29 outubro, 2009

O sucateiro e os outros...

Enquanto nós por cá nos distraímos a encontrar bodes expiatórios para os males do Norte e andamos a discutir a alienação pelo futebol dos portuenses/portistas, as "elites" concentram-se a tratar das suas vidas.

Fontes do jornal Público, associam ao processo Face Oculta, os nomes de Armando Vara, ex-governante [Gov. António Guterres] e actual vice Presidente do Millenium, José Penedos, um ex-deputado e actual Presidente da REN [Redes Energáticas Nacionais], o seu filho [eventual corrupto] Paulo Penedos, advogado do principal arguido e suposto corruptor, o sucateiro José Godinho.

De Armando Vara as informações ainda são poucas, sabendo-se para já que terá sido apanhado a pedir 10 mil euros ao empresário de "sucesso" [tem 10 empresas].

As empresas onde supostamente terão sido realizadas as operações fraudulentas foram: REN [de José Penedos], a REFER e a Galp.

Reservo ao interesse de cada um, a leitura atenta da página 2 do Público de hoje no caso de querer informar-se com mais detalhe sobre este tema.

A mim, o que me interessa realçar é isto. Deparámos com mais um caso onde tudo indica estarem envolvidos em actividades criminosas aquele tipo de pessoas consideradas de «elite». Para não terem dúvidas quanto ao seu significado consultem um dicionário e vejam o que lá diz sobre a palavra elite. Diz isto: "o que de melhor há na sociedade".
É aqui que eu quero chamar a vossa atenção para a ambiguidade substantiva da palavra e a armadinha que ela representa para muito boa gente, incluindo pessoas com formação «superior». O que há de melhor numa sociedade não pode ser apreciado como um produto que se lança para mercado depois de testado e comprovada a sua qualidade. As pessoas, a sua qualidade humana e profissional só se descobre com alguma segurança ao fim de muito tempo, depois de testada a consistencia da sua honra.
Não é sensato nem sequer inteligente presumir que alguém, só porque acabou uma licenciatura ou se engajou no tôpo hierárquico de uma empresa ou de um partido político, passa a pertencer à clã de uma elite. É altura pois, de acabarmos com este discurso medieval sobre grupos de pessoas como se estivessémos a falar de carros "tôpo de gama".
As enigmáticas ocorrências na linha do Tua destes últimos anos, a barragem, os descarrilamentos de comboios, a insistência do Governo em dar uma ideia de inoperacionalidade àquela ferrovia, colocadas perante os dados hoje conhecidos, encaixa como um puzzle nesta grande operação mafiosa, cujos contornos rivalizam com o pior filme de gangsters de Hollyood.
Mas, não nos iludamos. Tal como sucedeu com o Bibi da Casa Pia, o primeiro a ser detido agora, foi o sucateiro, os outros, as elites, veremos. Têm tempo e, influências... Umas escassas comparências em Tribunal, mais uma muitas ausências por motivos de saúde ou por motivos nenhuns, tratarão de nos reconfirmar aquilo que já sabemos: para as elites, o crime compensa mesmo.
Lembram-se de um senhor e lustroso advogado [de família elitista, suponho], que por inócua "distração" falsificou documentos enquanto era Presidente de um clube lisboeta [que o Governo devotadamente insiste acarinhar], e que, de Londres, faz caretas à justiça portuguesa em desbragada provocação?
Lembram? É a Lusitânia caricaturada em grande estilo!


PS-E é no futebol que alguns ainda pensam que estão os grandes mafiosos...

4 comentários:

Zé Luís disse...

Muito bem observado.

Faz lembrar os "famosos" da tv e dos jornais.

Só que no caso vertente trata-se de ganhar algo mais que a fama.

Mafia mesmo.

Anónimo disse...

Nunca pensei que a sucata desse tanto dinheiro.

Ainda bem que os apanharam!... se não um dia destes, não tinha comboio para Paredes.

O PORTO È GRANDE VIVA O PORTO.

renato disse...

É fartar vilanagem!
De todos os quadrantes politicos, salvo raras excepções, continua-se, além dos jobs for de boys, a roubar e a dar chorudas compensações aqueles que usam e abusam da corrupção!

E continua a farsa, o descaramento, e o roubo, sem que a justiça faça aquilo para que foi criada, neste pobre país dos comedores de tudo e que gira à volta da capital do império à deriva!

Abraço,

Renato

Anónimo disse...

LABAREDAS

Alcorcón é Portugal?

Chama-se Rádio e Televisão de Portugal, mas está mais que visto que prefere temas que não sejam lusos, especialmente quando estes servem para ignorar o FC Porto. Todos os portistas sabem (Labaredas incluído...) que só tende a piorar, mas atentem no que se segue e digam lá se não parece que a sede da RTP mudou para as bandas de Badajoz.

Ontem, que falou Fernando acerca do jogo com o Belenenses e da chamada de Hulk à selecção do Brasil, o alinhamento do desporto no Telejornal foi o este: actualidade do Sporting e Real Madrid perde para a Taça do Rei (com declarações de «meio mundo» madridista).

Hoje, dia em que Jesualdo Ferreira abordou a recepção ao Belenenses, o elenco de notícias incluiu o logótipo da candidatura ibérica à organização do Mundial, a Gala do Desporto, Cristiano Ronaldo e, claro, o «poderoso» Alcorcón.

Curiosamente, ou talvez não, nenhuma referência ao FC Porto-Belenenses de amanhã, que, pasmem-se, será transmitido pela RTP! Perante estes factos, o Labaredas só pode recuperar um fogacho recente e reafirmar: o FC Porto é mesmo de outro planeta.