27 janeiro, 2016

Sr. Pinto da Costa, demita-se!


Resultado de imagem para Pinto da Costa
Senhor Pinto da Costa, obrigado pelo que fez no passado, mas agora, perdi-lhe o respeito. 

Perdi-lhe o respeito, porque nem você, nem ninguém à sua volta,   percebem, ou fazem  que não  percebem, o mal que estão a fazer ao FCPorto. E se não percebem, é porque estão a mais.    

E   não  confunda  as coisas.   Não é apenas por ter contratado um treinador sem saber bem o que fazia, sem ter a menor ideia das suas qualidades e experiência para treinar um clube com as ambições do FCPorto. É também porque, quando todos percebiam que o treinador estava a destruir a equipa, técnica e animicamente, e perdia (na própria casa) com uma equipa qualquer, o senhor decidiu reforçar-lhe a confiança, só o despedindo no limite dos limites, ou seja, quando já não podia mais esticar a corda. Esteve mal, muito mal mesmo. Foi incompetente.

Mas, o mais grave, aquilo que mais me envergonha  - e devia envergonhá-lo a si e aos seus colegas da SAD -, é que o vosso silêncio sirva como carta-branca, como uma descarada autorização para os árbitros o desrespeitarem, e  (o pior de tudo), desrespeitarem todos os portistas do Mundo, que são a alma do FUTEBOL CLUBE DO PORTO. 

Foi o seu silêncio contínuo, medroso, que tornou o FCPorto o clube mais humilhado, mais vulnerável do país (que o diga Lopetegui). E não admira, você nunca o defendeu. Quando o líder se faz de morto, quando não tem voz de comando e só fala por falar, pensando que está vivo, as tropas não lhe obedecem.

Lamento dizê-lo, espero que não ganhe as próximas eleições, e que os sócios saibam escolher um novo líder que não receie defender o FCPorto (se ele aparecer). Agradeço-lhe o passado, dispenso-lhe o futuro.

E que viva o FCPorto! Esse, está acima de tudo.

9 comentários:

Anónimo disse...

Custa-me dizer isto, mas Sr Pinto da Costa o seu prazo de validade como presidente do FCP acabou, o Senhor não se pode acomodar no galho perante tal roubalheira, qualquer mosca nos caga em cima, ainda hoje aquele pulha voltou a fazer o mesmo que fez o ano passado em Braga para a mesma competição, se não for capaz de erguer a voz demita-se dei o lugar a outro mais novo.

O Porto está de rastos por uma má gestão que o senhor e os seus comparsas estão a fazer, Este não é o FCP que sempre transpirou para ter as vitorias, isto até parece que passou a ser um negócio para muita gente, estamos na trampa.

Abílio Costa.

Anónimo disse...

VERGONHA!!!!
O Lopetegui foi a primeira vitima do Presidente. andou sempres sozinho a ser malhado pela CS e com o cerqueira ao lado dele (outro pau mandado).

Anónimo disse...

Com esta maneira de actuar os dirigentes do FCP continuam a dar pérolas a porcos. Estão tão obcecados pelo poder pelo tacho, que não têm coragem de calçar as pantufas ou irem à pesca.
Este sr presidente que quando veio para a presidência do FCP entrou como verdadeiro defensor do Clube (apreendendo muito com o saudoso sr José Maria Pedroto) e colocou o FCP num patamar Europeu, hoje, pelo cansaço e idade, não é capaz de saber sair pela porta grande e está pelos vistos à espera de ser empurrado, é pena.

Costa do Castelo.

Rui Valente disse...

O curioso, no meio desta balbúrdia, é que ainda assim há adeptos que preferem culpar os jogadores, a tocar no nome de Pinto da Costa. A isto, não chamo gratidão, chamo carneirice e uma total cegueira sobre a escala de competências e de responsabilidades.

Custa-lhes a compreender que os jogadores ficaram desmotivados por força de terem sido erroneamente preparados, e chegaram a um ponto já nem sabiam que lugar ocupar (como é simples comprovar). Isto é tão grave, que vai ser muito difícil a este, ou a qualquer outro treinador, corrigir. Houve em Lopetegui uma tal regidez nas suas obsessões com a posse de bola que os jogadores ficaram completamente bloqueados com aquele sistema de jogo e foram perdendo qualidades, e pioram de jogo para jogo. A juntar a isto, as derrotas, é para bater no fundo.

Convençam-se: para haver garra, é preciso haver liderança, e o problema reside aí.

Rui Valente disse...

Para um espirro, com problemas existenciais, e sarna crónica que gosta de me visitar:

por mais que teimes em afirmar-te, não passas de um cobardola insignificante. Sempre que descarregas fel e estupidez vês a tua imagem.

Vai pregar para a tua freguesia, pá!

jorgemrm disse...

Caro Rui Valente
Sou um leitor atento dos seus artigos e admiro-o pela sua frontalidade e sem preocupações pela censura que hoje se traduz pelo “ politicamente correcto “ . Quase sempre estou de acordo com as suas opiniões mas desta se me permite venho fazer- lhe um reparo, não em relação ao texto que subscrevo, mas relativamente a uma pequena incoerência relativamente a um artigo anterior. Afirmou que preferia um Pinto da Costa abúlico a um Vitor Baía que “ nem para relações públicas o queria, tal o seu défice de inteligência “. Ora, eu também detesto aquele pasquim nojento e o seu canal de TV mas o que VB disse não foi diferente do que muitos portistas dizem em relação à estrutura do futebol e aos empresários que a rodeiam. Também não descortinei nas palavras de VB qualquer desconsideração a Pinto da Costa. O próprio PC disse isso mesmo que não se sentiu maltratado. Admito que não foi agradável dizer o que disse na CMTV mas não estou a ver convidarem o VB para dizer o que disse no Porto Canal. Agora lhe digo, para mim é muito mais desagradável ver Pinto da Costa a convidar os directores da Bola e do Record (este do mesmo grupo do CM ) para a festa dos Dragões de Ouro, ou ver sentado ao lado de Pinto da Costa e da esposa na tribuna de honra do Dragão o mesmo individuo que ainda não há muito tempo lhe chamou velho gágá em plena reunião de dirigentes do futebol das ligas profissionais e dessa vez não houve reacções no fb da esposa. A verdade é que com esta postura Pinto da Costa deixou de se dar ao respeito. Já o vi desancar no Jornal de Notícias (e com razão ) mas continua a pertencer ao Conselho Editorial. Desculpe-me este "arrazoado" que já vai longo mas não queria terminar sem esclarecer o seguinte : reconheço tudo que Pinto da Costa fez pelo nosso clube e terá sempre a minha admiração por isso, mas não aceito que ninguém esteja acima do F.C. do PORTO e é esta a minha postura agora como foi no passado com outros ilustres presidentes que respeitei mas que também entendi em diferentes momentos que para bem do nosso clube deveriam sair da presidência, refiro-me a Pinto de Magalhães e Américo de Sá nomeadamente na altura em que afastaram José Maria Pedroto, aliás chegou-se mesmo ao ponto de aprovarem em A.Geral a proibição de voltar a entrar no clube. Espero bem que esses tempos tristes não voltem ao nosso grande F.C. do PORTO.
Com toda a estima, subscrevo-me com as melhores saudações portistas.
Jorge Monteiro ( jorgemrmonteiro@gmail.com )

Rui Valente disse...

Caro Jorge Monteiro,

desculpe, mas não sei porque hei-de ser incoerente só por não ver em Victor Baía alguém com perfil para liderar o FCPorto. Você deve saber tão bem quanto eu o que tem sido a vida de Victor Baía em termos de gestão. Não faltam casos. Foi com o contabilista, é com namoradas, é a sedução pela avença para fazer o jogo dos gajos da comunicação social centralista. Enfim, são demasiados exemplos que pessoalmente não me transmitem confiança para lhe reconhecer qualidades de líder. Por não gostar do que Pinto da Costa está agora a fazer, sobretudo com os adeptos, não me obriga a concordar com a candidatura de Baía.

De resto, tem toda a liberdade para não concordar com tudo o que penso.

Um abraço, e volte sempre

Rui Valente disse...

Caro J. Monteiro,

quero só acrescentar que sobre o Porto Canal subscrevo o que diz. Ali, não há contraditório, todos dizem o mesmo. O que me recusaria a fazer, era dar pareceres sobre o meu clube em canais de tv, ou jornais, que só nos abrem as portas quando é para criticar. As avenças dão a volta á cabeça dos comentadores, como sabe.

Para criticar, ou para louvar, uso este blogue. Aqui, sou livre.

jorgemrm disse...

Caro Rui Valente,
O mais certo foi eu não me ter explicado da melhor maneira. Não critico o facto de não apoiar uma eventual candidatura de V.Baía, aliás eu nem apoio nem desapoio pois não tenho informação suficiente relativa à sua vida fora dos relvados.Só não o acompanho quando disse" mal por mal prefiro um Pinto da Costa abúlico " Na verdade o que eu acho é que o nosso Porto quer com Pinto da Costa a sair por vontade própria, ou não, vai atravessar sempre um período complicado, tal como aconteceu a seguir a Américo Sá e nos primeiros tempos de Pinto da Costa à frente do Clube, mas, preferia esta situação a um Porto presidido por um Pinto da Costa abúlico que é o que acontece presentemente. Resumindo, entre a situação presente e a mudança eu defendo a mudança e é minha convicção que neste artigo o caro Rui Valente defende o mesmo. Provavelmente este assunto sucessão de Pinto da Costa vai fazer correr muita tinta e discussão, só faço votos é que, independentemente das diferentes opiniões, a mesma discussão se faça com elevação e apenas a pensar no futuro do Clube. Com os meus agradecimentos pela atenção, envio-lhe as minhas saudações portistas.Jorge Monteiro