotas que estes idiotas dão para defender o indefensável, é de morrer a rir.

Abraço