12 fevereiro, 2009

Um pouco de poesia

DENTRO DE MIM
Dentro de mim
Corre um rio
De águas tépidas e mansas
Suave aos meus navegantes.
E se quem me navega
For canoa furada,
Que venham as águas
E a afundem de vez!
Dentro de mim
Arde um fogo
Que chamusca e queima
Incautos e desavisados.
E se quem do meu fogo se aquece
For palha,
Que venham as labaredas
E a consumam de vez!
Porque o limbo é a pior coisa que existe!
.
neli araujo
.

Sem comentários: