12 março, 2010

As tristes voltas que o PSD/Porto dá

Não sou grande coisa a fazer prognósticos para o Euromilhões, mas parece-me que vou tendo algum feeling para acertar em alguns resultados políticos. Ainda é cedo para cantar a "vitória", porém tudo parece apontar para o desfecho que previ aqui há uns dias.

Pedro Passos Coelho, segundo o Grande Porto, dá ideia de estar a ganhar vantagem aos seus adversários de partido para o poleiro do PSD, contrariando aparentemente [por agora] a estratégia da lebre defendida aqui pelo amigo António Alves. É que o clima já ultrapassou o âmbito corporativista dos interesses partidários para passar para o das guerrinhas pessoais pelo assalto ao Poder, o que ainda abala mais a paupérrima imagem das pindéricas elites regionais.

Agora, Miguel Veiga decidiu virar o bico ao prego e já não apoia Paula Rangel. Se assim for, a lebre já não pode ser o Rangel... O Aguiar, ao que parece, como lebre deve ser mais rápido...
Isto, se é que há mesmo "galgo" para a perseguir.

3 comentários:

Anónimo disse...

Só tenho a dizer que são três figurinhas...que faz favor!!!coitado do PSD.
Alô Alô F.SÁ Carneiro aqui da terra.

O PORTO É GRANDE VIVA O PORTO.

Anónimo disse...

Atenção às muitas novidades que o semanário GRANDEPORTO traz sobre o FCP .

Anónimo disse...

Recomenda-se a leitura ( e quiçá divulgação) do artigo do Jornalista Fernando Tavares " Independencia ou morte" no GrandePorto.