11 novembro, 2009

Link

EMEF pode perder trabalho na Metro

tudo dentro da «normalidade», a Norte... Até à independência final. E, por que não?

2 comentários:

dragao vila pouca disse...

«Alguns dos autarcas que entraram no seu último mandato estão dispostos a continuar a esperar pela regionalização, mas apenas até ao final da legislatura.»

"O PS está a preparar o terreno no sentido de que os serviços desconcentrados venham a obedecer à nova fórmula da regionalização. Pugno para que isso se concretize nesta legislatura e será indiferente se é no início ou no final deste mandato. Quem está a trabalhar esse processo saberá qual o melhor timing", afirma o socialista Mesquita Machado. A opinião do autarca de Braga é corroborada por António José Ganhão. O presidente da Câmara de Benavente cumpre o seu último mandato e promete "continuar a lutar para a concretização da regionalização nesta legislatura para corresponder às aspirações das populações". Apesar de ter reservas sobre o alcance do programa de Governo, o autarca do PCP reafirma a urgência de proceder à reforma administrativa para "democratizar o investimento público". O social-democrata Jaime Soares também revela algum cepticismo, mas afirma que "existem todas as condições para avançar nesta legislatura". O autarca de Vila Nova de Poiares está convicto da necessidade de serem transferidas mais competências para as autarquias para minimizar o "excesso de centralismo".

Repare Rui o que já andam a fazer passar sobre a Regionalização: não é importante para o desenvolvimento do país, mas apenas para dar um tacho aos autarcas que já não vão poder recandidatar-se. Assim, nunca mais vai haver Regionalização.

Um abraço

Anónimo disse...

Esse presidente da Câmara de Braga
devia, era de ter vergonha.É um dos grandes dinossauros deste país.
já anda a mais na polítiquice camarária.
A regionalização; tem que esperar
que ele acabe o mandato, para que este iluminado seja o todo poderoso da regionalização!?..

Ele e outros como ele, deviam era
calçar as pantufas, e irem para casa ver televisão. Já andam a mais
na política.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.