12 outubro, 2009

Crimes do Estado

Sabem o que quer dizer etefio sordifu? Não sabem? E otiefe rosufid? Eu explico: quer dizer exactamente, e f e i t o d i f u s o r ! Percebem melhor lido ao contrário?
O efeito difusor não é mais do que uma fórmula oficial sofisticada que poucos entendem, inventada pelo Governo português para roubar legalmente o povo do Porto e Norte de verbas que lhe eram destinadas por razões de pobreza, e ficar com elas em Lisboa a pretexto de, a partir da mui "solidária" capital, se gerar riqueza com efeitos no resto do país. Perceberam a patranha?
Pois bem, o otiefe rosufid, ou efeito difusor, como preferirem, é mais uma medida da lavra dos nossos governantes que me deixa inchado de orgulho, porque roubam na nossa cara e "nós" [eu excluído], continuamos alegremente a dar-lhes o nosso voto e a prestar importância às eleições, como mandou o Big Boss Cavaco. Mas, o meu orgulho atinge o climax patriótico e o auge do respeito, quando fico a saber que fomos o único dos 27 países da União Europeia a usar de fundos destinados a desenvolver as regiões mais pobres, para os aplicar na mais rica [Lisboa].
Estivessem agora certos senhores à minha frente com a bandeira "portuguesa" pelo meio, eu cuspia em cima dela e esfregava-a no mal cheiroso nariz, para terem uma pequena ideia da consideração que me merecem. Párias!

2 comentários:

Anónimo disse...

Sr.Rui Valente eu como adepto Portista Estrangeiro,consegue compreender a sua revolta,imanginem se eu fosse Portugues,Portuense, Portista e ainda ser Roubado os meus direitos dessa forma! melhores dias virão!

Anónimo disse...

Estas Melgas da nação.
Do presidente, ao ministro; são todos farinha do mesmo saco.

Esta Melga saltitona, do 1ºministro
que ganhou as legislativas à velhinha; que levava garrafinhas de oxigénio para os comícios.É uma
melga pinóquio que não sabemos
se é`a ou o,anda a roubar o Porto
e o Norte à fartazana.

Esta Melga: teve a lata de roubar este ano metade da merda da esmola que que dá por ano aos poucos "excombatentes das excolónias" que ainda existem.
Até parece que foram para África
combater como volutários; como vão
hoje para a Bósnia, ou outra Nação
que nada têm a ver connosco só
para ganharem dinheiro.
São uns governantes misáraveis
que não reconhecem o seu povo.

Eu fui as urnas mas; nenhuma destas
Melgas políticas teve o direito ao meu voto.
Quando foi o 25 Abril foi um dos
dias mais felizes da minha vida.
Hoje estou desiludido com esta corja.
Cada vez estou a ganhar mais nojo,
a esta pobre democraciade... que não tem valôres,não tem justiça,
está doente.

O PORTO È GRANDE VIVA O PORTO.