09 outubro, 2009

Impressões do debate Eleições-Porto na RTP

Além da minha convicção de que Rui Rio é um incapaz presidente de câmara, o debate de ontem veio demonstrar-me que além disso é uma personalidade execrável, com um mau feitio que entra na má educação e com argumentação que pontualmente me parece intelectualmente desonesta. A minha antipatia por ele atingiu niveis de não-retorno.

Acho que Elisa Ferreira esteve bem, com ideias arrumadas, exposições claras, enérgica e agressiva q.b. mas sem entrar na ofensa pessoal.

Rui Sá, gosto dele, talvez não como presidente da câmara, mas dava um bom número dois.

Fátima Campos Ferreira, pareceu-me que teve a atitude arrogante e pretenciosa da vedeta que chega da capital para dirigir um grupo de provincianos. Muito oportuna a "rabecada" que Rui Sá lhe deu. Nota francamente negativa para os tópicos escolhidos. Parque da Cidade, Aleixo, reabilitação da Baixa, são temas mais que batidos, já aborrecem, e nenhum dos participantes poderia ter dito algo de novo. Parece que o Porto não tem outros assuntos de enorme importância. Por aqui se vê a ignorância que grassa na capital sobre o que se passa além das suas fronteiras, e provavelmente o desejo que a CS centralista tem de não permitir que se discutam problemas que possam ser incómodos para Lisboa, particularmente num canal com a audiência potencial da RTP1.

5 comentários:

Anónimo disse...

Muito pouco feliz foi a escolha dos 2 jornalistas para comentar o debate na rtpn .

Anónimo disse...

Segundo a sondagem da TVI a diferença esta em mais ou menos 3% (empate tecnico)

Zé Luís disse...

Não vi e... não gostei. RR é um insolente de sempre, o Sócrates do Porto. A Elisa tem as pernas partidas à partida (para Bruxelas): não é pela "gamela", mas é politicamente imperdoável candidatar-se a dois lugares, um desrespeito a quem votou nela (para a Europa) e eu não fui.

Quanto à Fátima, é execrável. O Pós&Pós deixei de ver há muito. E achar que ela é da CS centralista de Lisboa é esquecer que ela, como muitos que agora estão lá em baixo, começou no Monte da Virgem. Há tantos na RTP que já não sabem o que é o Porto...

portodocrime disse...

Amigo Rui Farinas

a fátima é de lisbogal.
o mano da ar,
tambem.
os gajos vem cá e pimba.
biba o rio douro.
abaixo o rio rui.
domingo bou botar contra.
estou farto da capital-moura-de-lisbogal.
por um PORTO livre.

BIBA O PORTO.

Abraço

Anónimo disse...

“Os Jornais de Lisboa provocam todos a mesma aversão: é a pura ignomínia do abandono cobarde. Os Jornalistas que nos testemunhavam um servilismo apressado bajulam agora os revolucionários: é verdade que, agora, arriscam a pele, enquanto sob o nosso reinado se expunham a simples reprimendas ou a algumas multas” – Rainha Dona Amélia